Entre para seguir isso  
Seguidores 0
SKull

Análise Momentânea do Palmeiras em 2018

39 posts neste tópico

Queria propor uma análise antes do derby, pois o resultado pode mudar muito a maneira de pensarmos essa equipe. Vamos lá?

2018 para o Palmeiras.

Pontos positivos:

  • Melhor posicionamento defensivo.
  • Laterais protegidas e rendendo mais ofensivamente.
  • Borja jogando de forma correta, conseguindo produzir para a equipe.
  • Saída de bola melhor, principalmente pelo Lucas Lima voltar para conduzir a bola.

Pontos negativos:

  • Desarmes inexistentes no meio de campo.
  • Apatia do time em diversos momentos das partidas (por vezes, nos jogos inteiros).
  • Insistência em determinados jogadores, alterações controversas e falta de "alternativas".

 

Vejo uma melhora defensiva passando pela qualidade de nossos jogadores nas laterais: Marcos Rocha é um "Daniel Alves" perto da avenida que estava o ano passado, inclusive o time melhorou quando Mayke chegou no meio do Brasileiro. O mesmo aconteceu no lado esquerdo, Victor Luis é muito superior ao Egídio e o menino que veio do Cruzeiro certamente vai ajudar muito. Questão é a insistência tola no Michel Bastos que não consegue render bem, foi terrível no último jogo e hoje foi necessário "queimar" uma alteração para tirá-lo do campo. Méritos do Roger em mudar o posicionamento defensivo e colocar Antonio Carlos e Thiago Martins em campo, mas eu não tenho tanta confiança nessa dupla de zaga. O derby deve ser um bom teste para os dois garotos.

No ataque, outro acerto do Roger. Colocar o Borja para jogar de frente para o gol e fazendo o facão está melhorando o rendimento do colombiano (condicionado ao esforço próprio do jogador) e o time vem fluindo melhor pelas pontas, talvez falte Dudu engrenar e alguém tomar a posição do Willian de ponta direita. Tenho gostado do Guerra por lá, mas ele não parece conseguir jogar os 90 minutos, Keno oscila demais desde que chegou no Palmeiras, faz ótimos jogos e, na sequência, partidas tenebrosas - vale lembrar que o menino Arthur se machucou. Minha maior aposta para o lado direito é a "alternância" entre Scarpa e Lucas Lima, com os dois de titulares do Palmeiras.

Aí vem o meu maior medo: nosso meio de campo. É notório que deixamos de controlar os jogos por falta de posse de bola, principalmente quando não temos o Felipe Melo. Melo sabe tocar bem, possuí qualidade no lançamento, mas não tem físico para ser o "motor" do time, fica sobrando essa função para quem jogar ao seu lado e Tchê Tchê vem deixando a desejar. Lucas Lima recua e conduz a bola ao ataque, mas os pontas pouco auxiliam nessa construção de jogada (mais uma vez, interessante a entrada de Scarpa para a ponta direita nessa alternância com L. Lima) e o time fica refém de jogadas em profundidade.

Continuando no meio de campo, o time pouco desarma. Apenas o primeiro volante tem essa função na nossa equipe e isso é muito pouco, principalmente por que Melo não tem fôlego para estar em todos os lugares do campo. Se ficar com Melo, o time fica mais "travado" no miolo central e se entrar com T. Santos o time perde muita qualidade de passe. Questão é que quem estiver ao lado desses dois jogadores tem que estar "comendo a bola". Moisés está pesado e não sei se ele voltará a ser sombra do jogador de 2016, Tchê Tchê vem bem abaixo e Bruno Henrique é uma decepção dentro do Palmeiras.

De qualquer forma, o time tem o craque decisivo (Dudu), tem o maestro (Lucas Lima), tem o cão de guarda (F. Melo), mas falta um líder, falta um motor dentro de campo... Falta um xerife na defesa que não deixe o adversário ter confiança de forçar jogadas, falta um líder para cobrar maior seriedade da equipe nos momentos de desconcentração durante o jogo, falta o motor do meio central para fazer com que as demais engrenagens consigam fluir... Na minha modesta opinião, o Palmeiras possuí sombras desses dois jogadores no no Departamento Médico: Moisés e Edu Dracena. Se ambos voltarem ao time titular em alto nível, dificilmente o Palmeiras será parado nessa temporada, mas quem tem que entrar nesse time são Moisés e Dracena de 2016 e não a sombra que jogou com seus nomes em 2017.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dúvida: O contrato do Michel Bastos se encerra no fim do ano? Se sim, faz sentido esta insistência do Roger com ele. Aliás, o MB vai jogar mais ocasiões na LE, especialmente quando o time rodar jogadores do banco. No fim do ano, se o MB não render o que é esperado dele na LE, ele não vai continuar no Palmeiras. E olha que, neste caso, não foi falta de oportunidades no time titular.

Faz sentido testar ele agora. O time está com a classificação adiantada, está mais tranquilo no campeonato, está visando a Libertadores que começa daqui a pouco. Na minha opinião, vale a pena testar. Inclusive, é exatamente isto que o Roger está fazendo. Nesta altura do campeonato ele está testando. Vale a pena entrar com o time titular em todos os jogos? Não. Seríamos os primeiros a criticar se alguma peça importante to elenco fosse contundido contra Linenses e Ponte Pretas da vida. Vale a pena entrar com a força máxima contra esses caras? Não. Vale a pena testar? Creio que sim.

Quote

mas falta um líder, falta um motor dentro de campo...

Moisés. Olha o luxo que o Palmeiras se dispõe este ano. Podemos dar uma pré-temporada melhor para a peça mais importante deste time para ter certeza que ele estará em campo, 100%, na hora que realmente for necessário.

Editado por Facas Ginsu
Vinicius Bozzetti curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acrescento que ganhar ou perder este clássico não vai significar absolutamente nada em termos futebolísticos. O palmeiras continuará com seu bom planejamento e os gambás continuarão aos trancos e barrancos.

Falo isso para se prepararem pq a única coisa que pode mudar, na verdade vai mudar, é a imprensa. Essa sim já deve ter capa de jornal pronta. Ou colocará em xeque ou vai começar com aquele papo furado de Real Madrid das Américas.

 

SEP_Mascara e Leo Basile curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, SKull disse:

Pontos negativos:

 

  • Apatia do time em diversos momentos das partidas (por vezes, nos jogos inteiros).

esse é o maior problema, mesma coisa do ano passado.

SKull curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

analise cirurgica e perfeita do time.

Falta um zagueiro pra jogar com AC, Dracena pra mim seria esse cara há uns 5 anos atrás, minha esperança ja que nao contrataram zagueiros é o Emerson ir bem, nao tenho confiança mais no dracena, espero que queime minha lingua, mas idade pesa.

Falta o Moises, maldito seja aquele cara que quebrou ele ano passado

SKull curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fato que pra mim hoje o grande reforço da temporada é o Moises de 2016 no lugar do TT.. o cara que sabia fazer a transição defesa-meio e meio-ataque, além de desarmar com muita raça e ter ótima visão de jogo. Só nos resta torcer e aguardar!!

SKull curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
13 horas atrás, Felipe disse:

Acrescento que ganhar ou perder este clássico não vai significar absolutamente nada em termos futebolísticos. O palmeiras continuará com seu bom planejamento e os gambás continuarão aos trancos e barrancos.

Falo isso para se prepararem pq a única coisa que pode mudar, na verdade vai mudar, é a imprensa. Essa sim já deve ter capa de jornal pronta. Ou colocará em xeque ou vai começar com aquele papo furado de Real Madrid das Américas.

 

Não concordo.

Clássico muda o "astral" ou a confiança  do time. De ambos os lados.

Ano passado , fizemos o time dos marginais ganharem força. Tanto no paulista como no Brasileiro. 

Temos que matar no ninho!!! Esse ano temos que chegar chutando a bunda da malocada!! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa análise, mas gostaria de fazer algumas considerações onde a meu ver o autor do tópico está equivocado:

O palmeiras lidera com folga o ranking de desarmes no Paulistão. Claro que essa estatísticas não diz em que setor estas se dão. Mas é mais óbvio ainda que a maioria dos desarmes se dá na região do meio de campo, pois é onde se concentra a maior parte do jogo

https://www.torcedores.com/noticias/2018/02/palmeiras-lidera-ranking-de-desarmes-no-paulistao-confira?enable-feature=new_layout

Outro ponto que, a meu ver, o @SKull está equivocado é com relação a apatia do time: É absolutamente normal o time oscilar no começo de temporada e também se poupar um pouco, pois os jogadores não estão 100% fisicamente. E o fato de liderar a estatísticas de desarmes comprova que não é um time apático, pelo contrário, é sim o time mais aguerrido até aqui. Aliás só consigo me lembrar de dois jogos que o time parecia mais apático do que o esperado, um contra o botafogo quando o calor era absurdo e mesmo assim os jogadores suaram a camisa e buscaram a vitória e outro contra o linense, em um jogo realmente atípico, que dominamos o placar quase o tempo todo, mas que realmente podia ter tido mais gana em aumentar a vantagem. Mas enfim, a meu ver é um exagero dizer que um time invicto as vezes joga apaticamente o jogo todo.

 

Editado por Animal
joaokleber77, PigFox e VetranoJR curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ano passado se ganhássemos dos gambas o primeiro jogo, tudo teria dado errado pra eles, ajudamos eles a ganhar confiança, e depois só foram confirmando essa confiança em cima de nos, em 2016 fizemos o mesmo com eles, ganhamos todos os clássicos e no final fomos campeões, o clássico por si só é muito importante sim e não tem que ser visto como apenas um jogo do Paulista, esses jogadores que estão no time titular, com exceção de L.Lima e M.Rocha, todos estavam aí ano passado, entao que tenham sangue nos olhos, vingança, e como diz o felipão, tem de ter raiva dessa porra de curinthia. Quero que ganhe o clássico, o espírito tem de ser de vitória, confirmação do que o ano pode ser. E se possível se conseguir fazer 2, tem de ir pra cima pra golear, sem respeito, e digo mais sem essa de paz e etc, as midias sociais tem de mostrar o grande fregues que os gambas sao, e zuar muito em caso de vitória, a  torcida sendo única, nao tem essa de classico da paz nao, e que o clima seja ruim dentro do campo e sem amizade e rizadinhas na hora do jogo.

De la Vega curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
16 horas atrás, Facas Ginsu disse:

Faz sentido testar ele agora. O time está com a classificação adiantada, está mais tranquilo no campeonato, está visando a Libertadores que começa daqui a pouco. Na minha opinião, vale a pena testar. Inclusive, é exatamente isto que o Roger está fazendo. Nesta altura do campeonato ele está testando. Vale a pena entrar com o time titular em todos os jogos? Não. Seríamos os primeiros a criticar se alguma peça importante to elenco fosse contundido contra Linenses e Ponte Pretas da vida. Vale a pena entrar com a força máxima contra esses caras? Não. Vale a pena testar? Creio que sim.

Concordo que faça sentido testar jogadores, mas em tese aqueles que não conhecemos e não sabemos o que eles podem entregar. Arthur, por exemplo, poderia ter recebido chances antes de sua lesão, o próprio Mayke poderia jogar os jogos com os campos mais pesados. Agora, entendo o motivo de "forçar" alguns jogadores para que o time trabalhe de uma determinada forma, como jogar com o Borja de centro-avante.

16 horas atrás, Felipe disse:

Acrescento que ganhar ou perder este clássico não vai significar absolutamente nada em termos futebolísticos. O palmeiras continuará com seu bom planejamento e os gambás continuarão aos trancos e barrancos.

Falo isso para se prepararem pq a única coisa que pode mudar, na verdade vai mudar, é a imprensa. Essa sim já deve ter capa de jornal pronta. Ou colocará em xeque ou vai começar com aquele papo furado de Real Madrid das Américas.

Depende da forma como será jogado esse clássico. Ano passado perdemos os três jogos por que entramos como se fosse um jogo normal. O Palmeiras pode, sim, perder uma ou outra partida, desde que demonstre vontade e objetivo de vencer. O time entrar com o pé mole nas divididas, com medo do adversário e sem conseguir desenvolver o seu jogo será algo que ligará o sinal de alerta, coisa que "desconsideramos" no ano passado.

3 horas atrás, Binho_1985 disse:

analise cirurgica e perfeita do time.

Falta um zagueiro pra jogar com AC, Dracena pra mim seria esse cara há uns 5 anos atrás, minha esperança ja que nao contrataram zagueiros é o Emerson ir bem, nao tenho confiança mais no dracena, espero que queime minha lingua, mas idade pesa.

Falta o Moises, maldito seja aquele cara que quebrou ele ano passado

Obrigado! Problema do Dracena é a idade e do Moisés as lesões. Emerson não foi inscrito no Paulista, o que é uma pena pois seria o momento para testá-lo. Ainda vejo que o Palmeiras vai ao mercado no meio do ano em busca de um zagueiro, mas precisaria "reduzir o elenco" nessa posição para, então, trazer outra peça.

2 horas atrás, pazinatto disse:

Não concordo.

Clássico muda o "astral" ou a confiança  do time. De ambos os lados.

Ano passado , fizemos o time dos marginais ganharem força. Tanto no paulista como no Brasileiro. 

Temos que matar no ninho!!! Esse ano temos que chegar chutando a bunda da malocada!! 

É isso.

2 horas atrás, Animal disse:

Boa análise, mas gostaria de fazer algumas considerações onde a meu ver o autor do tópico está equivocado:

O palmeiras lidera com folga o ranking de desarmes no Paulistão. Claro que essa estatísticas não diz em que setor estas se dão. Mas é mais óbvio ainda que a maioria dos desarmes se dá na região do meio de campo, pois é onde se concentra a maior parte do jogo

https://www.torcedores.com/noticias/2018/02/palmeiras-lidera-ranking-de-desarmes-no-paulistao-confira?enable-feature=new_layout

 

A média de desarmes é realmente boa, mas vale lembrar que temos problemas no setor. A estatística comparando com os times no Paulista não demonstra um "domínio pleno" do time no quesito. Ainda sigo acreditando que falta maior controle no meio central. Sobre a questão de apatia, os dois últimos empates demonstrou um Palmeiras distante e sem "ligar para o jogo". Contra o Linense foi terrível o jogo feito pela equipe.

1 hora atrás, herick1987 disse:

Ano passado se ganhássemos dos gambas o primeiro jogo, tudo teria dado errado pra eles, ajudamos eles a ganhar confiança, e depois só foram confirmando essa confiança em cima de nos, em 2016 fizemos o mesmo com eles, ganhamos todos os clássicos e no final fomos campeões, o clássico por si só é muito importante sim e não tem que ser visto como apenas um jogo do Paulista, esses jogadores que estão no time titular, com exceção de L.Lima e M.Rocha, todos estavam aí ano passado, entao que tenham sangue nos olhos, vingança, e como diz o felipão, tem de ter raiva dessa porra de curinthia. Quero que ganhe o clássico, o espírito tem de ser de vitória, confirmação do que o ano pode ser. E se possível se conseguir fazer 2, tem de ir pra cima pra golear, sem respeito, e digo mais sem essa de paz e etc, as midias sociais tem de mostrar o grande fregues que os gambas sao, e zuar muito em caso de vitória, a  torcida sendo única, nao tem essa de classico da paz nao, e que o clima seja ruim dentro do campo e sem amizade e rizadinhas na hora do jogo.

É isso. Palmeiras e gambás dá muita força ao vencedor, principalmente num momento que o nosso time precisa se solidificar, ser testado e forjado em jogos grandes. É jogo pra vencer ou vencer.

Caiser Soze curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, pazinatto disse:

Não concordo.

Clássico muda o "astral" ou a confiança  do time. De ambos os lados.

Ano passado , fizemos o time dos marginais ganharem força. Tanto no paulista como no Brasileiro. 

Temos que matar no ninho!!! Esse ano temos que chegar chutando a bunda da malocada!! 

Eu entendo, mas não consigo acreditar que 1 jogo pode acabar com um ano inteiro. Que ele dá um UP, isso não tenho dúvida. Mas esse UP tem prazo.

Ano passado esse UP do curica teve prazo. Falar sorte é complicado, mas eles deram sorte que a incompetência generalizada tomou conta do futebol nacional em 2017. Nossa incompetência começou perdendo pra ponte na semi daquela forma. E no Brasileiro preciso nem falar,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não acredito de maneira alguma no Dracena, e no Moises, só acredito vendo.

Sobre faltar um líder, nosso capitão é o Dudu, nem preciso falar nd. Sei q vão falar q fomos Campeões com ele em 2016, mas 2016 foi aquele ano em q td deu certo. Acho q um jogador q não sabe cobrar os companheiros, cheio de chiliques e q quase chora para falar com o arbitro não seja o capitão ideal. E nem vou entrar no mérito se está jogando bem ou não.

Sobre o meio campo pegar pouco, é do estilo do Roger, mas vc comparou números de desarmes, as vezes q forçamos o adversário a erar o passe, interceptações? Nem td é esse "pega pega".

Citar

A 8ª rodada do Campeonato Paulista começa nesse final de semana e de acordo com dados do FootStats, o top 5 é formado por 3 grandes e 2 times do interior, sendo o líder e invicto Palmeiras, o clube com a melhor média.

Confira o top 5:

1- Palmeiras

O Verdão tem 7 jogos disputados e 114 desarmes certos e uma média de 16,3. Vale lembrar que o time de Roger está invicto na competição.

2- Ituano

Com total de 6 jogos disputados, o Ituano, um dos representantes dos times do interior do estado, tem média de 15,2 e 91 desarmes.

3- São Bento

Outro time do interior que lidera o top 5, é o São Bento com 104 desarmes e média de 14,9. É o segundo do grupo C, atrás do Palmeiras.

4- São Paulo

Com um jogo a menos, devido a Copa do Brasil, o São Paulo, primeiro do grupo B, tem 85 desarmes e média de 14,2.

5-Santos

O Peixe com 7 jogos e líder do grupo D, tem 14,0 de média e 98 desarmes.

Citar

Até o jogo contra o Linense:

O comentarista ainda lembrou que o Verdão tem o melhor ataque do torneio, com 14 gols marcados, o líder de assistências (Lucas Lima), o de desarmes (Felipe Melo), é a equipe que mais finaliza e mais desarma. Além disso, o time de Roger Machado perdeu a defesa menos vazada para o São Paulo, que tem um jogo a menos.

DWfixYGW0AYhtAV.jpg

Editado por ticotonto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
21 hours ago, SKull said:

Aí vem o meu maior medo: nosso meio de campo. É notório que deixamos de controlar os jogos por falta de posse de bola, principalmente quando não temos o Felipe Melo. Melo sabe tocar bem, possuí qualidade no lançamento, mas não tem físico para ser o "motor" do time, fica sobrando essa função para quem jogar ao seu lado e Tchê Tchê vem deixando a desejar. Lucas Lima recua e conduz a bola ao ataque, mas os pontas pouco auxiliam nessa construção de jogada (mais uma vez, interessante a entrada de Scarpa para a ponta direita nessa alternância com L. Lima) e o time fica refém de jogadas em profundidade.

Continuando no meio de campo, o time pouco desarma. Apenas o primeiro volante tem essa função na nossa equipe e isso é muito pouco, principalmente por que Melo não tem fôlego para estar em todos os lugares do campo. Se ficar com Melo, o time fica mais "travado" no miolo central e se entrar com T. Santos o time perde muita qualidade de passe. Questão é que quem estiver ao lado desses dois jogadores tem que estar "comendo a bola". Moisés está pesado e não sei se ele voltará a ser sombra do jogador de 2016, Tchê Tchê vem bem abaixo e Bruno Henrique é uma decepção dentro do Palmeiras.

acho que o Roger não concorda com esse jeito de ver futebol... acho que ele acredita que essa de 'motor', primeiro volante 'clássico' é desnecessário com uma marcação por zona encaixada.

joaokleber77 e Animal curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu particularmente tô gostando muito desse início de temporada. Não esperava mesmo que o time estivesse jogando bem logo no início, e acredito que vai demorar um pouco mais pra apresentar um futebol vistoso. Mas tô feliz com o padrão de jogo que o Roger tá dando pra equipe, coisa que eu não via a muito tempo. Nem em 2016 tivemos um futebol organizado como agora.

Ao contrário de muitos, confio na dupla de zaga. Falhas acontecem, ainda mais em início de ano, mas acho que estão indo bem.

Felipe Melo e Lucas Lima, pra mim são os melhores nesse início. E Marcos Rocha tá começando a mostrar seu futebol. E o Borja tá ganhando confiança.

O que eu acho que deve ser melhorado é a velocidade na troca de passes e transição entre defesa e ataque. Tb acho que o time tá sem criatividade na frente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ótima análise.

Penso que de fato ainda falta algo. Não confio no TM(muito estabanado). Moisés de 2016 faria este time sobrar, mas, vai saber se ele volta com esse pique.

Estou gostando do LL, porém, acho que ele tem buscado a bola muito atrás. Ele tinha que receber mais na intermediária ofensiva e aí dar o passe pros atacantes.

Como disse, ainda estamos trabalhando com jogadas de profundidade pros "pontas", não há tabelas pelo meio(o que eu imaginava que seria diferente com um meia).

Estou torcendo para uma tempo de Scarpa e LL juntos, derrepente uma mudança no jeito de jogar melhore as coisas.

SKull curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Animal disse:

Boa análise, mas gostaria de fazer algumas considerações onde a meu ver o autor do tópico está equivocado:

O palmeiras lidera com folga o ranking de desarmes no Paulistão. Claro que essa estatísticas não diz em que setor estas se dão. Mas é mais óbvio ainda que a maioria dos desarmes se dá na região do meio de campo, pois é onde se concentra a maior parte do jogo

https://www.torcedores.com/noticias/2018/02/palmeiras-lidera-ranking-de-desarmes-no-paulistao-confira?enable-feature=new_layout

Outro ponto que, a meu ver, o @SKull está equivocado é com relação a apatia do time: É absolutamente normal o time oscilar no começo de temporada e também se poupar um pouco, pois os jogadores não estão 100% fisicamente. E o fato de liderar a estatísticas de desarmes comprova que não é um time apático, pelo contrário, é sim o time mais aguerrido até aqui. Aliás só consigo me lembrar de dois jogos que o time parecia mais apático do que o esperado, um contra o botafogo quando o calor era absurdo e mesmo assim os jogadores suaram a camisa e buscaram a vitória e outro contra o linense, em um jogo realmente atípico, que dominamos o placar quase o tempo todo, mas que realmente podia ter tido mais gana em aumentar a vantagem. Mas enfim, a meu ver é um exagero dizer que um time invicto as vezes joga apaticamente o jogo todo.

 

Acho que o "apático" que muita gente se refere é o fato de não estar sempre forçando o adversário com posse de bola. Esse time tem entregado demais a bola pro adversário. Nesse ponto eu concordo.

Mas concordo com todas as observações que vc fez. Nosso meio não está deixando de desarmar. Se não me engano, FM é o líder de desarmes no paulista. E acho que o Skull também oferece um raciocínio contraditório qdo fala que nosso meio não recupera bola, mas elogia a cobertura dos laterais.... 

Outro sinal importante é quanto os atacantes têm roubado bola.... Até Borja, que tinha fama de morto, tá dando carrinho no campo de defesa.

Não acho que é possível incluir o jogo contra a Ponte nessa análise, por conta das condições adversas. Simplesmente não teve jogo no primeiro tempo e quase a metade do segundo tempo todo.... 


Tópico muito bom!

Animal curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, luisforque disse:

acho que o Roger não concorda com esse jeito de ver futebol... acho que ele acredita que essa de 'motor', primeiro volante 'clássico' é desnecessário com uma marcação por zona encaixada.

Não só os Roger mas a maioria dos grandes Técnicos Europeus também. 

joaokleber77 curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na minha visão o time tem se portado bem, só falta mesmo incomodar um pouco mais a posse de bola do adversário.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

com os retornos de Diogo Barbosa, Dracena e Moises, tenho esperança que o time ficará bem mais forte...até agora a zaga que me preocupa, principalmente o TM! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Animal disse:

Não só os Roger mas a maioria dos grandes Técnicos Europeus também. 

Pois é.... o futebol de hoje em dia, o jogador tem que ser muito especial pro técnico abrir mão de um atleta com mais versatilidade técnica/tática. 

E esse tipo de jogador fica no Brasil uma ou duas temporadas 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.