IPB

Bem-vindo, visitante ( Entrar | Registrar )

Perfil
Foto do membro
Avaliação
 
Opções
Opções
Quem sou eu
Nicholas Santos não escreveu sobre ele(a).
Informações pessoais
Nicholas Santos
Categoria Profissional
22 anos
Masculino
Rio Branco, Acre
Nascido em: Mar-22-1995
Interesses
Sem informação
Estatísticas
Cadastrado em: 22-June 13
Visualizações: 4,232*
Última atividade: Hoje, 11:46 AM
Horário local: Jul 20 2017, 03:38 PM
253 posts (0 posts por dia)
Contatos
AIM Sem informação
Yahoo Sem informação
ICQ Sem informação
MSN Sem informação
Contact Privado
* As visualizações do perfil são atualizadas de hora em hora

Nicholas Santos

Membros

***


Tópicos
Posts
Comentários
Amigos
Meu Conteúdo
13 Feb 2017
Depois da derrota para o Ituano, resolvi criar este tópico para debater alguns pontos:

1º - O argumento de que o EB está destruindo o trabalho do Cuca de 2016: Essa é de longe a maior critica que você vê nos tópicos sobre o técnico. Bom, pra mim esse argumento está errado. Assim como bem observou o usuário Titi_verdão no tópico sobre a atuação do técnico, cobrar continuidade de um técnico que tem um estilo totalmente diferente do anterior é um erro. Traçando um paralelo, é como usar o Barrios/Alec como substituto do Jesus e ficar lançando bola pra ele ganhar do zagueiro na corrida.

Além disso, é subestimar o trabalho que o Cuca fez em 2016. O Eduardo pode ter assistido os 38 jogos do Palmeiras no brasileiro, mas não sabe que tipo de treinamento o Cuca usava, muito menos como ele pilhava os jogadores pra que eles pressionassem o time adversário no campo do ataque. Se fosse assim qualquer técnico poderia substitui-lo. O padrão 2016 acabou quando o Cuca saiu, hoje o Palmeiras é um time em construção.

Quanto a escolha do substituto por parte da diretoria, nem acho que tenha sido um desastre, já que na época eram bem escassas as opções e a maioria delas também significaria uma reconstrução. A saída do Valentim, que seria quem poderia ajudar nessa transição, corrobora ainda mais com essa tese de que voltamos praticamente para a estaca zero na questão tática.

Resumindo, não acho que não se deva criticar o EB, mas acho que elas estão sendo mal direcionadas, o que devemos cobrar é a implementação das suas ideias, se a marcação por zona dá indícios que irá funcionar, se o time está se movimento sem a bola e etc. Quanto à questão de ser ou não cedo demais para cobrar isso, podemos comparar com o desempenho de outros técnicos que estão assumindo seus times nessa temporada, como o Ceni e o Carille.


2º - A euforia criada com a força do elenco: Eu também estou achando excelente esse elenco para 2017, principalmente com as chegadas de Guerra e Borja. Porém, quanto mais expectativas, também maior pode ser a decepção. Calma, não estou dizendo pra ninguém ficar aqui esperando o rebaixamento, pra no final do ano qualquer resultado superior a isso seja lucro. Só estou dizendo que devemos manter os pés no chão, já vimos muitos exemplos de elencos estrelados que não conquistaram nada

O que me preocupa com essa euforia são exatamente reações como essa depois da derrota para o Ituano. Alguns podem até dizer que esses extremos (oba oba/revolta) não chegam não vestiário, mas eu não concordo.

Tudo bem, vamos supor que os jogadores são pessoas que são totalmente imunes ao que está acontecendo nas redes sociais, o que eu acho quase impossível hoje em dia. Essa impaciência aqui logo logo vai ser reproduzida nas arquibancadas que vai acabar causado uma maior pressão no time, pressão que tanto pode ajudar como pode atrapalhar (dependendo do jogador). Tudo bem que os times antes de 2015 eram horríveis, mas tenho certeza que muitos sem lembram bem quando o time tomava um gol e já entrava em desespero, já que o clima era bastante pesado.

Se forem usar o argumento de que os jogadores tem que lidar com essa pressão porque são profissionais, eu discordo. Jogadores são profissionais até a página 2, a única coisa que os diferencia da maioria dos trabalhos brasileiros é o salário monstruoso, na maioria dos casos não possuem uma formação adequada para a profissão, e com certeza vão aprendendo a lidar com esses problemas na marra. Também não sei se o psicólogo do time consegue blinda-los.

Bom, pra finalizar, não estou dizendo que o Palmeiras deva esperar que o barco afunde pra tomar uma decisão, só acho que se for tomada, ela deve ser convicta, ou muda totalmente o estilo do time e banca o cara( que pode ser o próprio EB) ou acha alguém que aproveite as ideias que existem. E aqui o segundo ponto tem relação direta com o primeiro, porque o torcedor deve ter consciência que isso significará uma desvantagem para o Palmeiras com relação a alguns rivais que mantiveram o técnico, ou seja, paciência.
16 Sep 2013
Ranking de compra de Pay-per-view no Brasil em 2013



A Globosat, responsável pela transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro, liberou um estudo com a participação de cada clube na venda de pacotes de pay-per-view das competições de 2013, chamado de rateio do PPV. A análise é feita com os principais clubes do país que disputam as Séries A e B do Brasileirão.

Os números são fruto da média aritmética de duas pesquisas encomendadas pela Globosat a Datafolha e Ibope. Após mensurarem o tamanho de cada torcida dentro da base de assinantes, os percentuais balizam a distribuição da verba de televisionamento na temporada seguinte. O ranking do pay per view constitui importante indicativo de propensão ao consumo dos torcedores em território nacional.

Os líderes do ranking de vendas dos pacotes em 2013 são Flamengo (14,64%), Corinthians (12,65%), e Atlético Mineiro a grande surpresa da lista, à frente de clubes como Vasco (8,25%) e São Paulo (7,54%). Confira abaixo a tabela com os 18 clubes que entram na análise da televisão:




Fonte: Mantos do Futebol

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Serio cara, sempre ouvi de muito palmeirense que o time era o que mais consumia produtos licenciados e que mais assinava Pay-per-view. muito surpreso com a pesquisa...

A queda pra serie B influenciou muito nesses números?? se alguém tiver os números das últimas temporadas por favor postem aqui.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

EDIT: conseguir achar os de 2011 e 2012, seguem os links

2011 - Ranking 2011.
5) Palmeiras – 7,08 %

2012 - Ranking 2012





Um blog falando sobre o ranking de 2013 - Ranking 2013 - Teoria dos Jogos
20 Aug 2013
Gobbi e Nobre “travam” marketing em Corinthians e Palmeiras
Erich Beting 20/08/2013 13:15

Corinthians e Palmeiras padecem, atualmente, do mesmo mal. Os dois clubes são presididos, hoje, por figuras que são avessas à agressividade do departamento de marketing. Tanto Mario Gobbi quanto Paulo Nobre preferem o silêncio aliado ao trabalho em vez do trabalho aliado ao barulho. Isso, para o marketing, pode ser um enorme problema.

Gobbi e Nobre são discretos. Pertencentes a uma nova geração de dirigentes, os dois pecam pela discrição. Sim, ser discreto é um pecado quando o assunto é marketing.

Durante a gestão Andrés Sanchez, o Corinthians foi um dos clubes que mais estardalhaço causou. Contratou Ronaldo, lançou camisas distintas, projetos de engajamento do torcedor, campanha de marketing para aproximar o torcedor mesmo com o time rebaixado, etc. Agora, sob a batuta de Mario Gobbi, dois diretores já deixaram o marketing alvinegro. Ao que tudo indica, a incompatibilidade de perfil está no cerne das saídas de Luis Paulo Rosenberg e, agora, de Ivan Marques.

A agressividade na comunicação foi a marca do Corinthians pré-Gobbi. Norteado pelo lema “se eu errar é só pedir desculpas”, que guiava muitas ações de Rosenberg, o timeco conseguiu uma revolução em sua marca. Passou a ser um dos mais valorizados clubes do país e, também, elevou substancialmente suas receitas com a venda de produtos licenciados. Quando Gobbi assumiu a presidência, centralizou mais as decisões, reduziu um pouco o apetite do marketing e, agora, foca o trabalho dentro de campo para depois se preocupar no que fazer fora dele.

Até pelo exemplo corintiano quando esteve na Série B em 2008, esperava-se do Palmeiras uma atitude semelhante no marketing. Desde janeiro, porém, a prioridade da gestão Paulo Nobre é sanar as dívidas do clube para deixá-lo governável e, então, passar a focar no relacionamento com o torcedor. Prova cristalina disso foi a decisão pela saída de Hernán Barcos, jogador que mais identificação tinha com os torcedores. Em seus discursos, Nobre sempre foi categórico ao dizer que a preocupação era em salvar o Palmeiras.

O dia D para o marketing palmeirense é o próximo dia 26, quando começa a contagem regressiva para o aniversário do primeiro centenário do clube. A data, desde o Atlético-MG em 2005, tem sido usada para alavancar as receitas dos clubes no Brasil, sendo o Inter-2009 e o Corinthians-2010 os dois melhores exemplos de como o centenário aproxima a torcida e gera vendas.

Já do lado alvinegro, se realmente Mario Gobbi permanecer acumulando o cargo de diretor de marketing, a tendência é a de que o timeco seja menos agressivo na comunicação. Isso, para o futuro do marketing do esporte, é um passo para trás.

O marketing precisa de liberdade para ser agressivo na medida certa para incentivar o consumo. Esse é um caminho importante para o clube ter mais receita e, assim, conseguir o que o torcedor mais deseja, que são as conquistas dentro de campo.


Fonte : http://negociosdoesporte.blogosfera.uol.co...ns-e-palmeiras/

Gostei do texto, e espero que o marketing seja bem mais agressivo no centenário.
E ai o que acharam?
Últimos visitantes


17 Jul 2017 - 2:01


16 Jun 2017 - 22:16


16 Jun 2017 - 1:07


12 Feb 2017 - 22:16


6 Feb 2017 - 22:52

Comentários
Outros usuários não deixaram comentários para Nicholas Santos.

Amigos

26906 posts
Hoje, 12:40 AM
Ver todos os amigos
 
Versão Simples Horário: 20th July 2017 - 01:38 PM
Fórum Palmeiras Todo Dia - Design by: IPB Skin & Free Proxy