Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Fabricio MG

keno da varzea aos 23 anos ao Palmeiras aos 27

15 posts neste tópico

Keno se orgulha de passado: 'Jogar na várzea me fez não ter medo'

Atacante do Palmeiras supera dificuldades após não fazer base, tornar-se profissional aos 23 anos e jogar em troca de R$ 50

 

Quando vai entrar em campo pelo Palmeiras, Keno se concentra no passado. O começo da carreira traz memórias dos tempos difíceis e o ajuda a ter tranquilidade. Agora o atacante não precisa mais se preocupar com tiros, ameaças ou agressões, pois realizou o sonho de jogar em um grande clube, livre dos obstáculos da várzea, onde jogava até somente seis anos atrás.

Keno precisa de pouco tempo para se resolver. O jogador de 28 anos fala depressa, termina frases em poucos segundos e mudou de vida graças a dez minutos. A carreira é meteórica. Até os 23 anos idade ele não era profissional e jogava apenas na várzea, na periferia da cidade natal, Salvador. 

Categorias de base e escolinhas de futebol não fizeram parte da vida de Marcos da Silva França. Em entrevista ao Estado, Keno riu ao lembrar do começo complicado. "Comecei na várzea aos 17 anos. Jogava uns quatro ou cinco jogos todo fim de semana. Eu cobrava barato, né? Ainda não era jogador do Palmeiras. Por R$ 50 ou R$ 70 eu ia", contou.

Entre a vida na várzea e o status de xodó da torcida do Palmeiras o intervalo foi só de seis anos. Pouco tempo no calendário, mas bastante para quem mudou quase dez vezes de clube e

Keno jogava a segunda divisão do Campeonato Baiano de 2012 pelo Botafogo, de Salvador. Era a primeira sequência regular dele em time profissional. Famoso pelo futebol na várzea, o atacante se destacava na modesta equipe e levou um amigo, Marcos, lhe indicar a um empresário, Edson Neto.

No primeiro momento o agente duvidou ser vantajoso procurar um jogador da segunda divisão para fechar contrato. Foram três meses de insistência de Marcos para o empresário um dia resolver, entre um compromisso e outro, entrar no estádio de Pituaçu e ver em ação o tal Keno. Como estava com pressa, o plano era ficar só dez minutos no local.

morou até no México depois de dez minutos que transformaram sua vida.

Por uma coincidência, nesse período Keno fez um gol e deu passe para outro. O empresário ficou impressionado e decidiu naquela noite ir à a casa do atacante para propor parceria. Desconfiado, o egresso da várzea recusou. "Logo depois eu fui jogar em Marabá, no Pará. E não é que o empresário foi atrás de mim? Ele é muito persistente. Por isso, conversamos e acertamos", contou Keno.

A vida do atacante não ficou resolvida ainda. Por não ter feito base, sofreu preconceito de técnicos que não confiavam no seu potencial e penou com as dívidas. "Muitos desacreditaram de mim porque não fiz categorias de base. Um monte de clube não me pagou. Uma vez cheguei até a entrar no SPC. Estava com o aluguel atrasado da casa e me ameaçaram de despejo. Não tinha como fazer, porque eu não recebia", disse.

O sufoco foi superado de vez em 2016, novamente em um acontecimento rápido, ao estilo de Keno. O atacante se destacava pelo Santa Cruz e ao fim de um jogo com o Palmeiras, no Recife, foi procurado por dirigentes do time alviverde. Com pouco tempo de conversa e apenas R$ 3 milhões pagos, o atacante se mudou para São Paulo.

 

A conquista de espaço no Palmeiras não demorou. Semanas atrás Keno renovou contrato e ganhou aumento salarial. A camisa não lhe trouxe pressão. "Jogar na várzea me ajudou a não ter medo. Lá tinha soco, cuspiam na cara. Já aconteceu de eu ir em algum lugar e ter uns caras armados", contou. 

O atacante de jogadas e fintas velozes agora só visita os campos da várzea em Salvador nas férias. Com os salários em dia e sem mais problemas de aluguel, Keno tirou os pais da periferia e comprou um apartamento para os dois na capital baiana. Nas horas de folga em São Paulo o palmeirense aproveita o filho Lucas, de um ano e meio, e se diverte com a torcida, que lhe chama de Kenaldinho. Apelido nobre para quem até pouco tempo jogava em troca de R$ 50.

 

Ciro Campos - http://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,keno-se-orgulha-de-passado-jogar-na-varzea-me-fez-nao-ter-medo,70002186039

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tem alguns jogadores com história parecida... surgir da várzea para o profissional. Se não me engano, Vitor Hugo também fez essa transição mais tarde na carreira. Mas o mais difícil pra eles é se manter jogando em alto nível. Keno tem jogado bem na série A há 3 temporadas. Acho que já dá pra dizer que ele é um cara constante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Keno nas entrevista quando o perguntam sobre titularidade sempre mostra humildade e respeito as decisões do técnico,isso é uma qualidade que poucos jogadores tem... O Jaílson é outro exemplo. (muitos jogadores dizem respeitar as decisões do técnico,mas pelas costas a historia é outro).

Admiro esses jogadores que consegue vencer no mundo do futebol,diante todas dificuldades.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Keno não começou tão bem, mas na segunda parte da temporada passada foi excelente e até melhor do que esperado já que esta jogando pela primeira vez em um gigante.

Jogador humilde.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, luizverde disse:

Bela história. Keno e Jailson são os craques mais improváveis do Palmeiras. 

Olha que o Jailson ninguém botava fé, mas o Keno eu comemorei muito a contratação, sempre soube que se ele fizesse 70% do que fazia no Sta Cruz iríamos ter um jogador diferente no elenco, não que seja um craque mas um jogador de características raras (drible e certa velocidade e pontaria)

VâniaLovesTheGreen curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muitos talentos ficam perdidos na várzea, lembro de jogar bola com flamel, um jogador paraense que hoje é profissional, em termos de futebol tinham uns cinco melhores que não fizeram escolinha e posteriormente não tentaram o profissional. 

A realidade brasileira é que ou vc joga muito tipo um Neymar ou precisa do investimento para o empresário te encaixar em algum clube

joaokleber77 curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ao mesmo tempo em que fico contente por casos como o dele e do Jailson, histórias improváveis de superação (principalmente a do segundo), penso em quantos outros não tiveram o mesmo destino por motivos vários, dentre eles, a falta de uma maior profissionalização, estruturação e organização do futebol aqui no Brasil, principalmente nas regiões mais abastadas, reflexo de um todo maior e de uma herança proveniente de um passado ainda não superado na história do país.

De qualquer forma, que faça muito sucesso por aqui o "Kenaldinho Gaúcho".

Lucas Cecarelli e jeiquen curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mais um motivo para que eu torça cada dia mais para que seja muito útil e importante para nosso Palmeiras. É um homem muito humilde!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que não é coincidencia ele nao ter feito parte de categorias de base e hoje ser o maio dibrador do Brasil e olha que na varzea de dibrar voce pode até apanhar.

Os clubes precisam rever como treinam os meninos, tem que aprender a usar a individualidade quando precisa e tambem tem que jogar coletivamente, tem que ter um balanço, mas parece que chegam no profissional sem saber nem uma coisa nem outra.

LouvaDeus e Andespsan curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não a toa tem um jogo 1x1 muito forte, mas acho meio fraco no coletivo e em alguns fundamentos, como passe. Até por isso acho difícil ganhar a titularidade com o Roger e não jogar tão bem começando o jogo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse jeito irreverente de buscar sempre o drible, o 1x1 tem explicação.

Acho que vai crescer muito com o Roger, evoluir em alguns fundamentos, como o passe em que ele ainda é deficiente.

De qualquer maneira, entrando no segundo tempo, é o melhor do brasil.

LouvaDeus curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 hours ago, ticotonto said:

Não a toa tem um jogo 1x1 muito forte, mas acho meio fraco no coletivo e em alguns fundamentos, como passe. Até por isso acho difícil ganhar a titularidade com o Roger e não jogar tão bem começando o jogo. 

tambem compartilho dessa opinião. Joga muita bola o menino e dribla que só ele, mas as vezes parece que falta um pouco de inteligencia em campo, e talvez seja a falta de ter passado pela base de algum clube.

Não o colocaria como titular, prefiro a entrada dele no 2 tempo, quando o adversario esta cansado ou quase se entregando. mas é dificil um jogador se contentar com isso, e é uma pena, porque ele vem jogando bem.

ticotonto curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.