Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Fabricio MG

Desumano

52 posts neste tópico

1 hora atrás, Buffon disse:

Em Santos a sensação térmica algumas vezes chega a 50º

A Italia jogou em temperaturas maiores nessa ultima copa do mundo, alias falando em Italia e Copa do Mundo, 1994 a Copa q o Brasil ganhou nos penais contra a Italia aos 40ºC (temperatura mesmo a sensação termica devia ser maior) e o jogo teve prorrogação.......

E´ errado? Sim... MAs é algo mundial e nao da federação paulista

Em tempo, desumano mesmo é o cara trabalhar 8 horas debaixo de sol pra ganhar 1 salario minimo...

Mas convenhamos que é  quente pra qualquer canto. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
45 minutos atrás, T-R3X disse:

Cara, o sol atrapalha mesmo, mas oq eu to querendo dizer é que os jogadores brasileiros jogam assim desde q o futebol é futebol... Faz parte.. 

Assim como tem jogador europeu que joga debaixo de neve e é tão ruim quanto

Não com 2 semanas de treino,  jogador passa o mês no bem bom,  ar condicionado,  champanhe,  vinho,  caipirinha,  comendo até o q não pode,  e em 15 dias treinando em ritmo de recondicionamento vão jogar contra um time no ápice físico dentro de um inferninho às 16h.

Não há "costume" que dê jeito,  já fui jogador de base e sei do que falo,  com 15 anos já é difícil, imagine pros sub-30.

Obs: Nunca morei em região fria no Brasil, onde se tem inverno com baixa temperatura como sampa,  aqui é sempre calor.

LouvaDeus e Gerson SEP curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Normal, estamos no verão.

Se aqui no sul esta fazendo 40º imagina lá no norte rsrs

Tá do inferno esse ano 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse sol é foda, mas já teve piores. Oq não entendo é o único jogo as 17h ser num lugar reconhecidamente muito quente. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se fosse meio de temporada,com todos os jogadores no ápice físico quanto técnico os questionamentos poderiam ser levado em conta embora o rendimento seria afetado mesmo assim, agora,com quinze dias de "pré temporada" e segundo jogo oficial,querer cobrar dos jogadores desempenho é demais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O calor estava insuportável, na torcida sem camisa eu estava suando de bica, seloko

 

Faltou água, ingresso a 80 reais, fila enorme para entrar e a PM segurando para entrar aos poucos, galera que passou mal o pessoal da ambulância não queria ir buscar, aí xingaram tudo eles até que resolveram ir, se você comprasse uma água não poderia comprar um refrigerante, que era o mesmo preço, tinha que pegar a fila da ficha de novo para trocar. Enfim, torcedores são tratados de qualquer jeito, lamentável.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não digo desumano ao pé da letra, mas no mínimo é uma falta de bom senso de quem organiza o campeonato. Com certeza comprometeu o jogo, não só pro Palmeiras como também pro foguinho. Fazer o que né, futebol raizzz é isso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado (editado)

Desumano ou não, é extremamente burro !

Na Europa já perceberam que produzir um jogo de qualidade e agradável de ser visto, atrai um público muito maior do que apenas as duas torcidas envolvidas, leva sua marca pro mundo.... ( e isso inclui inclusive educar os atletas a não simularem tudo a toda hora e parar o jogo a cara minuto )

Aqui nós fazemos tudo ao contrário.

Os times não tem tempo para se prepararem, ficam até quase maio disputando campeonatos que ninguém se interessa, jogam com metade do potencial por não se prepararem e ainda em gramados porcos, e em temperaturas onde não se indica a prática esportiva.... Ou seja : só aguentou assistir o jogo hoje quem era palmeirense, pq foi chato !

Imagina um colombiano, um mexicano, um sei lá de onde, que escutou murmurinhos sobre as contratações palmeirenses e pensou " poxa vou ver isso aí ". Eles não sabem nada sobre nosso futebol, só ligaram a TV pra ver o Palmeiras..... e o que devem ter pensado ? " Po isso é pior que campeonato colombiano "....

Pensam tanto em defender seus interesses, no mero ganho imediato, que não pensam em quanto perdem por não terem em mãos um produto de qualidade.

Editado por Eduardo SEP 1914
RoCk7 e Wiiron curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Realmente hoje estava o inferno...sol fritando, não havia água no estádio, nem nos bares e nem no pessoal que passa vendendo no isopor. Fila enorme para entrar e a PM fazendo o possível para atrapalhar ainda mais. 

Acho que 3 pessoas precisaram do resgate, mas os paramédicos não conseguiam chegar no local porque os portões que dividiam as torcidas estavam trancados. Bem complicado mesmo.

Na verdade, sempre acompanho o Palmeiras aqui em Ribeirão, e é sempre a mesma bagunça...não sei se a culpa é da FPF ou do botafogo que não tá nem aí para a torcida visitante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Londrinense disse:

Tenho que discordar. Não importa se o cara ganha um mil ou um milhão. Se o ofício dele é sob condições degradantes, é um ofício praticado sob condições desumanas. Se um empregado tivesse obrigado por contrato a catar merda em uma situação excepcional, mesmo que ganhasse um milhão de reais, não importa, seria uma situação desumana de qualquer forma. Isso porque são conceitos distintos. Desumano é a condição do trabalho e não se confunde com trabalho escravo, embora um esteja ligado ao outro. 

Analisando superficialmente valor do salario não importa, mas com um salario minimo o cara mal consegue sobreviver, em caso de doença é SUS, e não tem nenhuma alternativa, é escravo da situação, se não trabalhar passará fome... Agora jogador de futebol (de time grande né) tem do bom e do melhor são tratados por médicos de primeira, trocam de time qndo ocorre qlqr insatisfação e ainda ganham bolada por isso

Na real eu nem quis comparar trabalhador com jogador de futebol, eu só quis contestar o termo DESUMANO, isso acontece a séculos no futebol, e desumano é uma palavra totalmente desproporcional, e citei exemplo do que seria desumano!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado (editado)

3 horas atrás, Paulo Falcone disse:

Ia até comentar uma outra coisa mas quando vi esses comentários comparando jogador de futebol com o trabalhador que ganha um salário mínimo perdi a ideia, coisa mais tosca essa comparação.

Na real eu não quis comprar jogador de futebol com trabalhador, tanto que falei do trabalhador na ultima linha, tipo um "diga-se de passagem" e SÓ falei disso pra contestar o termo desumano, citando algo q seria desumano (e infelizmente ninguem esta nem ai pra isso), não é desumano, isso acontece desde sempre e mundialmente... Alias eu mesmo ja joguei sem ganhar nada pra isso em dias mais quentes  q esse, hj com mais de 30 não faço isso kkkk, mas se fosse jogador faria ué, faz parte do trabalho, desconfortável mas longe de desumano...

Editado por Buffon

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Fabricio MG disse:

Sensação térmica de 40 graus. Irresponsabilidade da federação jogar nesse horário. 

Falta de abastecimento de água na torcida 

Não dá pra avaliar os jogadores imagina correr numa umidade de sei lá - de 30% 

Enquanto não der uma merda,  segue o jogo . O que vale é a lei da FPF

Isso não é futebol 

Sou de Franca e sempre que o Verdão vem aqui em RP eu vou, nada se compara ao Allianz mas aqui fica 40 de casa, mas acho que deixarei de ir ver jogos em RP, esse lixo do Foguinho nos tratam feito gado, uma falta de organização absurda, uma fila monstruosa pra entrar, depois liberam tudo de uma vez e vira uma bagunça, banheiros sem estrututa nenhuma, estádio sucateado, portaria com quantidade de catracas insuficientes, calor infernal, não tem água, cobram caro, resumindo, não vale a pena. Melhor rodar mais 3 horas de carro e curtir um jogo no Allianz.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E eu pensava que Fortaleza era quente...

Depois de ver o sofrimento da galera nas arquibancadas, mudei de opinião...

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não importa se o profissional em questão ganha um salário de quatro dígitos (como muito cara no Botafogo ganha, por sinal) ou de seis, o centro da discussão é a qualidade do jogo praticado nessas condições e a integridade física dos envolvidos com o mesmo. Atleta é forçado a alterar até mesmo suplementação e alimentação especificamente pra jogos assim, corre risco de insolação mesmo com duas ou três paradas pra reidratação e simplesmente não consegue manter o nivel de atuação com mais de 40 graus de sensação térmica, cada perna pesa uma tonelada e qualquer passe em profundidade vira um parto pra quem tem que buscá-lo. 

Pra ampliar a discussão e sair especificamente do jogo de hoje: alguém se lembra de um só jogo de bom nível no horário das 11h no Brasileirão, quase três anos após sua implementação? Porque eu só lembro de um monte de pelada no nível do Desafio ao Galo, com jogador vomitando dentro de campo e indo pro intervalo mais desidratado que um vencedor da São Silvestre. 

Se há quem ache isso desejável e saudável pro futebol nacional só porque jogador é bem pago, mora em cobertura no Leblon e anda de Land Rover, paciência, I agree to disagree.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

SOL estava FRITANDO, era impossível sentar na arquibancada pois queimava...
Não sabia o que era pior, fritar no sol ou cozinhar debaixo da sombra da arquibancada abafada.

é algo desumano para torcedor, vi vários idosos, mulheres indo embora no intervalo do jogo.

Aos 40min do PRIMEIRO tempo, fui comprar água e fui informado que havia acabado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, ricardo_sep disse:

Não importa se o profissional em questão ganha um salário de quatro dígitos (como muito cara no Botafogo ganha, por sinal) ou de seis, o centro da discussão é a qualidade do jogo praticado nessas condições e a integridade física dos envolvidos com o mesmo. Atleta é forçado a alterar até mesmo suplementação e alimentação especificamente pra jogos assim, corre risco de insolação mesmo com duas ou três paradas pra reidratação e simplesmente não consegue manter o nivel de atuação com mais de 40 graus de sensação térmica, cada perna pesa uma tonelada e qualquer passe em profundidade vira um parto pra quem tem que buscá-lo. 

Pra ampliar a discussão e sair especificamente do jogo de hoje: alguém se lembra de um só jogo de bom nível no horário das 11h no Brasileirão, quase três anos após sua implementação? Porque eu só lembro de um monte de pelada no nível do Desafio ao Galo, com jogador vomitando dentro de campo e indo pro intervalo mais desidratado que um vencedor da São Silvestre. 

Se há quem ache isso desejável e saudável pro futebol nacional só porque jogador é bem pago, mora em cobertura no Leblon e anda de Land Rover, paciência, I agree to disagree.

No Cartola eu nunca mais coloco jogadores q jogam nesse horário, 99% dos jogos são ridículos. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desumano!
Tche Tche na parada técnica parecia que tinha corrido uma maratona, é palhaçada isso. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desumano eu não diria, pois o meu conceito de desumano é bem distinto desse.

Porém, horário e temperatura que afetam o desempenho dos atletas e precarizam as condições propícias a um bom espetáculo de futebol.

A FPF deveria ser mais criteriosa nesse sentido, dado que não faltam formas de prevenir/amenizar essas adversidades. Não só tendo em vista os jogadores, mas o público (torcedores) também.

Lamentável.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado (editado)

7 horas atrás, ricardo_sep disse:

Não importa se o profissional em questão ganha um salário de quatro dígitos (como muito cara no Botafogo ganha, por sinal) ou de seis, o centro da discussão é a qualidade do jogo praticado nessas condições e a integridade física dos envolvidos com o mesmo. Atleta é forçado a alterar até mesmo suplementação e alimentação especificamente pra jogos assim, corre risco de insolação mesmo com duas ou três paradas pra reidratação e simplesmente não consegue manter o nivel de atuação com mais de 40 graus de sensação térmica, cada perna pesa uma tonelada e qualquer passe em profundidade vira um parto pra quem tem que buscá-lo. 

Pra ampliar a discussão e sair especificamente do jogo de hoje: alguém se lembra de um só jogo de bom nível no horário das 11h no Brasileirão, quase três anos após sua implementação? Porque eu só lembro de um monte de pelada no nível do Desafio ao Galo, com jogador vomitando dentro de campo e indo pro intervalo mais desidratado que um vencedor da São Silvestre. 

Se há quem ache isso desejável e saudável pro futebol nacional só porque jogador é bem pago, mora em cobertura no Leblon e anda de Land Rover, paciência, I agree to disagree.

Importa sim quando o salario se quer da condições de vida decente, além da pessoa ser uma prisioneira da situação, repito trabalhar 8h no sol pra ganhar um salario minimo é q é desumano, se passar mal ou ficar doente é SUS, muitas vezes se não for registrado nem direito a pagamento terá, etc, etc....

Repito novamente, errado é, mas não é desumano e acontece há muito tempo e MUNDIALMENTE, incluindo Copa do Mundo

Editado por Buffon

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.