Entre para seguir isso  
Seguidores 0
pazinatto

História do Palmeiras.....e o protesto do dia 24.

1 post neste tópico

Pessoal um trecho do belo texto da arrancada de 42.

 

"A data, de tão significativa partida, 20 de Setembro de 1942, ficou instituída como o Dia do PALMEIRAS.

 

Antes de chegarmos ao ano em questão, retrocedemos ao ano de 1939. Penso estar longe o dia em que a humanidade aprenderá a viver em paz, onde povos e nações possam conviver em harmonia. Mesmo após a nefasta Primeira Grande Guerra (1914 a 1918), infelizmente, o mundo viu-se envolvido novamente, em pouco mais de 20 anos, em um outro conflito bélico: A Segunda Guerra Mundial! Ao final desta perto de 50 milhões de pessoas perderiam suas vidas, entre o ano de 1939 a 1945. O Brasil, de início, relutou a tomar partido no conflito mundial. Mas acabou por se posicionar a favor dos países beligerantes contra, o chamado, eixo do mal: Alemanha, Itália e Japão.

 

Os 3 países do eixo eram vistos como inimigos, e conseqüentemente, todos que descendiam destes, começaram sofrer toda sorte de perseguição e discriminação. Principalmente as grandes colônias italianas, que aqui em São Paulo e também no interior, predominavam. Tantos italianos e alemães eram acusados ou insultados de traidores “Quinta Coluna”. Termo muito utilizado para designar o serviço de espionagem espalhado pelo mundo, pela a Alemanha nazista. Mas infelizmente, as ofensas e perseguições, deixaram de ser somente no âmbito pessoal, e começaram a direcionar-se sobre as instituições que carregavam conotações com os países de origem. Exemplo: O PALESTRA ITÁLIA, o Hespanha (Atual Jabaquara), Germânia (Atual Pinheiros), Palestra Itália-MG (atual Cruzeiro) etc. começaram sofrer perseguições sectárias por parte da população.

 

Mas, eis que entra em cena um personagem. De forma oportunista e covarde. Uma instituição de futebol, aproveitando desta agitação xenófoba e sectária frente à imensa colônia italiana, começou a engendrar um plano maquiavélico. Mais precisamente, os simpatizantes do São Paulo F. C., que tendo menos de 7 anos de vida, e praticamente nenhum patrimônio, tentava apoderar-se de nossa amada casa – o estádio Palestra Itália.

 

Desde que as perseguições intensificaram-se, o então Presidente da República Getulio Vargas, temendo que os distúrbios aumentassem, fez baixar um Decreto-Lei obrigando todos os clubes com denominação estrangeira, que trocassem de nome, ou correria o risco de perderem seus patrimônios. Aproveitando-se disto, o São Paulo F.C., volta seus cobiçosos olhos para aquela bela praça esportiva: o estádio Palestra Itália, assim como o belo clube já montado por aqueles abnegados ítalo-brasileiros.

 

Conta-se que no auge das perseguições, os simpatizantes do São Paulo, até tentaram uma invasão, para tomarem de vez o nosso amado clube. Mas aqueles abnegados palestrinos lutariam até a morte, mas não iriam entregar o clube que tanto amavam e trabalharam para construir. Dizem que os palestrinos chegaram a colocar em volta do clube todo, tambores com gasolina, pois, em último caso, era preferível atear fogo em todo o clube, a vê-lo sendo invadido, e colocadas ali outras, que não fossem as nossas amadas cores: VERDES e BRANCAS."

 

 

http://palestrinos.sites.uol.com.br/Palmei...ias/Miro-11.htm

 

 

 

 

 

 

 

 

Estamos em outros tempos...mas as nossas dificuldades atuais e os "novos" inimigos, são perigosos e se bobear até piores......

 

Mas na nossa história a torcida em momentos críticos nunca abandonou o time e a instituição.....

 

Por isso para aqueles que forem no protesto do dia 24 tenham como inspiração os antigos torcedores palestrinos que amaram o Verdão como nós amamos!!!!

 

Que o Brasil escute a nossa voz!! A voz da torcida , a voz do Palmeiras de verdade!!!!

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Entre para seguir isso  
Seguidores 0

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.