Entre para seguir isso  
Seguidores 0
herick1987

Tecnicos na historia do Palmeiras: +jogos = +titulos.

20 posts neste tópico

*Oswaldo Brandão =  580 jogos (1945, 1947-1948, 1958-1960, 1971-1975, 1980). 7 Titulos: 3 brasileiros (60,72,73) 4 paulistas (47,59,72,74) 

Interessante que o Brandão veio em varios momentos diferentes da historia do Verdão, ou seja não se pegava rancor de tecnico aquela epoca, o pensamento éra o seguinte, se não der certo agora, tentamos outra vez depois.

*Felipão = 408 jogos (1997-2000, 2010-2012) 4 Titulos : 2 copas do brasil (98,12) 1 mercosul (98), 1 libertadores (99).

Veio em dois periodos diferentes, e ficou bastante tempo nas duas vezes, na primeira passagem conquistou o titulo mais importante de nossa historia recente, e na segunda passagem conseguiu um titulo mesmo com um elenco limitado, apesar de ser em parte responsavel pelo rebaixamento 2012.

*Luxemburgo = 367 jogos (1993-1994, 1995-1996, 2002, 2008-2009) 7 titulos: 2 brasileiros (93,94), 1 rio sp (93), 4 paulistas (93,94,96,08)

Ao lado de Brandão é o tecnico mais vitorioso de nossa historia, nos tirou da fila em 93, e nos deu o ultimo paulista em 08, acho que éra um tecnico excelente nos anos 90, e mesmo em sua ultima passagem produziu algo por aqui, fica a ressalva a ele por 02, ajudou de certa forma a nos ferrar saindo pela porta dos fundos naquele ano, mas no geral, tecnico excelente em nossa historia.

*Ventura Cambon = 248 jogos (1935-1936, 1938-1939, 1944, 1945, 1946-1947, 1948, 1949, 1950, 1951-1952, 1954, 1955-1956, 1957) 4 titulos: 2 paulistas (44,50) 1 mundial (51) 1 rio sp (51)

Uruguaio com historia linda no Palmeiras, é o tecnico interino que mais dirigiu o alvi-verde na historia, entre passagens como interino e efetivo, é o quarto que mais comandou o clube, e sua historia é linda e especial, se dedicou apenas ao Palestra/Palmeiras em sua rica historia como interino/treinador.

Recentemente tivemos Gilson Kleina em nossa historia, mas ao contrario do que pensam, ele ficou por apenas 109 jogos (graças a deus), o ponto que acho bacana discutirmos é o seguinte, temos de ter um tecnico no qual acreditar e deixar ele trabalhar mesmo com adversidades, resultados ruins, não sei se esse tecnico é o Roger, mas que seja dada a oportunidade, 4 meses é pouco tempo, são poucos jogos, e então, qual a opinião dos foristas quanto a tempo de tecnico, relacionado a titulos? sera que esse pode ser o segredo pra uma formula de sucesso?

 

 

guih_sep curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mas esses treinadores tiveram muito tempo porque apresentaram resultados OU, apresentaram resultados porque tiveram muito tempo??

Entramos na "questão tostines": Vende mais porque é fresquinha ou é fresquinha porque vende mais.

Tongue, GuntherF, troika e 1 outro curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado (editado)

No Brasil se vc não for campeão a cada 6 meses o técnico é trocado!

eu defendo que o Roger precisa se mexer e isso sign mexer no esquema e nos jogadores!

Mas defendo sua permanência, o cara chegou faz 4 meses e já levou o time a final do Paulista e ainda estamos invictos na libertadores e ja estão falando que ele não presta. Menos né!

Editado por FabioHenrique

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Defendo a permanência do Roger, também acho que alguns meses são absolutamente insuficientes para se avaliar um trabalho com o mínimo de profundidade.

Por outro lado, o treinador tem que ser corajoso, criativo, tem que experimentar, do contrário, além de não aproveitar o tempo de trabalho, ele vai aos poucos se enforcando sozinho, vai se desgastando na defesa de convicções que rapidamente se transformam em teimosia. E, no mundo real do futebol de um grande clube brasileiro, se não tiver desempenho e/ou resultado, fatalmente o treinador sucumbe, mesmo que esteja no cargo há poucos meses.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O meu pensamento é alinhado com o autor do tópico. Imprescindível o tempo de trabalho. Chega de ficar trocando duas ou três vezes de técnico durante a temporada.

Mas, como sempre há um outro lado, bem lembrado, aliás, pelo colega logo acima:  o técnico precisa se ajudar. 

Eu particularmente venho perdendo a fé no trabalho dele desde a final do paulista, pois são muitas atuações medíocres e constantes falhas e desatenções imperdoáveis de jogadores. Não há como isenta-lo, a meu ver, e atribuir o fraco desempenho apenas individualmente a cada jogador que errou, porque há uma irritante reiteração de lances bizarros, evidenciando, antes, um sistema defensivo falho e que precisa ser corrigido o quanto antes. Tomamos muitos gols e muitos gols bobos, de modo que qualquer conquista de campeonato fica muito remota.

Agora com uma semana um pouco mais longa de trabalho ele deu mostras de que vai mudar algo, alterando, inclusive, jogador. É por aí que tem que ser. Aguardemos o desempenho de amanhã. É preciso, finalmente, juntar os cacos depois da perda do paulista e retomar a confiança que inspirava antes da fatídica partida, senão, fatalmente, não terá vida longa aqui.

Para jogar no time da resistência, já dizia Evair, e aqui acrescento "para também treinar o palmeiras", tem que ser mais homem, Roger. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
17 horas atrás, herick1987 disse:

o ponto que acho bacana discutirmos é o seguinte, temos de ter um tecnico no qual acreditar e deixar ele trabalhar mesmo com adversidades, resultados ruins, não sei se esse tecnico é o Roger, mas que seja dada a oportunidade, 4 meses é pouco tempo, são poucos jogos, e então, qual a opinião dos foristas quanto a tempo de tecnico, relacionado a titulos? sera que esse pode ser o segredo pra uma formula de sucesso?

Pra mim o problema é esse, acreditar no RM baseado no que? O cara nunca ganhou nada, acho extremamente arriscado e sem sentido contratar um cara sem nenhum currículo visando um trabalho a longo prazo. Como mante-lo depois de um período sem evolução? Como acreditar que ele vai conseguir fazer algo que nunca se provou capaz de fazer antes?

"Ahh, mas se não der oportunidades, como é que ele vai mostrar serviço?" Com vitórias, ele não tem cacife pra levar ninguém no discurso.

 

Acho que a nova safra de treineiros brasileiros tem que aprender a começar por baixo, construir algo pra se apoiar antes de encarar os times grandes. E acho que a diretoria errou feio ao escolhe-lo, preferia até o Valentim a ele, pelo menos o ultimo já conhecia as características do elenco, mas agora é dar mais um tempo, concordo que é cedo pra se trocar e não se vê opções disponíveis. Mas o otimismo é zero, não se vê evolução nenhuma, o replay de 2017 ta chegando.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ou seria mais títulos = mais jogos?

Enviado de meu ASUS_Z012DC usando Tapatalk

Tongue curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
On 4/20/2018 at 8:57 PM, guih_sep said:

Mas esses treinadores tiveram muito tempo porque apresentaram resultados OU, apresentaram resultados porque tiveram muito tempo??

Entramos na "questão tostines": Vende mais porque é fresquinha ou é fresquinha porque vende mais.

"Em 6 de Novembro de 1986, Ferguson foi nomeado treinador da equipe do Old Trafford. ... ele conseguiu elevar os jogadores, com disciplina e união, a equipe terminou a temporada em 11°. Sua única vitória na liga fora de casa foi sobre o Liverpool em Anfield por 1 a 0. 
Na temporada 1987/88, Ferguson fez grandes contratações, . Os novos jogadores fizeram uma grande contribuição para a equipe, que terminou em segundo lugar, nove pontos atrás do Liverpool.  a temporada 1988/89 foi uma decepção para eles, terminando o campeonato em décimo primeiro e perder por 1 a 0 em casa na quarta de final para o Nottingham Forest, na FA Cup.
Para a temporada 1989/90, Ferguson ainda potenciava seu plantel,  A temporada começou bem com uma vitória no jogo inaugural por 4 a 1 sobre o Arsenal que detinha o título da temporada, mas a liga se azedou rapidamente para o United. Em setembro, jogando como visitante, United sofreu uma derrota humilhante de 5 a 1 contra seu feroz rival, o Manchester City. Na sequência deste e de um início de temporada com seis derrotas e dois empates em oito jogos, foi colocado um banner que declarava: "Três anos de desculpas e ainda continua uma porcaria. Ta ra Fergie." Foi exibido no Old Trafford, muitos jornalistas e defensores pediam a demissão de Ferguson.[28] Em dezembro de 1989, Ferguson descreve como "o período mais negro que nunca havia sofrido em um jogo."[29]
Embora na temporada 1990/91 o United tivesse melhorado, eles ainda eram inconsistentes na liga nacional, terminando em sexto. Mesmo após a vitória na FA Cup na temporada anterior, ainda ficavam algumas dúvidas sobre a capacidade de Ferguson para conquistar a liga


Na temporada 1994/95 foi uma temporada difícil para Ferguson...

titulos 

Manchester United
Premier League (13): 1992–93, 1993–94, 1995–96, 1996–97, 1998–99, 1999–2000, 2000–01, 2002–03, 2006–07, 2007–08, 2008–09, 2010–11, 2012–13
FA Cup (5): 1989–90, 1993–94, 1995–96, 1998–99, 2003–04
League Cup (4): 1991–92, 2005–06, 2008–09, 2009–10
FA Charity/Community Shield (10): 1990 (shared), 1993, 1994, 1996, 1997, 2003, 2007, 2008, 2010, 2011
UEFA Champions League (2): 1998–99, 2007–08
UEFA Cup Winners' Cup (1): 1990–91
UEFA Super Cup (1): 1991
Intercontinental Cup (1): 1999
FIFA Club World Cup (1): 2008"

 

acho que a resposta é ter paciencia ...foram 3 anos até o primeiro titulo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Alguem esta cogitando tirar o Roger?

É obvio que o time não esta pronto, mas perdemos o titulo por conta de uma operação criminosa. Palmeirense que faz pressão pra tirar técnico agora joga contra o time. Me desculpa, mas você não ajuda em nada. Não deveria ter o direito de se chamar de torcedor.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado (editado)

Essa comparação com o início de trabalho do Ferguson no United não cabe no nosso contexto atual, não. Fergie assumiu o M. United em situação de terra arrasada, quebrado financeiramente, com as categorias de base às moscas, na lanterna da liga inglesa e com um elenco repleto de jogadores medíocres, cachaceiros e/ou fora de forma. A diretoria deles teve toda essa paciência com ele por perceber que o trabalho dele propunha uma mudança de mentalidade radical em todos esses aspectos e que a comissão técnica tinha todo um planejamento bem definido em termos de remontagem de elenco, aproveitamento de base etc. Não se compara ao cenário em que nos encontramos atualmente e, principalmente, não tem sequer um paralelo na história do futebol brasileiro - podia surgir um Sir Alex em qualquer clube brasileiro que seria demitido em 3 meses se não vencesse o Estadual ou caísse fora na Libertadores, pouco importando o restante do trabalho.

Questão não é apenas de deixar o tempo solucionar tudo em um passe de mágica, mas de observar desempenho, adaptação ao clube, modelo de jogo, planejamento futuro etc. 

Dito isso, também acho muito cedo pra começar a pedir a cabeça do Roger, vejo bastante margem pra crescimento no trabalho dele. Time vinha se acertando aos poucos e sofreu um baque na final do Paulistinha, prioridade agora é esperar que ele assuma o volante e coloque o carro na estrada de novo.

Editado por ricardo_sep

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 hours ago, super_verde said:

"Em 6 de Novembro de 1986, Ferguson foi nomeado treinador da equipe do Old Trafford. ... ele conseguiu elevar os jogadores, com disciplina e união, a equipe terminou a temporada em 11°. Sua única vitória na liga fora de casa foi sobre o Liverpool em Anfield por 1 a 0. 
Na temporada 1987/88, Ferguson fez grandes contratações, . Os novos jogadores fizeram uma grande contribuição para a equipe, que terminou em segundo lugar, nove pontos atrás do Liverpool.  a temporada 1988/89 foi uma decepção para eles, terminando o campeonato em décimo primeiro e perder por 1 a 0 em casa na quarta de final para o Nottingham Forest, na FA Cup.
Para a temporada 1989/90, Ferguson ainda potenciava seu plantel,  A temporada começou bem com uma vitória no jogo inaugural por 4 a 1 sobre o Arsenal que detinha o título da temporada, mas a liga se azedou rapidamente para o United. Em setembro, jogando como visitante, United sofreu uma derrota humilhante de 5 a 1 contra seu feroz rival, o Manchester City. Na sequência deste e de um início de temporada com seis derrotas e dois empates em oito jogos, foi colocado um banner que declarava: "Três anos de desculpas e ainda continua uma porcaria. Ta ra Fergie." Foi exibido no Old Trafford, muitos jornalistas e defensores pediam a demissão de Ferguson.[28] Em dezembro de 1989, Ferguson descreve como "o período mais negro que nunca havia sofrido em um jogo."[29]
Embora na temporada 1990/91 o United tivesse melhorado, eles ainda eram inconsistentes na liga nacional, terminando em sexto. Mesmo após a vitória na FA Cup na temporada anterior, ainda ficavam algumas dúvidas sobre a capacidade de Ferguson para conquistar a liga


Na temporada 1994/95 foi uma temporada difícil para Ferguson...

titulos 

Manchester United
Premier League (13): 1992–93, 1993–94, 1995–96, 1996–97, 1998–99, 1999–2000, 2000–01, 2002–03, 2006–07, 2007–08, 2008–09, 2010–11, 2012–13
FA Cup (5): 1989–90, 1993–94, 1995–96, 1998–99, 2003–04
League Cup (4): 1991–92, 2005–06, 2008–09, 2009–10
FA Charity/Community Shield (10): 1990 (shared), 1993, 1994, 1996, 1997, 2003, 2007, 2008, 2010, 2011
UEFA Champions League (2): 1998–99, 2007–08
UEFA Cup Winners' Cup (1): 1990–91
UEFA Super Cup (1): 1991
Intercontinental Cup (1): 1999
FIFA Club World Cup (1): 2008"

 

acho que a resposta é ter paciencia ...foram 3 anos até o primeiro titulo...

Perfeito...

59 minutes ago, ricardo_sep said:

Essa comparação com o início de trabalho do Ferguson no United não cabe no nosso contexto atual, não. Fergie assumiu o M. United em situação de terra arrasada, quebrado financeiramente, com as categorias de base às moscas, na lanterna da liga inglesa e com um elenco repleto de jogadores medíocres, cachaceiros e/ou fora de forma. A diretoria deles teve toda essa paciência com ele por perceber que o trabalho dele propunha uma mudança de mentalidade radical em todos esses aspectos e que a comissão técnica tinha todo um planejamento bem definido em termos de remontagem de elenco, aproveitamento de base etc. Não se compara ao cenário em que nos encontramos atualmente e, principalmente, não tem sequer um paralelo na história do futebol brasileiro - podia surgir um Sir Alex em qualquer clube brasileiro que seria demitido em 3 meses se não vencesse o Estadual ou caísse fora na Libertadores, pouco importando o restante do trabalho.

Questão não é apenas de deixar o tempo solucionar tudo em um passe de mágica, mas de observar desempenho, adaptação ao clube, modelo de jogo, planejamento futuro etc. 

Dito isso, também acho muito cedo pra começar a pedir a cabeça do Roger, vejo bastante margem pra crescimento no trabalho dele. Time vinha se acertando aos poucos e sofreu um baque na final do Paulistinha, prioridade agora é esperar que ele assuma o volante e coloque o carro na estrada de novo.

Acho que o pior cenário do Manchester na Inglaterra não é pior que nosso 2014/2015 onde não tínhamos dinheiro para colocar tinta na impressora. Precisamos trocar 1 jogador (barcos) por 5 para conseguir ter elenco.

Teve um jogo da Libertadores que tínhamos 4 ou 5 jogadores no banco apenas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pelos numeros o Luxa foi bem, mas se vc parar pra pensar que ele teve umas 2 selecoes na mao, foi ate pouco. Principalmente nao ter ganho a liberta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, LucasVerdao disse:

Pelos numeros o Luxa foi bem, mas se vc parar pra pensar que ele teve umas 2 selecoes na mao, foi ate pouco. Principalmente nao ter ganho a liberta.

Libertadores foi o calcanhar de Aquiles do Luxa, não conseguiu ganhar de jeito nenhum, segundo ele por causa do tipo de futebol que ele queria que o time tivesse, o futebol com pouca catimba e ofensivo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A bomba que o Luxa teve em 93 e o que ele fez em 96 o credenciam a ser dos maiores técnicos de nossa história e do futebol brasileiro. O que ele fez em 03 no Cruzeiro foi incrível tb, deve ser o único até hj a ganhar regional, copa BR e brasileiro no mesmo ano.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado (editado)

Luxa ficou no passado, junto com o Felipao, ambos estão ultrapassados, a única coisa que podem conseguir de um time deve ser a parte emocional. Acho tb que o perfil dos jogadores mudaram, jogadores do passado tinham uma malandragem explícita e pareciam humildes pra receber as instruções, esses de hoje em dia parecem mimados e se não foram a Europa ficam frustrados, não conseguem valorizar se tornar ídolo e ganhar o suficiente aqui, tem de ir pra lá e pronto, os jogadores dos anos 90 iam, mas voltavam não por não dar certo e sim pq achavam melhor ficar por aqui. Triste ter de olhar pra Luxa  e Felipao como técnicos do passado, mas acho que é uma realidade por culpa deles e dos novos jogadores.

Editado por herick1987

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Apenas atualizando a situação do Roger. Os lixos vão indo pra 6 pts. Hoje, pegamos um fraco inter, em tese, mais cansado, porque recém eliminado na quarta (time em crise!). Houve um tempo para trabalho que não mais haverá, salvo engano, até a parada da copa do mundo. Em resumo, se o Palmeiras não fizer esses 3 pts hoje, levando-se em conta que, doravante, encararemos uma verdadeira maratona de jogos (difíceis, ainda para ajudar), é bom o Roger ir se preparando para o pior..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Roger Estudioso é o Ferguson que temos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado (editado)

2 horas atrás, herick1987 disse:

Luxa ficou no passado, junto com o Felipao, ambos estão ultrapassados, a única coisa que podem conseguir de um time deve ser a parte emocional. Acho tb que o perfil dos jogadores mudaram, jogadores do passado tinham uma malandragem explícita e pareciam humildes pra receber as instruções, esses de hoje em dia parecem mimados e se não foram a Europa ficam frustrados, não conseguem valorizar se tornar ídolo e ganhar o suficiente aqui, tem de ir pra lá e pronto, os jogadores dos anos 90 iam, mas voltavam não por não dar certo e sim pq achavam melhor ficar por aqui. Triste ter de olhar pra Luxa  e Felipao como técnicos do passado, mas acho que é uma realidade por culpa deles e dos novos jogadores.

Não acho que o Luxa ficou no passado. Ele tem TV por assinatura em casa também, sabe o que acontece na Premier League, etc.

O que falta pra ele é vontade de trabalhar, e respeito das outras pessoas — principalmente dos jogadores, onde claro, entra esse ponto que você falou do novo perfil de jogador brasileiro. Tem de sobra soberba e vaidade.

Big Phil é algo parecido também. Ele mesmo andou falando que nunca mais trabalharia no Brasil, ao aludir a tal organização que existe lá na China. Na idade que ele tá, depois de tudo que aconteceu, ele se dá ao luxo de não ter que suportar essa pressão daqui, treinando jogador perna de pau e vagabundo.

Ingenuidade achar que esses caras não percebem o que 90% da galera que posta no tópico de Futebol Internacional percebe.

Editado por RoCk7
herick1987 curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.