Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Eduardo Luiz

PTD rebate matéria sensacionalista da ESPN

17 posts neste tópico

Como o jornalista Diego Garcia, da ESPN Brasil, não dignificou a profissão ao averiguar os fatos antes de publicar a matéria extremamente sensacionalista sobre a possibilidade da WTorre "impedir o Palmeiras de usar o Allianz Parque em 300 dias ao longo de 2018", o PTD rebate abaixo (em verde) cada ponto do texto.

"O Palmeiras pode ficar cerca de 300 dias sem poder utilizar o Allianz Parque ao longo do ano de 2018. Tudo por conta da WTorre, que notificou o clube sobre as datas que pretende utilizar o estádio na próxima temporada, segundo apurou o ESPN.com.br.

Por temporada, cada time brasileiro faz no máximo 40 jogos como mandante. Em 2017, contando um amistoso, o Palmeiras terá disputado 34 jogos em casa, sendo 29 no Allianz Parque e 5 no Pacaembu, ou seja, seguindo a linha de raciocínio da ESPN, a WTorre terá "impedido" o Palmeiras de usar o Allianz Parque por 336 dias.

A construtora avisou o Palmeiras oficialmente de que pode solicitar pelo Allianz à disposição quase 300 dias durante todo o ano de 2018, de olho na promoção de shows e atividades corporativas.

Por contrato, a construtora deve avisar ao clube previamente as datas que pretende fazer eventos na arena (nem todos acabam confirmados). Isso possibilita ao Palmeiras "negociar" com federações e confederações confecções de tabelas, minimizando assim a possibilidade de não jogar na arena.

Ocorre que, para cada evento promovido, a WTorre precisa também de vários dias para montagem e desmontagem dos equipamentos, preparação do estádio e outros pontos de organização que precisam estar nos conformes durante cada show.

De fato exige uma logística, mas apenas para grandes shows, e geralmente na fase de montagem dos palcos. A desmontagem é feita rapidamente. Em 2017 o Palmeiras chegou a jogar na arena 4 dias depois de um grande show.

Outro ponto omitido pela matéria: a maioria absoluta dos eventos realizados no Allianz Parque são "pequenos", como casamentos, festas de aniversários ou ações corporativas.


Por força de contrato, o Palmeiras não pode fazer muito contra a vontade da construtora. E o problema não é apenas atuar longe de seu estádio, onde costuma ter bastante força, e sim quanto o clube vai perder em termos de bilheteria.

Palmeiras e WTorre firmaram um contrato, portanto não cabe a nenhuma parte "ir contra a vontade" de um ou de outro, e sim cumprir o que foi assinado. Quando um grande evento coincide com uma data de jogo, a construtora deve bancar o aluguel do estádio escolhido pelo Palmeiras e pagar uma multa de 50% do valor da renda bruta.

Para se ter uma ideia, em 24 jogos em seu estádio apenas em 2017, o Palmeiras já arrecadou R$ 50 milhões em bilheteria no Allianz Parque, o que dá uma média de mais que R$ 2 milhões por confronto, em números brutos. A média de pagantes no local é de 32 mil pessoas por duelo. Esse ano, foram quatro jogos no Pacaembu, com R$ 3,5 milhões de renda e média de 25,9 mil pessoas por partida - foram 32,5 mil pessoas.

Contando um amistoso, o Palmeiras já disputou 25 jogos no Allianz Parque em 2017, com R$ 51 milhões de renda bruta, o que dá R$ 2,04 milhões por jogo. É a maior arrecadação do futebol brasileiro. No Pacaembu, considerando a multa prevista em contrato, a média ficaria em R$ 1,3 milhão por jogo. De fato um decréscimo se comparado à média do Allianz Parque, mas superior ao valor obtido por 95% dos outros clubes em seus estádios.

Hoje mesmo, pela 29ª rodada do Brasileirão 2017, por exemplo, o clube atua no Pacaembu por conta de show do cantor John Mayer no Allianz. O adversário será a Ponte Preta, às 20h.

Se a WTorre realmente tirar o Palmeiras do Allianz por cerca 300 dias - distribuídos ao longo dos 12 meses do ano -, a equipe paulista atuaria aproximadamente 10 vezes apenas em seu próprio estádio durante toda a próxima temporada."


Essa possibilidade não existe. O repórter, talvez por orientação de seus superiores, ou apenas seguindo a linha editorial da empresa, de criar polêmica onde não existe a troco de ibope, escreveu uma matéria extremamente sensacionalista, omitindo a realidade dos fatos e o mais grave: tentando manipulá-los. O site da ESPN foi o único a abordar o tema desta maneira, deixando claro que a intenção não era informar.

O Palmeiras Todo Dia seguirá a postos para rebater outras situações como essa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

eu vi lá no tt , veio Bruno Vicari tentando se explicar de algo que não tinha nada ver , monte de palmeirenses argumentando eles . Estadão e Terra mudaram até o titulo rs

você mitou Edu

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já nem perco meu tempo lendo "matérias"em determinado portais, sai cada absurdo que eu me nego a acreditar que um profissional escreveu.

Laércio68 curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
21 minutos atrás, Rafa Simon disse:

Não sei se esse jornalista pode ser citado aqui, mas o Mauro Cezar da ESPN deu um show de explicação sobre o Allianz! 

Verdade. Foi brilhante. Quando não envolve o time dele direta ou indiretamente ele manda bem e tem lampejos do grande jornalista que já foi.

Rafa Simon curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, berna1987 disse:

Verdade. Foi brilhante. Quando não envolve o time dele direta ou indiretamente ele manda bem e tem lampejos do grande jornalista que já foi.

É...ele citou o Fra algumas vezes, mas no geral foi muito bem!

berna1987 curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, luciano massari disse:

Já nem perco meu tempo lendo "matérias"em determinado portais, sai cada absurdo que eu me nego a acreditar que um profissional escreveu.

Parabéns por terem rebatido a matéria . Tem que fazer isso com a Band também. Neto e Ulysses Costa. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bando de irresponsáveis. clubistas de m...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Carta da diretoria do Allianz Parque

O Allianz Parque é o modelo de negócio mais vitorioso de uma arena multiuso no Brasil e começa a se tornar referência internacional. E por que o modelo é vitorioso? Porque a Sociedade Esportiva Palmeiras, proprietária do antigo Palestra Italia, teve a capacidade de negociar o maior acordo da história do futebol brasileiro. Neste acordo, o clube ganhou um estádio ultra moderno, viu a capacidade de sua casa crescer de 27 mil para 42 mil pessoas, manteve 100% da receita de bilheteria dos jogos, ganhou novas receitas e deixou, a cargo de uma empresa privada, todo o investimento e o risco do negócio.
 
Em contrapartida, a empresa tem controle da agenda para a realização de outros eventos (além dos jogos de futebol do Palmeiras), para que o investimento feito para erguer o novo estádio e os 22 mil metros quadrados em novas instalações para o clube social, seja recuperado.
 
Em menos de 3 anos, esse modelo, criticado por diversos órgãos de imprensa, pelos torcedores rivais e até por alguns membros do próprio Clube, foi colocado à prova e se mostrou extremamente bem sucedido. Não há nenhum exagero em afirmar que, assim como a aquisição do antigo Parque Antárctica e o acordo com a Parmalat, o Allianz Parque é um marco positivo e definitivo na história do Clube e que já mudou de forma extremamente positiva a história da Sociedade Esportiva Palmeiras. Desde a inauguração do novo estádio, o Palmeiras bate recordes de público, recordes com receita de bilheteria, conquistou dois títulos de expressão nacional e apresenta números exuberantes.
 
Esse êxito na gestão de um estádio, sem paralelo no futebol do continente, é difícil de ser reconhecido, em especial por quem (até hoje) critica o acordo entre o Palmeiras e a WTorre. Por isso, quando documentos privados trocados entre o clube e a empresa vazam (para servir apenas aos invejosos e ressentidos de plantão), nos damos o direito de não comentar e, ao mesmo tempo, de reprovar de forma veemente tal fato. Se queremos mudar para melhor a realidade do futebol brasileiro, todos os agentes envolvidos (clubes, empresas, mídia, torcida) deveriam desestimular esse tipo de prática. Da mesma forma que a TV não exibe quem invade o gramado, não deveríamos dar publicidade a práticas ilícitas.
 
A postura dessa gestão do Allianz Parque, o respeito dessa mesma gestão para com o Clube e seu torcedores, são intoxicados permanentemente por esse tipo de iniciativa. Entretanto, para desgosto daqueles mesmos invejosos e ressentidos de plantão, eles já perderam essa batalha. O palmeirense tem orgulho de sua arena, construída integralmente com recursos de uma empresa privada. Orgulho de torcer para o time que, mesmo sem ter a maior torcida, fez o maior acordo da história do futebol brasileiro. Orgulho de ter visto nesse período de quase três anos, verdadeiros shows da turma de Prass, Dudu, Gabriel Jesus e cia,, além do privilégio de receber em sua casa monstros sagrados como Paul McCartney, Andrea Bocelli e o palmeirense Neymar Jr.
 
Por tudo isso, não comentamos documentos vazados de forma antiética, cujo único objetivo é causar mal-estar. Sem nenhuma pretensão além de criar um modelo de gestão bem sucedido, nós provamos todos os dias que é possível sim um clube e uma empresa privada celebrarem um acordo de longo prazo, esse acordo ser colocado em prática com êxito e mostrar novos rumos para o esporte no país. Apesar do barulho causado pelos invejosos e ressentidos de plantão, a mais moderna e bem sucedida arena multiuso do continente é o Allianz Parque, casa do Palmeiras, gerida pela WTorre".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vlw, Edu!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa Edu, Parabéns.

Acompanhei o debate com o Bruno Vicari...coitado, só ficava twitando..."Vê o Video" "Vc viu o Video?". Pra induzir todos a ficar dando cliques no site da ESPN.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Palmeiras nunca ficará fora do Allianz devido os camarotes. A Wtorre lucra bastante com os camarotes onde a razão de ser comercializados são os jogos do Verdão
Imagine por exemplo, o cara banca um espaço caríssimo e numa final de Libertadores o time ter de jogar no Pacaembu? Quantos largariam o barco?
Então isso é coisa de gente desinformada e matéria caça clique

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mas que m. de reportagem, ridiculo. 

Parabéns ao PTD.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado (editado)

Tem determinadas pessoas da imprensa que gostam de tumultuar o ambiente do Palmeiras, incrível isso, ainda bem que a mídia palestrina  está sempre ligada e colocar a verdade, parabéns ao PTD.

Falando em impresinha, vi aquele cara de panaca Quesada falando dos clubes que trocam técnico, tipo puxando saco dos gambás,que não trocou e vai ganhar, daí ele falou "só o Palmeiras teve 3 técnicos , é por isso que não ganhará nada em 2017", como pode cravar se ainda tem chances matemáticas, que idiota.

 O campeonato nem acabou e o cara dá como vencido, a chance de gambá ganhar é grande, mas ainda não é 100% de probabilidade,  quero ver se o  Palmeiras ganhar,  ele vai falar o que..

Editado por GreenForce

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente atitude de responder, uma parcela da torcida ainda cai nos contos deles, por não correr atrás da informação correta ou não ter tempo, isso vira uma bola de neve, estadão e lance entraram nessa também....

lamentável essa desinformação que eles promovem, depois a Instituição a parceira além da midia palestrina, é que tem que correr atrás para tentar minimizar o estrago.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu, pessoal. O Vicari é um dos poucos que se salvam na ESPN, ele debate numa boa. E a resposta não foi pra ele, e sim pra matéria ridícula do site. Outros veículos noticiaram essa questão das datas, mas só a ESPN fez sensacionalismo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na gestão PN ele deu uma trancada na imprensa, mas agora voltou tudo de novo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.