DanielInteriorSEP

Membro
  • Total de itens

    18
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que DanielInteriorSEP postou

  1. O imundo passou o Dudu. Bora votar galera!
  2. Bora votar galera
  3. "Eu canto eu sou Palmeiras até morrer Ole ole" Pra cima deles meu Verdao! Quarta-feira vai ser épico!
  4. até

    Tks tubarão
  5. até

    Link??
  6. até

    Pois é, nao.entendo isso tb.
  7. até

    OOOOOOO VAAMOS GANHAR PORCOOOOOO VAMOS GANHAR PORCOOOOOO OOOOOOOO
  8. até

    GOL PORRA
  9. Neguinho vai andar na linha agora. Hehehe Seja bem vindo! Desejo títulos e mais titulos! DA LHE PORCOOOO!!!!
  10. Mito.
  11. Torcida verde gritando Olé
  12. GOOOOLLLLLLLLLL DA-LHE PORCOOO!!!!
  13. Faz KENOOOOO
  14. Agora eles vão dar piti... um segundo gol seria épico!!
  15. Quero que mostrem o impedimento no lance que Abila foi nosso zagueiro.
  16. Time está desligado.. acaba 1 tempo logo.
  17. SE o árbitro tinha convicção, porque voltou atrás? Por influência de alguém que estava com uma visão de jogo pior que a sua? Ou que tinha uma visão melhor, pela TV????? Inacreditável que ele esteja fazendo essa afirmação. E essa: "Foi quando ele, olhando nos meus olhos, diz que, para ele, toca a bola, mas que a decisão era minha", Pronto, não precisamos mais de árbitro de vídeo. Esta lançado o árbitro "só love", ele.olha no fundo do olho e tá tudo certo. Inacreditável que isso tudo esteja sendo afirmado. Essas contradições e afirmações jogam uma nódoa considerável quanto a credibilidade da partida e no meu ponto de vista mais que suficientes para o julgador deferir a reclamação e tomar uma providência. Detalhe, a mídia RGT não vai dar a ênfase devida quanto as contradições e fala do árbitro. Temos que fazer nossa parte e divulgar isso.
  18. O magistrado titular da vara onde tramita o processo parece ser duro com a concessão de indenização a título de danos morais. Segue a orientação dos Tribunais Superiores no sentido de que não é qualquer aborrecimento que gera abalo indenizável e de que o mero descumprimento de um contrato, por si só, não gera indenização. Esse é um exemplo de uma decisão que o referido magistrado proferiu há anos atrás (fiz uma pesquisa rapidíssima, não sei a exata linha dele hoje): “Em relação aos danos morais, não se vislumbrou, como já explicitado, conduta lesiva por parte da requerida. E, além disso, também não se vislumbra lesão. Isto porque não houve qualquer ofensa aos direitos da personalidade na espécie. Caracterizado mera discussão sobre descumprimento contratual em muito distante de ofensa aos direitos personalíssimos, estes sim ressarcidos, quando lesionados, pela indenização de caráter moral. Ou seja, constata-se na espécie sentimentos subjetivistas de impaciência ou intolerância, fundados em sensibilidade exacerbada, susceptibilidade acentuada, ou emotividade exagerada perante os percalços do quotidiano funcional, os quais não estão (e nem deveriam estar) amparados pela norma de regência como indenizáveis, sob pena de inversão dos conceitos estabelecidos no ordenamento jurídico e de desmoralização de tão nobre instituto. Isto posto, julgo improcedente a presente ação na forma do art. 269, inciso I do CPC”. Que ele mantenha essa linha e julgue com a imparcialidade que se espera de todos os que ostentam a toga. []´s Daniel Salvador