Nelson Verdão

User
  • Content count

    258
  • Joined

  • Last visited

About Nelson Verdão

  • Rank
    Sub-10

Recent Profile Visitors

289 profile views
  1. Apesar desse imbróglio, nunca tanta coisa conspirou favoravelmente ao Palmeiras. Sócio torcedor bem. Renda do estádio ok. Patrocínio excelente, que dificilmente abandonará o clube, caso fique sem visibilidade na mídia. Então, cabe a nós torcedores nos unirmos e apoiá-los até o fim, mesmo com o prejuízo de não ver todos os jogos. Se abrirem as pernas agora por qualquer migalha, viraremos um Vasco em pouco tempo. (lembro do Eurico batendo de frente com esses malditos). Saiamos da zona de conforto, o que está em jogo é muito mais que a transmissão de um campeonato.
  2. Se a rgt fizer uma novela com essa renovação vai dar mais audiência e capítulos que essas porcarias que ela passa.
  3. Sou daqui também. Melhor esperar, senão depois vira aquela confusão de pacotes e preços.
  4. Tem que ser. Se fosse pra fazer todo esse esperneio e ceder por qualquer migalha seria uma burrice sem tamanho.
  5. Diferença de 22 milhões é melhor que 200, considerando que atropelamos eles e assinamos com o EI.
  6. Eles e a maioria da imprensa sempre confiam nos contratos governamentais para bancarem suas empresas. Ou patrocinam ou falamos mal e te derrubamos (exatamente o que acontece com o Palmeiras, sempre um palhaço fazendo comentário jocoso a nosso respeito, mesmo sendo o maior campeão do Brasil). Aqui quando um determinado governador assumiu, no outro dia alguns jornais fecharam. É o dinheiro fácil, mas com as mídias sociais em alta, ninguém mais que tenha o mínimo de inteligência aceita comentários a respeito da notícia, impondo ao telespectador o que ele deve aceitar como verdade. Por essas e outras alguns grandes nomes já vazaram, tipo Alexandre Garcia, pois a mídia independente tem mais credibilidade. Notícia hoje só vejo na BandNews, que apresenta os fatos, sem comentaristas ou especiólogos. Notícia esportiva cada vez menos consigo assistir. Twitter salva as notícias e sites como este o que me interessa sobre esporte.
  7. Quero que esses malditos sangrem. Na verdade me importo mais com o resultado. Saberemos quando começarem a reduzir outros programas, assim como está acontecendo agora que a teta estatal secou. Vamos ver de onde vão tirar 177 bilhões. Novelas podres, programas de auditório ridículos, jornalismo tendencioso, sessão da tarde rerererepetida? Taí uma empresa que não sentirei pena quando falir completamente.
  8. Uma coisa é certa, duvido que haja tantos assinantes assim de gambá ou urubu, pois a maioria dos jogos deles passam na TV aberta para todo o Brasil. No DF e PR quase nunca passa o Palmeiras. Nesse sentido, acho que a pancada será grande. Só aguardando o início do campeonato, pois só de PPV são 109 reais por mês.
  9. [Conteúdo Moderado] Admito que vou ficar feliz no dia que essa maldita rgt falir. Ruim dizer isso, mas é o que eu sinto. Discorde dela e ela tentará acabar contigo, utilizando todas as formas nefastas de mentira e engano.
  10. Povo só vai contra a imprensa quando o assunto vai contra a religião, o partido ou o time dele. Se estiver falando do outro, acredita sem pestanejar.
  11. Quanto aos mata-matas, este ano não faltará oportunidade para esse time se redimir. Aguardemos...
  12. Casquinha, chutão, lateral faz parte da estratégia, só não pode ser A ESTRATÉGIA.
  13. Ontem consegui ver claramente que nosso problema é o box-to-box (área à área). Quando estão postados na defesa ok, quando a bola está no ataque ok. O problema é essa transição, seja atacando ou defendendo. Não dá pra zagueiro continuar fazendo a função de meia, nem virar aquela bagunça na defesa quando o ataque perde uma bola.
  14. É um excelente jogador e espero que volte a jogar novamente. Não dá pra ter estrelinha na atual conjuntura, todos têm que dar o sangue. Amanhã poderemos avaliar de fato, espero que tenha sido apenas no paulistinha.
  15. Na boa, sem querer polemizar, parece que o Dudu ficou com ciúmes da recepção ao Scarpa e Goulart. Basta ver nas comemorações.