IPB

Bem-vindo, visitante ( Entrar | Registrar )

Perfil
Foto do membro
Avaliação
 
Opções
Opções
Quem sou eu
Alexddd não escreveu sobre ele(a).
Informações pessoais
Alexddd
Categoria Craque
Idade não informada
Sexo não informado
Localização não informada
Nascimento não informado
Interesses
Sem informação
Estatísticas
Cadastrado em: 26-July 11
Visualizações: 3,076*
Última atividade: 8th July 2017 - 01:07 PM
Horário local: Jul 24 2017, 07:48 AM
784 posts (0 posts por dia)
Contatos
AIM Sem informação
Yahoo Sem informação
ICQ Sem informação
MSN Sem informação
* As visualizações do perfil são atualizadas de hora em hora

Alexddd

Membros

****


Tópicos
Posts
Comentários
Amigos
Meu Conteúdo
15 Mar 2017
Perguntado sobre o sapo boi imortal, o presidente revelou algo interessante:
Galiotte: Mustafá é um grande palmeirense e ele só quer o bem do clube. Tem as suas convicções e pontos de vistas e tem uma preocupação realmente financeira, mas que eu também compartilho.
Tanto que minha meta é o Palmeiras estar 100% sem dívidas ao término de 2018. E para isso teremos mais receitas do que despesas, além de ter um time forte, claro

Sobre o pagamento da dívida do Nobre:
Como foi feito o pagamento dos mais de R$ 40 mi a Nobre? Galiotte: Estamos pagando o presidente, que é o grande credor do clube. Pagamos há alguns dias um montante significativo usando várias fontes de recurso.
São recursos do clube, recursos ordinários. E, além disso, o clube paga 10% de toda a sua receita ao Nobre em cada mês. Isso foi um plano apresentado no Conselho.
E repito: até o final do ano que vem, quando termina minha gestão, quero estar com as dívidas 100% e não contemplo venda de jogadores para atingir isso.

Muita gente não entende o porquê do Palmeiras pedir dinheiro da Crefisa pra comprar jogadores, mesmo tendo dinheiro pra isso. Provavelmente ele está usando todo dinheiro disponível pra liquidar de vez todas as dívidas, e deixar o clube em uma situação mais segura ainda para realizar investimentos no próximos anos, mesmo que a Crefisa saia.


Link da entrevista:
https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-...iu-de-borja.htm
26 Nov 2016
Alviverde fanático, ele peitou rivais, brigou com a própria torcida e tirou 200 milhões de reais do próprio bolso por amor ao time

O avião tocou o solo do Aeroporto de Guarulhos, vindo de Londres, na manhã de 28 de março de 2013. Paulo Nobre, que havia ido à Inglaterra para acompanhar, a convite da CBF, um amistoso entre a seleção canarinho e a Rússia, nem esperou a autorização pelo sistema de som do avião e ligou o celular em busca de informações sobre o resultado do clube que comandava havia dois meses na rodada do Paulistão. O susto veio na manchete: “Mirassol 6 x 2 Palmeiras”. Ao seu lado na classe executiva, o narrador Milton Leite, do STV, deu um tapa em seu ombro direito e deixou a aeronave depois de dizer apenas duas palavras ao recém-empossado presidente do Verdão: “Boa sorte”.

O Palestra estava sem dinheiro até para pagar a conta de luz, disputava a série B do nacional e os bons jogadores, como o goleiro Fernando Prass, representavam exceções no elenco. O calvário continuou em 2014, mesmo com a volta à primeira divisão.
Logo na inauguração do moderníssimo Allianz Parque, em novembro, a equipe perdeu de 2 a 0 para o Sport Recife. Passadas algumas semanas, escapou na última rodada do campeonato de outro vexame histórico, livrando-se de ser rebaixado pela segunda vez em três temporadas do Brasileirão. “Não desejo a ninguém o que passei naquela época”, diz.
Sentado em uma poltrona de couro nas cores verde e branco em sua sala, que fica no 2o andar da Academia de Futebol, na Barra Funda, Nobre, de 48 anos, fala hoje da fase de percalços dolorosos como se estivesse recordando um pesadelo distante. Cumpriu dois mandatos de dois anos à frente do Palmeiras e produziu uma impressionante virada. No domingo (27) o Verdão entrará em campo no estádio da Zona Oeste para jogar uma partida decisiva contra a Chapecoense. Um empate garante o título brasileiro. Em 15 de dezembro, o cartola entregará a presidência, mas continuará por perto, como conselheiro do sucessor, Maurício Galiotte, que é seu amigo pessoal.

No processo de recuperação do Verdão, ele mudou cinco vezes o técnico até acertar, em março, com o paranaense Cuca, um dos grandes responsáveis pela excelente campanha de 2016, ao lado dos craques Dudu e Gabriel Jesus. Nas mudanças estruturais que promoveu dentro do clube, houve um momento-chave: depois do quase rebaixamento em 2014, decidiu trocar o diretor de futebol José Carlos Brunoro por Alexandre Mattos.
Duas vezes campeão pelo Cruzeiro, Mattos tinha um estilo mais agressivo que o do antecessor. Na chegada, alertou o cartola de que o único jeito de vencer seria gastando dinheiro com reforços importantes. Nobre acatou o conselho. Foi como se o Tio Patinhas entregasse o talão de cheques ao Gastão. Uma das primeiras investidas no mercado da bola envolveu a contratação, por 19 milhões de reais, de Dudu, que retornava de uma temporada na Europa e estava quase acertado com o Corinthians.

De uma família de milionários (o avô tinha cartório na capital e investia em terras, caminho seguido por seu filho), o presidente do Verdão, que é formado em direito, assumiu cedo a herança. A mãe morreu em 1985 e o pai, em 2001. Nobre multiplicou o patrimônio que lhe deixaram atuando no mercado financeiro como trader, o nome que se dá ao investidor que vive de comprar e vender ações na Bolsa de Valores.
Usou a própria conta bancária para tirar o Palestra do sufoco de caixa, emprestando ao clube 200 milhões de reais, a partir de 2013. A verba serviu para resolver o problema das dívidas de curto prazo da agremiação, que foram renegociadas para pagamento em doze anos. O clube já quitou 40% do que deve ao presidente (o restante será devolvido ao longo da próxima década). Dinheiro deixou de ser uma grande preocupação dentro do Palmeiras. Em 2016, o time deve arrecadar mais de 430 milhões de reais, quase o dobro do montante registrado há quatro anos.
palmeiras

O presidente cresceu na região da Granja Viana e, aos 9 anos, logo na sua estreia nas arquibancadas, declarou amor eterno ao Verdão. “Quando olhei aquela torcida, meu mundo mudou”, lembra. Já garoto, fez amizade com os dois filhos de Marco Polo Del Nero. O comandante da CBF, atualmente investigado pelo FBI por corrupção na Copa de 2014, exerceu vários cargos no Palmeiras até se tornar membro vitalício do conselho. Na década de 80, Del Nero convidou Nobre para virar sócio do clube. “Precisamos de gente apaixonada. Um dia você também vai ser conselheiro”, disse Del Nero, ao lhe entregar a ficha de inscrição.
Em 1997, a profecia se cumpriu. Até hoje os dois são bem próximos. Logo em seu primeiro dia de mandato, Nobre encontrou o caixa a zero e precisava pagar com urgência uma dívida de 7 milhões de reais. Del Nero, então presidente da Federação Paulista de Futebol, socorreu o amigo. “O doutor Del Nero passou a mão no telefone e ligou para a RGT, que fez um adiantamento de receita de direitos de transmissão”, lembra.
+ Contratação de Rogério Ceni como técnico do São Paulo divide opiniões nas redes sociais
Durante um tempo, ele dividia sua agenda entre o futebol, a Bolsa de Valores e o automobilismo. Pilotou por uma década carros de rally. Era chamado de Palmeirinha e costumava distribuir a todos os corredores camisas da equipe. O hábito continua. No início de novembro, Edmundo, ídolo do Verdão no passado, viajou ao Marrocos para um jogo festivo com outros craques aposentados, como Diego Maradona. Nobre mandou despachar uma caixa com uniformes do clube para entregar a cada um dos participantes. A foto do argentino segurando o presente espalhou-se pelas redes sociais.
Palmeiras avião

O porco, símbolo do time, é uma obsessão do cartola. Ele coleciona miniaturas do bicho (são mais de 1 000), tatuou o suíno na perna, mandou pintar no fundo da piscina de sua casa a figura do animal e tem dois jatos com pintura customizada: o Palmeirinha Fly (Hawker 400A, avaliado em 4 milhões de reais e que está à venda) e o Air Pork One (Falcon 50 EX, cotado em 20 milhões de reais).
O Air Pork costuma ser posto a serviço do Palmeiras. Na última vez em que isso aconteceu, na semana retrasada, o avião foi buscar Gabriel Jesus em Manaus, depois de uma partida da seleção brasileira nas eliminatórias da Copa. Não fosse assim, o jogador ficaria de fora de uma partida importante do Brasileiro (no caso, o confronto contra o Atlético/MG). O esforço valeu a pena: no empate por 1 a 1, o atacante anotou o gol do Palestra.
Na administração do clube, outra das marcas registradas do cartola foi a sua disposição de não fugir de confrontos. Logo no começo, rompeu com a Mancha Alviverde, a principal organizada do time, depois que alguns vândalos tentaram bater no chileno Valdívia em um aeroporto de Buenos Aires. “Cortamos as regalias deles”, recorda-se Nobre, ao citar o fim das facilidades para a aquisição de ingressos.
Palmeiras

Ficaram famosos também seus desentendimentos com a WTorre, responsável pelo Allianz Parque. Durante as partidas de futebol, o Verdão embolsa a bilheteria e a construtora pode explorar serviços como restaurantes e estacionamento, repassando 5% dessa receita ao clube. Uma parte do contrato gerou um litígio entre os parceiros. O Palmeiras entendia que 10 000 cadeiras especiais poderiam ser vendidas pela WTorre.
A companhia, por sua vez, achava que tinha direito a comercializar todos os assentos do campo. O caso acabou na comissão de arbitragem da Fundação Getulio Vargas, que deu razão ao Palestra. No auge da disputa, no fim de 2015, Nobre dirigiu-se ao Allianz para fazer uma vistoria no gramado e chegou a ser barrado na portaria. Teve de esperar trinta minutos para que liberassem sua entrada (a WTorre nega a história).

Quando não está no clube, ele gosta de ficar em sua residência, em Cotia, onde mora com a namorada, a química Cristiane, treze anos mais jovem que ele, e cinco cachorros. A sala principal tem um pôster gigante de Evair, ex-craque do Palestra e o maior ídolo do cartola. Parte da área externa é ocupada pela plantação do café “Palmeirinha”. Vai voltar um dia a presidir o clube? “Eu nunca digo nunca”, responde.

A pessoas próximas, diz que seu maior sonho é um dia dirigir o Palmeiras do banco de reservas. Chegou a cogitar a ideia com assessores para a última rodada do Brasileirão, caso a equipe garanta o título neste domingo contra a Chapecoense. Foi desaconselhado. Mas até que o plano fazia sentido. Para o cartola que fez vários golaços nos bastidores nos últimos anos, só faltou mesmo entrar em campo e comandar o time no estádio.

A virada do Verdão
Alguns exemplos da impressionante ascensão financeira do clube nos últimos quatro anos
Arrecadação
2012: 241,1 milhões de reais
2016: 430,1 milhões de reais
Valor de mercado do elenco
2012: 50,3 milhões de reais
2016: 78,1 milhões de reais
Número de sócios do programa Avanti
2012: 8 000
2016: 126 728
Patrocínios na camisa
2012: 38 milhões de reais
2016: 66 milhões de reais
Média de público
2012: 12 740 pagantes
2016: 28 640 pagantes
Arrecadação com bilheteria
2012: 13,8 milhões de reais
2016: 55,4 milhões de reais


fonte: http://vejasp.abril.com.br/materia/paulo-n...lmeiras-futebol
27 Jul 2016
Novamente saiu o estudo do Itau sobre a situação financeira dos clubes brasileiros. A seguir, a parte sobre o Palmeiras:

PALMEIRAS: "Passado. Presente! Futuro?"

O estudo elogia a gestão do Palmeiras, mas com cautela. Afirma que o clube encontrou durante a gestão Paulo Nobre uma gestão sólida, mas cita que ela se deve a um patrocinador que paga um valor bastante acima do mercado (no caso a Crefisa).

Por isso faz um alerta para o futuro: a manutenção do cenário atual não é certa e depende sobretudo do sucesso em campo. Além disso, a gestão Paulo Nobre termina no final deste ano e há o risco de o próximo presidente não contar com os mesmos parceiros.

"A gestão de Presidente Paulo Nobre colocou ordem na casa em termos financeiros. As dívidas estão equacionadas, a condição equilibrada trouxe investidores publicitários e o novo estádio, em conjunto com um time reforçado, trouxe mais Receitas.

Mas nem tudo é tão simples.

Se a Dívida Bancária está equacionada é porque o Presidente encontrou um modelo seguro para o clube repagá-lo. Mas o crescimento das Receitas Publicitárias está concentrado num único sponsor, Isto coloca em risco as Receitas caso haja uma ruptura. No momento não parece uma realidade, mas ela sempre pode chegar. E nesse caso o risco é maior, porque o valor pago está bastante acima da média de mercado, conforme vimos no tópico sobre Receitas com Publicidade.

O crescimento das Receitas com Bilheteria e Sócio Torcedor se deu em função do novo estádio e de um time competitivo, montado a partir do crescimento de Receitas e da condição financeira equilibrada deixada pelo Presidente. Mas esse sucesso dependerá necessariamente de um bom desempenho esportivo da equipe, porque torcedor mantém a chama acesa quando há resultado em campo.

Além disso, a folga financeira obtida em 2015 tende a ser menor em 2016 por conta dos salários e manutenção de um elenco tão grande.

Enfim, o cenário hoje é positivo, mas sucesso passado não garante sucesso futuro. O clube precisará se manter organizado, precisará encontrar o equilíbrio quando o Presidente Paulo Nobre deixar o comando, para que este bom momento se mantenha no longo prazo."

fonte: http://espn.uol.com.br/noticia/616272_dia-...ncas-dos-clubes


Não concordo sobre essa parte de que o resultado financeiro de 2016 vai ser inferior ao de 2015. O Palmeiras vai lotar o estádio até o final do campeonato, vai aumentar o Avanti, talvez venda jogadores ainda esse ano, e talvez receba as premiações...
Ou seja, em 2016 vamos bater o recorde de receitas.
21 Jul 2016
O título da Copa Rio, conquistado sobre a Juventus, completa 65 anos nesta sexta-feira. Para lembrar o feito e homenagear os jogadores da época, o Palmeiras entrará em campo com um uniforme especial diante do Atlético-MG na manhã de domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

A Copa Rio reuniu Palmeiras, Vasco da Gama, Juventus, Estrela Vermelha, Sporting, Austria Viena, Olympique de Nice e Nacional. No dia 22 de julho de 1951, o time alviverde empatou com a Juventus por 2 a 2 no Maracanã e ganhou o campeonato, reconhecido pela Fifa como o primeiro torneio mundial interclubes.

Há 65 anos, o craque Jair da Rosa Pinto e seus companheiros entraram em campo para enfrentar a Juventus com a bandeira do Brasil acima do símbolo do Palmeiras no uniforme. Neste domingo, diante do Atlético-MG, os pupilos do técnico Cuca usarão camisas semelhantes no Allianz Parque.

Fábio Crippa, Salvador, Juvenal, Túlio, Luiz Villa, Dema, Lima, Ponce de León (Canhotinho), Liminha, Jair da Rosa Pinto e Rodrigues, treinados por Ventura Cambon, representaram o Palmeiras diante da Juventus. Como venceu o primeiro jogo por 1 a 0, o time brasileiro garantiu o título com o empate por 2 a 2, gols de Rodrigues e Liminha.

Neste domingo, data da partida contra o Atlético-MG, a taça da Copa Rio será exibida ao público no Allianz Parque. O Palmeiras planeja ainda instalar faixas alusivas ao título de 1951 ao redor do gramado e distribuir milhares de exemplares entre os torcedores.
Apesar da série de ações preparadas para lembrar o título histórico, o Palmeiras encara o compromisso contra o Atlético-MG como uma partida de caráter decisivo, já que defende uma vantagem de três pontos na liderança do Campeonato Brasileiro.

O confronto com o adversário mineiro marca a primeira exibição do Palmeiras sem Fernando Prass e Gabriel Jesus, convocados para defender a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Cuca já confirmou a escalação de Vagner no gol e deve apostar em Erik no ataque.

fonte: http://espn.uol.com.br/noticia/615447_por-...iforme-especial
3 May 2015
Os clubes de todo o país estão divulgando os balanços referente a 2014, e segundo o globoesporte.com, a RGT, o Santos e o São Paulo tem dívidas maiores que a do Palmeiras, assim como o Corinthians se considerar a dívida monstruosa de 1,2 bilhões que tem com o Itaquerão. E o mais interessante, a perspectiva é de que o valor do endividamento aumente cadas vez mais para esses três, já que estão fechando com déficits gigantescos (os três piores do anos passado, ao lado do Botafogo), enquanto que a dívida do Palmeiras tende a diminuir já que o clube seguramente vai conseguir arrecadar mais do gastar. E sobre a receita, é praticamente certo que o Palmeiras vai ter sua maior arrecadação da história, já que vai ter patrocínios, tv, bilheteria, Avanti, prêmios, recebendo tudo integralmente, provavelmente, vai ser inferior somente a do Flamengo.

http://globoesporte.globo.com/futebol/noti...veja-lista.html

"- O Botafogo tem a situação mais trágica. Vai ter que fazer o mesmo trabalho do Flamengo. O passivo trabalhista e fiscal é muito grave. Precisa fazer um plano a longo prazo - alertou o consultor, lembrando que, se os cariocas ainda se mantêm entre os primeiros em dívidas, hoje já têm companhia próxima de clubes como Grêmio, Santos e São Paulo, que estão se aproximando."




Últimos visitantes


21 Dec 2016 - 20:25


20 Sep 2016 - 16:49


24 Apr 2012 - 22:28


22 Apr 2012 - 19:46


13 Mar 2012 - 6:06

Comentários
Outros usuários não deixaram comentários para Alexddd.

Amigos
Não há amigos para mostrar.
 
Versão Simples Horário: 24th July 2017 - 05:48 AM
Fórum Palmeiras Todo Dia - Design by: IPB Skin & Free Proxy