Jump to content

Leandroj99

User
  • Content Count

    86
  • Joined

  • Last visited

About Leandroj99

  • Rank
    Novato

Profile Information

  • Gender
    Masculino

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. meu deus do céu, que análise rasa. Espero demais que vc esteja falando isso em tom de brincadeira. O nível do futebol brasileiro está MUITO aquém do europeu há no mínimo 10 anos.
  2. creio que você não acompanha os jogos do galo, porque o Guga ta sendo massacrado pela torcida lá, inclusive foi reserva do PATRIC em vários jogos
  3. a parte dele ser o melhor diretor de futebol do Palmeiras eu discordo muito, Nobre não entendia bulhufas de futebol. Tanto que contratou o Mattos pra exercer a função
  4. “No currículo, o título do Campeonato Carioca do mesmo ano. Seu trabalho foi criticado diversas vezes devido às contratações que pouco agradaram à torcida alvinegra, às eliminações precoces na Copa do Brasil e Copa Sul-Americana e ao fraco desempenho no Campeonato Brasileiro nas últimas duas temporadas.” Sério, não consigo imaginar um maluco desses indo na Europa negociar, acho que não deve nem ter passaporte. Maluco parece aqueles tiozinhos que ficam o dia inteiro em buteco bebendo cachaça
  5. vc tem noção que é completamente impossível qualquer clube brasileiro contratar o cebolinha né? MUITO mais caro do que foi o Arrascaeta, coisa de quase o triplo
  6. É notório, que nosso time tem sido apático, insosso, sem sangue... Seja lá qual adjetivo negativo prefiram usar para classificar nossas atuações nos últimos tempos. Porém, dois jogadores me chamam a atenção quanto a isso, não digo que são os piores do time, mas diria que estes são as maiores representações da figura atual do nosso time, e são eles os dois meio campistas, Bruno Henrique e Raphael Veiga (não é um post com intuito de achar culpados ou ao menos de pedir dispensa de tais jogadores, apenas são pontos nos mesmos que me chamam a atenção) Bruno Henrique: totalmente apático esse ano e em 2017, as vezes me dá a impressão de estar aquém fisicamente dos outros jogadores, para ele conseguir mudar de direção ou conseguir girar parece fazer um esforço descomunal, além de estar totalmente sem explosão. Tenho a impressão de que essa é a forma normal do BH, desde os tempos de Corinthians era um jogador que já nutria uma certa antipatia minha. Não por ser folgado como muitos exemplos que vemos na equipe corintiana nesses anos, mas por ser um jogador totalmente sem sangue, sem fibra, que vivia de dar seus chutes que terminavam acertando a arquibancada (a própria torcida do Corinthians reclamava disso) fundamento este que melhorou bastante a partir de 2018. Minha impressão é essa, que teve um ano fora da curva em 2018 e sua forma normal é representada por esse ano de 2019 e 2017. Raphael Veiga: meia que chegou com certa expectativa vindo do Coritiba, sendo elogiado pelo próprio Alex. Palmeirense de coração, já tendo sido encontradas fotos do mesmo com camisa do Palmeiras no antigo Palestra quando mais jovem. Porém o que me chama atenção é a total falta de criatividade e apatia também apresentada, não consigo encontrar nenhum atributo realmente bom nesse jogador. Já teve certa sequência, porém me parece que não consegue fluir seu jogo, talvez uma mudança de posição pudesse ajudá-lo, talvez como um 3° homem de meio campo ou 2° volante pudesse executar um futebol menos burocrático. Deixem aí a opinião de vcs
  7. É notório, que nosso time tem sido apático, insosso, sem sangue... Seja lá qual adjetivo negativo prefiram usar para classificar nossas atuações nos últimos tempos. Porém, dois jogadores me chamam a atenção quanto a isso, não digo que são os piores do time, mas diria que estes são as maiores representações da figura atual do nosso time, e são eles os dois meio campistas, Bruno Henrique e Raphael Veiga (não é um post com intuito de achar culpados ou ao menos de pedir dispensa de tais jogadores, apenas são pontos nos mesmos que me chamam a atenção) Bruno Henrique: totalmente apático esse ano e em 2017, as vezes me dá a impressão de estar aquém fisicamente dos outros jogadores, para ele conseguir mudar de direção ou conseguir girar parece fazer um esforço descomunal, além de estar totalmente sem explosão. Tenho a impressão de que essa é a forma normal do BH, desde os tempos de Corinthians era um jogador que já nutria uma certa antipatia minha. Não por ser folgado como muitos exemplos que vemos na equipe corintiana nesses anos, mas por ser um jogador totalmente sem sangue, sem fibra, que vivia de dar seus chutes que terminavam acertando a arquibancada (a própria torcida do Corinthians reclamava disso) fundamento este que melhorou bastante a partir de 2018. Minha impressão é essa, que teve um ano fora da curva em 2018 e sua forma normal é representada por esse ano de 2019 e 2017. Raphael Veiga: meia que chegou com certa expectativa vindo do Coritiba, sendo elogiado pelo próprio Alex. Palmeirense de coração, já tendo sido encontradas fotos do mesmo com camisa do Palmeiras no antigo Palestra quando mais jovem. Porém o que me chama atenção é a total falta de criatividade e apatia também apresentada, não consigo encontrar nenhum atributo realmente bom nesse jogador. Já teve certa sequência, porém me parece que não consegue fluir seu jogo, talvez uma mudança de posição pudesse ajudá-lo, talvez como um 3° homem de meio campo ou 2° volante pudesse executar um futebol menos burocrático. Deixem aí a opinião de vcs
  8. É notório, que nosso time tem sido apático, insosso, sem sangue... Seja lá qual adjetivo negativo prefiram usar para classificar nossas atuações nos últimos tempos. Porém, dois jogadores me chamam a atenção quanto a isso, não digo que são os piores do time, mas diria que estes são as maiores representações da figura atual do nosso time, e são eles os dois meio campistas, Bruno Henrique e Raphael Veiga (não é um post com intuito de achar culpados ou ao menos de pedir dispensa de tais jogadores, apenas são pontos nos mesmos que me chamam a atenção) Bruno Henrique: totalmente apático esse ano e em 2017, as vezes me dá a impressão de estar aquém fisicamente dos outros jogadores, para ele conseguir mudar de direção ou conseguir girar parece fazer um esforço descomunal, além de estar totalmente sem explosão. Tenho a impressão de que essa é a forma normal do BH, desde os tempos de Corinthians era um jogador que já nutria uma certa antipatia minha. Não por ser folgado como muitos exemplos que vemos na equipe corintiana nesses anos, mas por ser um jogador totalmente sem sangue, sem fibra, que vivia de dar seus chutes que terminavam acertando a arquibancada (a própria torcida do Corinthians reclamava disso) fundamento este que melhorou bastante a partir de 2018. Minha impressão é essa, que teve um ano fora da curva em 2018 e sua forma normal é representada por esse ano de 2019 e 2017. Raphael Veiga: meia que chegou com certa expectativa vindo do Coritiba, sendo elogiado pelo próprio Alex. Palmeirense de coração, já tendo sido encontradas fotos do mesmo com camisa do Palmeiras no antigo Palestra quando mais jovem. Porém o que me chama atenção é a total falta de criatividade e apatia também apresentada, não consigo encontrar nenhum atributo realmente bom nesse jogador. Já teve certa sequência, porém me parece que não consegue fluir seu jogo, talvez uma mudança de posição pudesse ajudá-lo, talvez como um 3° homem de meio campo ou 2° volante pudesse executar um futebol menos burocrático. Deixem aí a opinião de vcs
  9. É notório, que nosso time tem sido apático, insosso, sem sangue... Seja lá qual adjetivo negativo prefiram usar para classificar nossas atuações nos últimos tempos. Porém, dois jogadores me chamam a atenção quanto a isso, não digo que são os piores do time, mas diria que estes são as maiores representações da figura atual do nosso time, e são eles os dois meio campistas, Bruno Henrique e Raphael Veiga (não é um post com intuito de achar culpados ou ao menos de pedir dispensa de tais jogadores, apenas são pontos nos mesmos que me chamam a atenção) Bruno Henrique: totalmente apático esse ano e em 2017, as vezes me dá a impressão de estar aquém fisicamente dos outros jogadores, para ele conseguir mudar de direção ou conseguir girar parece fazer um esforço descomunal, além de estar totalmente sem explosão. Tenho a impressão de que essa é a forma normal do BH, desde os tempos de Corinthians era um jogador que já nutria uma certa antipatia minha. Não por ser folgado como muitos exemplos que vemos na equipe corintiana nesses anos, mas por ser um jogador totalmente sem sangue, sem fibra, que vivia de dar seus chutes que terminavam acertando a arquibancada (a própria torcida do Corinthians reclamava disso) fundamento este que melhorou bastante a partir de 2018. Minha impressão é essa, que teve um ano fora da curva em 2018 e sua forma normal é representada por esse ano de 2019 e 2017. Raphael Veiga: meia que chegou com certa expectativa vindo do Coritiba, sendo elogiado pelo próprio Alex. Palmeirense de coração, já tendo sido encontradas fotos do mesmo com camisa do Palmeiras no antigo Palestra quando mais jovem. Porém o que me chama atenção é a total falta de criatividade e apatia também apresentada, não consigo encontrar nenhum atributo realmente bom nesse jogador. Já teve certa sequência, porém me parece que não consegue fluir seu jogo, talvez uma mudança de posição pudesse ajudá-lo, talvez como um 3° homem de meio campo ou 2° volante pudesse executar um futebol menos burocrático. Deixem aí a opinião de vcs, peço que se resumam apenas a esses dois jogadores para não desvirtuarem o tópico.
  10. Isso porque ele ficou 2018 fazendo fortalecimento muscular e ganhou 10kg segundo notícias: https://www.terra.com.br/esportes/futebol/gustavo-scarpa-diz-ter-ganho-10-kg-de-massa-muscular-no-palmeiras,01d406879f45a1af51d723ea6573b19bt3pn6t9q.html
  11. Me parece que se viciou num tipo de jogada (cortar pro meio e chutar, ou cruzar) e isso limita muito o futebol dele. Tô tomando raiva
  12. BH melhor que Casemiro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Irmão, maluco foi um dos melhores, senão o melhor 1° volante do mundo por várias temporadas, sendo que até hoje deve estar entre o top5 (levando em conta que a fase dele hoje não é das melhores que ja teve) e vc acha mesmo que BH foi superior? caso sim, recomendo que comece a acompanhar outro esporte
  13. Jogar o Scarpa pra ponta direita é limitar mais ainda o burocrático futebol dele, visto que a perna direita dele n serve nem pra andar, a única jogada dele se torna cortar pro meio e bater no gol. Esse tipo de jogada só funciona sendo repetida tantas vezes se for com um jogador liso, cheio dos dribles. O que não é o caso do Scarpa
  14. Amigo, de Guardiola pra Sampaoli tem uma diferença MUUUUUITO grande em nível de dificuldade pra trazer, trazer o Guardiola seria comparável a vinda do Romário em 95 pro Flamengo quando era melhor do mundo. E outra, o Guardiola jamais disse que queria treinar algum time do Brasil, ele apenas disse que sonha em treinar a seleção, mas jamais disse nada relacionado aos times
  15. Eduardo Coudet é meu sonho tem tempo, treina o Racing atualmente. Era o treinador daquele excelente time do Rosario Central naquela liberta de 2016 em que nós o enfrentamos
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.