IPB

Bem-vindo, visitante ( Entrar | Registrar )

Perfil
Foto do membro
Avaliação
 
Opções
Opções
Quem sou eu
Palmeirense.
Informações pessoais
Rodrigo VE
Categoria Estrela
32 anos
Masculino
São Paulo, SP
Nascido em: Abril-21-1985
Interesses
Sem informação
Estatísticas
Cadastrado em: 7-January 13
Visualizações: 4,381*
Última atividade: Hoje, 04:23 PM
Horário local: Jun 23 2017, 12:42 AM
3,658 posts (2 posts por dia)
Contatos
AIM rodrigo.arciere@gmail.com
Yahoo ro_digaolopes@hotmail.com
ICQ Sem informação
MSN Sem informação
Contact Privado
* As visualizações do perfil são atualizadas de hora em hora

Rodrigo VE

Membros

*****


Tópicos
Posts
Comentários
Amigos
Meu Conteúdo
15 May 2017
Brincando um pouco de Cuca... como pensar em escalar o time? Repetindo a escalação? Colocando o titular na quarta e reserva no sábado para poder treinar? Como vocês pensam e como acham que o Cuca vai fazer?

No jogo contra o Inter, eu iria com o time que eu acho que deve jogar contra o Tucaman: Prass; Jean, Myna, ED e MB; TS, Tchê² e Guerra; Willian, Dudu e Borja.

Contra a Chape eu iria de time reserva, pensando em descansar jogadores para poder treinar: Prass; Fabiano, Antonio Carlos, Juninho (se tiver condição de jogo) / Myna, Zé Roberto; Felipe Mello, Tchê²; Raphael Veiga; Roger Guedes, Keno e Willian. No segundo tempo, se o time estiver bem e vencendo, Hyoran no Lugar do Willian, Jean já na virada pelo Tchê².

Contra o Tucaman, o mesmo time que jogou contra o Vasco e Inter.

Acho que o Cuca não vai fazer o que coloquei aqui e vai jogar com o mesmo time contra o Inter e contra a Chape, vai poupar os jogadores mais cansados. Contra o Tucaman deve vir com força máxima.

Opinem e debatam..
16 Mar 2017
Contra as purpurinas eu gostaria de visto o time reserva, entretanto, acho que o EB estreou no clássico. Ganhou, achou um sistema de jogo e agora pode dar continuidade na temporada.

Já contra as sardinhas, não sei ao certo, mas pouparia a grande maioria dos jogadores.

------------F. Prass------------
Fabiano--Mina--ACarlos--Egidio
--------TSantos---TT-----------
RG--------Guerra---------Keno
------------Borja---------------

Optaria pelo Guerra, pois após o clássico, isso se tiver disponivel para jogo, ficará ausente por conta da sua seleção. Oportunidade para o Raphael Veiga atuar. Arouca, no lugar do Tchê Tchê para ganhar ritmo de jogo. Willian tbm jogaria.

Lembrando que temos uma sequencia de jogos grande no Paulistão, um jogo em cima do outro (totalmente desnecessário)
6 Mar 2017
Galera,

O nosso técnico tem o seu esquema próprio, mas já pensando nos próximos jogos eu escalaria o Palmeiras fora de casa em um 4-2-3-1 contra o TUCAMAn, podendo variar para o sistema de jogo que o Técnico tanto gosta: 4-1-4-1. Teriamos jogador de passe longo, passe curto, chute de fora da area, velocidade, dribles e finalizações letais.

Fernando Prass, Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo, Zé Roberto; Thiago Santos, Felipe Mello, Guerra, Michael Bastos, Dudu; Borja

Contra os bambis, não temos o Felipe Mello. Como jogamos no domingo e já na quarta, penso que o ideal seria dar um descanso para alguns jogadores e fazer outros ganharem ritmo de jogo. Contra os bambis eu iria de

Jailson, Fabiano (Jean), Mina, Antonio Carlos, Egidio; Thiago Santos, Tchê Tchê, Raphael Veiga. Roger Guedes, Keno e Willian.

No 4-3-3 podendo variar para o 4-2-3-1.

O que acham? Opinem.

Independente do que o técnico vai fazer...
16 Jan 2017
Muito se fala que o AM gasta aos tubos, enfim uma matéria que trás a informação na sua essência. Eu como palmeirense não quero ninguém "lambendo" o MAIOR CAMPEÃO NACIONAL, mas por um mundo com mais matérias com conteúdos do que achismo.

O Palmeiras contratou 25 reforços para 2015, fechou com mais 14 jogadores ao longo de 2016 e até o momento já tem oito novidades para 2017. Isso significa que o clube anunciou 47 reforços desde que fechou com o diretor Alexandre Mattos. Mas engana-se quem pensa que a atual gestão do futebol alviverde vive apenas de chegadas. No mesmo período, foram 64 saídas de atletas do elenco profissional - contam apenas os atletas que estavam integrados ao grupo.

O número é bastante elevado por causa da imensa reformulação realizada após a péssima temporada de 2014, quando o time brigou contra o rebaixamento até a última rodada do Brasileirão. Entre o fim de 2014 e o meio de 2015, 36 atletas que participaram daquela campanha se despediram, alguns em definitivo (como Valdivia) e outros emprestados (caso do zagueiro Thiago Martins, que voltou e hoje faz parte do elenco). Alan Patrick, Ryder e Leandro Pereira, que foram contratados para aquela temporada, também saíram após o primeiro semestre.

Outros nove reforços não ficaram para 2016: o goleiro Aranha, os zagueiros Jackson e Victor Ramos, o lateral-esquerdo João Paulo, os volantes Amaral e Andrei Girotto e o atacante Kelvin nem iniciaram a temporada. Meses depois, o zagueiro Leandro Almeida e o meia Fellype Gabriel, que tiveram desempenho decepcionante, também se despediram.

O lateral-esquerdo Victor Luis, que havia retornado de empréstimo, disputou um jogo do Paulistão e foi liberado novamente no meio da temporada passada. O zagueiro Nathan e o lateral-direito Taylor, jovens promovidos da base que estavam sem espaço, foram emprestados, assim como os atacantes Mouche e Luan. Cristaldo foi vendido, enquanto Lucas e Robinho acabaram envolvidos em troca com o Cruzeiro, por empréstimo.

Para 2017, o número de despedidas também é alto. Foram dez até o momento: o goleiro Vagner, o lateral-direito João Pedro, o volante Matheus Sales e o meia Allione foram emprestados. O volante Gabriel, o lateral-esquerdo Fabrício, o zagueiro Roger Carvalho, o meia Cleiton Xavier e os atacantes Leandro Pereira e Gabriel Jesus não retornam mais.
Isso sem contar os atletas que nem chegaram a integrar o elenco profissional e são constantemente emprestados a outros clubes. O grupo de atletas cedidos a outros clubes tem custado cada vez menos aos cofres palmeirenses.

- Quando cheguei em 2015, o Palmeiras tinha 55 jogadores que estavam emprestados e não iriam voltar, porque se não estavam naquele momento de 2014 não poderiam estar em 2015. Eram mais ou menos R$ 3,8 milhões (gasto mensal com salários). Em 2015, conseguimos fazer virar R$ 1,9 milhão, os outros clubes pagavam o resto. No ano passado diminuiu para R$ 900 mil, R$ 850 mil... A gente vem diminuindo. Em que pese a quantidade de jogadores contratados, o Palmeiras vem diminuindo o inchaço que tinha aqui dentro - disse Alexandre Mattos, em entrevista à ESPN Brasil.


Fonte: UOL
27 Oct 2016
É cedo para falar, até porque estou falando sem ter certezas e fazer uma pesquisa mais a fundo. Mas ao que me parece, o time este ano tem sofrido menos com as lesões. A não ser os mesmos jogadores que por vez ou outra são poupados, desde a lesão muscular do Mina, não me lembro de uma lesão grave. Lembrando que estou falando de lesões musculares, o caso do Prass por exemplo é algo que não tem como você estudar e prevenir.
E creio que estamos praticamente com os mesmos números de jogos.

É uma impressão minha ou é um fato?
Últimos visitantes


20 Jun 2017 - 11:02


8 Mar 2017 - 10:05


6 Mar 2017 - 18:09


9 Dec 2016 - 10:13


19 Nov 2016 - 1:31


13 Nov 2015 - 10:44


13 Nov 2015 - 9:57
Visitante


19 Oct 2015 - 16:22
Visitante


29 Sep 2015 - 9:46


26 Aug 2015 - 15:13

Comentários
Outros usuários não deixaram comentários para Rodrigo VE.

Amigos

410 posts
11th April 2016 - 04:04 PM

1390 posts
Hoje, 10:30 PM
Ver todos os amigos
 
Versão Simples Horário: 22nd June 2017 - 10:42 PM
Fórum Palmeiras Todo Dia - Design by: IPB Skin & Free Proxy