BWeninger

Membro
  • Total de itens

    135
  • Registro em

  • Última visita

Sobre BWeninger

  • Rank
    Categoria Junior
  • Data de Nascimento 26-04-1990

Profile Information

  • Gênero
    Masculino
  • Localização
    São Paulo

Últimos Visitantes

996 visualizações
  1. Por curiosidade fui levantar os dados do Zé Rafael no Bahia e seu estilo de jogo e cheguei à conclusão que ele é muito mais um atacante e não um meia. Ele atua pelos lados do campo, quem faz a função central de criador de jogadas é o Vinicius ou ainda o Régis que passou por aqui. Zé Rafael é o que mais finaliza no Bahia, o que mais acerta e o que mais erra Quarto artilheiro do time no Brasileiro (2 gols) Quarto em assistências para gol (1) Terceiro em assistências para finalização (14), sendo que os dois primeiros são justamente Vinicius (25) e Régis (17), que jogam como o meia centralizado. Terceiro em desarmes certos, o que mostra que ele recompõe bastante Primeira em faltas recebidas, e em dribles. Mostra que é um jogador agudo. Não esperem um substituto do Lucas Lima ou Moisés, mas sim um substituto pro Keno
  2. Não é dificuldade, só não é interessante para a federação pq isso não garante que teremos os clássicos do Paulista. O formato atual garante. Eu não estou defendendo, mas o pensamento por trás é esse. No fundo eu acredito que deveria ser um torneio de 20 clubes menores com os 4 grandes entrando só nas quartas de final. 6 datas e tira o Paulista do calendário.
  3. Só completando o assunto: Willian não é e nem nunca foi falso 9. Nem Gabriel Jesus era falso 9. Centroavante móvel e falso 9 são coisas diferentes. Falso 9 é o Roberto Firmino hoje no Liverpool e foi o Messi no tempo do Guardiola no Barcelona. Quem eu mais vejo com chance de ser um falso 9 decente no Palmeiras é o Guerra, que é um jogador que já fez isso no Atlético Nacional. Preferência pessoal: prefiro centroavantes mesmo. Fica o Borja que tem jogado bem sim, ao meu ver.
  4. Dudu e Hazard, guardadas as devidas proporções, tem funções parecidas. Ele seria o dono do time num sistema assim. Mas concordo com os colegas, sem tempo pra treinar à exaustão fica difícil. Talvez pro ano que vem
  5. Vídeo bem explicativo, bem legal BMarinho! Concordo que não é da noite pro dia nem só mudando as posições iniciais que o Palmeiras pode implantar isso. Mas acredito que com treino e tempo sim, talvez para a próxima temporada já que o Cuca disse algumas vezes que gosta de sistemas com 3 zagueiros e o elenco do Palmeiras oferece opções diversas
  6. Tb acho que temos os jogadores certos pra jogar nessa formação. Prass (Courtois) Luan (Azpilicueta) Mina (David Luiz) Juninho (Cahill) Tche Tche (Moses) Melo (Kante) Moisés (Matic) / Guerra (Fabregas) Bastos (Alonso) Guedes/Willian (Pedro) Borja (Costa) Dudu (Hazard) Tenho duvidas quanto ao Guerra na segunda linha, não sei se o time fica com força no meio suficiente. Talvez na terceira linha como ponta armador (Hazard) e o Dudu como ponta atacante (Pedro), ou ainda falso 9 com pontas mais agudos (Deyverson por ser canhoto, da direita pra dentro)
  7. --------------------Prass--------------------- --------Luan-------Mina-------Juninho------ -----------------Felipe Melo------------------ ----Tche Tche------------------Moisés------- -------------------Guerra--------------------- -----R.Guedes---------------------Dudu----- --------------------Borja---------------------- 3-3-1-3 sem laterais. Até o Moisés voltar, joga Bruno Henrique ou Zé Roberto ali. Dá pra variar pra um 4-3-3 sem precisar mexer peças (Tche Tche ou Jean lateral direito, Juninho esquerdo) O duro é o Cuca ter essa ideia e implantar isso, ele me parece preso ao sucesso do ano passado
  8. De acordo. Ainda sugiro uma mudança tática para 3 zagueiros, e sem laterais, já que não temos nenhum realmente bom. 3-3-1-3 que o Luis Enrique usou algumas vezes no Barça: Prass;Luan, Mina, Juninho; Felipe Melo, Tche Tche, Bruno Henrique/Moisés e Guerra; Dudu, Roger Guedes e Borja/Deyverson Nesse tempo, jogam no Brasileiro: Vinicius; Mayke, Vitão, Antonio Carlos e Egídio; Gabriel Furtado, Base e Hyoran; Michel Bastos(ou base), Erik e Iacovelli O que vier com esse time é lucro, mas estaríamos nos preparando pro mata-mata com os jogadores tidos como titulares
  9. Um dado interessante sobre Deyverson: Tem 1.85m e teve uma média de 6.7 duelos aéreos ganhos por jogo, de acordo com WhoScored.com. Vai ser o que foi o Jô em 2013 no Porco Doido 2017?
  10. Cara, vc falou tudo que eu queria falar. Obrigado
  11. Consegui aqui tb. Mitou, robertooculto! Valeu pela dica
  12. Tava pensando nisso esses dias. Acho que todos concordam que o que temos de melhor no elenco hoje são zagueiros e pontas. O 3-4-3 à Conte faz uso dos dois, mas por outro lado eu não consigo ver espaço pro Guerra, que tem sido o melhor do time, nessa formação. Talvez no papel Fabregas, já que o Matic (Moisés) tá fora de combate por enquanto.
  13. O meio campo dos caras é Iniesta, Isco, Thiago, Saúl, Fabregas. O Brasil tem Renato Augusto, Paulinho e Giuliano. Preciso falar mais alguma coisa?
  14. Concordo 200%. O Mundial é uma bosta de torneio que poderia ser muito melhor. Se a FIFA chama um oitavo time (Atual campeão ou vindo de uma repescagem com os vices dos torneios) e cria grupos, já vira uma competição razoavelmente decente. Basta querer e ter calendário tb.
  15. Ano passado o grande debate a respeito da qualidade do futebol do Palmeiras dividiu torcida e imprensa, pois parecia um ataque ao então líder do Brasileirão e eventual campeão. Tenho para mim que naquele ponto, com os 22 anos de fila no BR e a pressão existente o que importava era mais ganhar do que como ganhar. Acredito que seja unânime que o elenco oferecido pelo Palmeiras à comissão técnica performava aquém de suas capacidades, apesar de ser eficiente e ter obtido o resultado final. A análise de desempenho vai além do resultado. Aí o Cuca sai (pq quis sair, não foi mandado embora e teve proposta pra ficar), vem o Eduardo Baptista. E a primeira coisa que ele tenta é implantar um jogo mais de posse de bola e movimentação no time, tentar evoluir o nível de desempenho do clube com uma nova abordagem, novo sistema de marcação que é tido como o menos perigoso atualmente por muitos especialistas. E na primeira derrota vem uma enxurrada de críticas (muitas justas), alguns chegando a pedir a cabeça do técnico depois de dois jogos oficiais. Aceitem, o EB é o que tem no mercado e se ele sair vai vir um Luxemburgo da vida. Imagino que qualquer um que não veja futebol achando que está em 1990 não queira isso. Sim, houve rompimento com o trabalho do Cuca, mas eu prefiro um técnico que chegue e tente fazer as coisas do seu jeito, fazer o time jogar mais, do que um cordeirinho que só repete o que o outro fez, ainda que seja quase unânime que o time podia jogar mais em 2016. Quinta estarei apoiando o novo Palmeiras de Baptista. Sugiro o mesmo a quem puder ir e não torça contra só pra dizer que estava certo depois.