Cascavel

Membro
  • Total de itens

    218
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Cascavel

  • Rank
    Categoria Profissional
  1. Teremos uma sequência de 7 jogos complicados. Se superarmos essa sequência mantendo um ponto de diferença para o líder já está bom, pq os 5 últimos jogos temos condições e obrigação de pontuar muito bem para ser campeão.
  2. Já foi muito aclamado aqui no PTD!
  3. Weverton, M. Rocha, Luan, GG, Diogo, Felipe Melo, BH, Jean, Lucas Lima, Hyoran e Deyverson.
  4. até

    Acho que o Bruno Henrique deve jogar no lugar do Felipe Melo. Deve ter descansado ontem e joga hoje. Jogo importantíssimo para nos mantermos vivos no Brasileirão. Único resultado que interessa é a vitória. O Atlético deve vir todo fechado e teremos que ter bastante paciência para furar essa retranca. Se não virar o primeiro tempo na frente tem que colocar o Lucas Lima no intervalo, retirando um dos volantes e recuando o Moisés.
  5. Até hoje eu não entendo, ou melhor, desconfio do cálculo das rendas dos jogos do Palmeiras. Eu acho que para chegar aos valores que divulgam precisariam contabilizar os ingressos do setor norte como sendo todos pagos, mesmo que tenham sido obtidos sem custos pelos sócios Avanti. Alguma vez esse tema já foi levantado e explicado pelo clube?
  6. até

    Tá chovendo há alguns dias em Chapecó e a previsão é de continuar até amanhã. Então devemos ter jogo com chuva e campo encharcado. Se fizer o primeiro gol ganha. Pra continuar com esperanças no Brasileirão tem q obrigatoriamente trazer 3 pontos. Palpite: 0x1 Deyverson
  7. Eu gostaria que deixassem o Weverton somente para os jogos dos mata-matas e o Prass ou o Jailson entrando no Brasileirão. Hoje gostaria de ver o Prass jogando.
  8. O Felipão tá colocando o Jean para fazer exatamente a mesma função do Ramiro no time do Grêmio. E essa foi uma das mudanças do Renato Gaúcho qdo assumiu no lugar do Roger. Eu não gosto, pois deixa o jogo muito truncado e com menos poder ofensivo, porém tenho q concordar q ajuda e muito para sofrermos menos gols deixando o time mais seguro e competitivo. Mas para dar certo os jogadores de frente que ganham mais liberdade precisam estar em boa fase e ter um altíssima eficiência. Caso contrário o jogo tende a ficar empatado. Como diria o bruxo Ronaldinho Gaúcho, tem q dar uma azeitada!!! Kkkkkkkkk Com o ataque azeitado, dando liga e veloz, podemos nos animar.
  9. Não sou defensor da Leila, mas o que ela fez foi ser sincera, apenas isso. Ela falou que fará o que qualquer um faria. O caras ficam atacando e ofendendo ela e a empresa dela o tempo todo e depois querem que ela continue colocando o dinheiro para eles administrarem sabe lá como? Eu não colocaria o meu dinheiro no clube se quem assumisse fosse meu inimigo! Quem aqui daria 100 milhões para a oposição? Esse é o mundo real! Agora se preferem que ela seja hipócrita e fale ao contrário aí eu não consigo entender. Imaginem Mustaphá, Tirone ou outro dessa laia com esse dinheiro em mãos, ia ser cada comissãozinha linda para os "empresários". Os governantes são o reflexo do povo!
  10. Esperança verde que renasce! Vou tirar a barba e deixar só o bigode em homenagem kkkkkkkk
  11. Concordo com vocês!
  12. Gostaria de que fosse o Osório! Ele já tem um pouco de conhecimento do futebol brasileiro.
  13. Senhores, essa questão da dívida é complexa e somente quem é da área pode afirmar com propriedade. Vejo que muitos falam, sem conhecimento de causa, que a Crefisa estava tentando burlar o fisco, mas, ao meu ver, esta não é a realidade. Essas questões de impostos possuem inúmeras interpretações e todos sabemos que todas as empresas, sem exceção, buscam pagar o mínimo possível ao governo. Pelo o que entendi, a Crefisa lançava estes valores como "gastos" e portanto, não estava sujeito ao recolhimento de impostos. Porém, na interpretação da Receita, estes valores não poderiam ser contabilizados com gastos e sim como doação. Como o imposto sobre doação é elevadíssimo, a saída, para adaptar-se a interpretação da Receita, foi realizar um empréstimo ao menor valor possível e com o maior prazo possível, ou seja, condicionado a venda dos jogadores. Isso acontece todo dia na área empresarial, a interpretação do que é "gasto" em uma empresa é muito subjetivo e a Receita sempre entende de forma contrária, buscando arrecadar cada vez mais. Vou dar um exemplo que conheço: Uma empresa recapadora de pneus compra "borracha" para prestar o seu serviço, ou seja recapar pneus. A empresa entende que essa borracha é insumo da sua fabricação e paga os impostos com este entendimento, porém, em alguns Estados, a Receita Estadual, entende que a "borracha" não é insumo, assim, a recapadora seria consumidora final, tendo que pagar os impostos de uma outra forma. A recapadora está tentando burlar o Fisco ou está fazendo uma interpretação da forma que melhor lhe aproveita na elevadíssima carga tributária brasileira? O mesmo acontece com o caso Crefisa, ela não é o bicho papão, apenas busca minorar o pagamento de impostos dentro de infinidades de interpretações existentes em nossa legislação. O Palmeiras arrecadou praticamente este valor nas vendas desse meio do ano, com reservas, emprestados e apenas um titular. Não terá qualquer dificuldade em pagar os valores devidos à Crefisa, no prazo de 02 anos, após a venda dos jogadores. O cenário de antes era excelentíssimo, pois estávamos recebendo "doações" de dinheiro. Agora o cenário é bom, pois compramos jogadores em condições excelentes de "empréstimo". O problema é analisar a situação com radicalismo, colocando tudo o que não for excelente como sendo uma m. Nem tanto ao céu, nem tanto a terra. A situação continua boa e controlada. Se o Roger tivesse acertado o time, a diretoria não estaria sendo criticada por este assunto.
  14. Acabei de verificar o processo e o Fluminense já recorreu da decisão da liminar no HC. Este recurso será julgado pelo próprio TST. Porém não tem data e pode ser que demore meses para ser analisado. Além disso, o TST é muito conservador com relação aos direitos dos trabalhadores e não acredito que o Fluminense terá êxito em seu recurso. O Fluminense vai espernear até o final, por muitos anos provavelmente, mas com essa liminar e a prevenção do ministro do TST, o Scarpa ficou em situação muito confortável. Se fosse truco ele estaria de pé na segunda rodada com zap e um três kkkkkk
  15. Essa decisão é muito, muito difícil de ser derrubada. Muito provavelmente o Scarpa poderá permanecer jogando onde quiser até o final do processo, quando então será decidida a questão econômica. E com relação a questão econômica, essa decisão do Ministro do TST da um bom norte de como será decidido, ou seja, a favor do Scarpa. Porém a decisão final deve sair quando o Scarpa estiver indo pro final da carreira hehe