Berg

Membro
  • Total de itens

    1.520
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Berg

  • Rank
    Categoria Estrela

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Profile Information

  • Gênero
    Male
  • Localização
    São Paulo

Últimos Visitantes

1.399 visualizações
  1. Quem jogava assim era o Felipe, ex-Gambá. Toda defesa era um ato cinematográfico. Acho que o Vanderlei é um excelente goleiro. Na minha opinião, o melhor em atividade do Brasil. Não tem a mesma hype do Cássio ante a mídia, mas joga muito bem.
  2. Esse Vuaden é mau caráter mesmo. Não é porque ele é ruim. É da índole dele mesmo.
  3. Essa entrevista beira o absurdo e o amadorismo. É um jogador extremamente polêmico que volta ao time sob um pretexto muito mais jurídico do que tático, e dá uma entrevista dessa. Teria que ser algo extremamente PRAGMÁTICO. Totalmente direto pra EVITAR que várias interpretações tomem as pautas dos programas esportivos. Obviamente que, com essas respostas ambíguas, a imprensa vai se deleitar nessa possível continuação da briga Cuca x Felipe Melo. O Palmeiras não tem assessoria de imprensa pra orientar a entrevista do jogador? O próprio jogador não teve uma REUNIÃO com o presidente do clube ANTES da entrevista!? E faço um adendo de o quanto o presidente é realmente uma pessoa sem moral alguma. Um verdadeiro 'banana'. Tudo leva a crer que há muita intenção escusa por trás dessa volta do Felipe Melo. Os tempos de turbulência definitivamente voltaram...
  4. Concordo com você, o time não é constante de uma forma simples e direta que exige um campeonato como o Brasileiro. Mas o tópico é a respeito da avaliação do Cuca no jogo de ontem. Que, na minha opinião, foi bem, como citei anteriormente. Acredite, também estou extremamente ressabiado com o próximo jogo, justamente pela inconstância apresentada pelo time nesse ano. Já disse e não tem o porquê de não repetir: o trabalho do Cuca neste 17 merece ser criticado sim.
  5. Não vi só o resultado do placar e, consequentemente, estou parabenizando o técnico. De forma alguma. Acredito que alguns fatores - com influencia direta do técnico - foram importantes pra conseguir a vitória, ontem. Primeiramente, a mudança tática do time - sair daquela péssima teimosia do 4-3-3. Em termos ofensivos, achei interessante a volância com Bruno Henrique e Tchê Tchê, ambos com liberdade. Talvez seja por isso que, até então, foi o melhor jogo do Tchê Tchê neste campeonato brasileiro (muito aquém do futebol apresentado no ano anterior, mas em relação aos jogos desse ano, foi um avanço e tanto!). Isso além do fato de colocar o Keno aberto justamente pra explorar as costas dos laterais que avançavam muito (nota-se que no lance do gol do Keno, quando o Deyverson pega a bola, é marcado pelo Jucilei. Buffarini nem na jogada está pois os laterais do SP tem total liberdade tática de avançarem nas jogadas, principalmente nos contragolpes) E isso é a leitura do jogo vigente, papel do.... técnico! Tudo que citei não anula de forma alguma a falta de compactação, a atuação patética do Jean e Dracena, Luan e Bastos perdidos defensivamente... Isso é um problema mais que crônico que tem que ser apontado e criticado sim. Mas na somatória de todos os fatores, medíocre - como você rotulou a atuação do técnico no seu primeiro post neste tópico - é um adjetivo que absolutamente não retrata de forma fiel a atuação do técnico de ontem. Na minha opinião, atuação do Cuca foi boa, porém somente. O que é um avanço se formos comparar as atuações lamentáveis (ou, talvez, medíocres) dos últimos jogos.
  6. Pra mim, Felipe Melo, Thiago Santos e Bruno Henrique, cada um tem uma característica diferente. Pode ser reaproveitado sim, mas essa decisão cabe a diretoria e, principalmente, ao Cuca. Continuo achando que tal reintegração tem mais motivos jurídicos do que tático.
  7. Essa nossa zaga é um absurdo. Jean e Dracena totalmente irreconhecíveis (há tempos). Luan parece que não tem fundamento algum! E Michel Bastos... realmente gostaria de entender como ele foi convocado pra seleção brasileira jogando de lateral. Tem que arrumar urgentemente isso!
  8. Desculpa, mas chamar de MEDÍOCRE depois de GANHAR um clássico, ter duas alterações fazendo gols decisivos no jogo... é sacanagem. Sou crítico ferrenho ao Cuca e sua teimosia, mas HOJE a atuação do técnico foi diferente das demais, e medíocre é uma palavra que não faz sentido algum.
  9. Tem um intuito muito mais jurídico do que tático.
  10. Exato! Mas em relação ao lance, foi muito mais genialidade do Berrio que falha do Victor Luiz. Não vejo ele como mau lateral. Mediano, apenas. Traria sim, mas não seria o único.
  11. Tem MUITO conselheiro com o rabo preso com o Mustafá. Daí que vem toda força política dele. Quando o Nobre se candidatou à presidência, teve que se aliar com ele pra pedir a benção do ex-presidente. Tenha certeza de que a escolha do Galliote, sem o perfil necessário pra presidência de um clube de futebol, passou pela avaliação do Mustafá, com óbvias intenções.
  12. Discordo. O time de 2016, além de sorte, tinha muita compactação e entrosamento. Essa era a marca daquele time que se sagrou campeão no final da temporada. Atacava muito rápido em bloco - as vezes com até 6 jogadores na área adversária em contra-golpe! - e se defendia muito bem. Contávamos com excelente futebol do Tche Tche (e com entrosamento deste com os demais jogadores do time), do Jean, do Prass, do Dudu, do Guedes, do Zé Roberto e até do Dracena quando requisitado. Nesse ano falta sorte sim, mas isso é detalhe mínimo ante os inúmeros problemas - táticos, técnicos e extra-campo - que culminaram nesse fracasso da temporada 4 meses antes da mesma acabar.
  13. Sendo bem sucinto, a minha opinião é a seguinte: o elenco montado para 2017 não deu liga. Não encaixou. Isso se soma a coisas secundárias, agravando mais ainda o problema, como a queda brusca de rendimento de TODOS os campeões brasileiros de 16 (exceto, talvez, o Jaílson), afastamento da maior contratação da temporada, lesão de jogador importante, planejamento falho, dificuldade do técnico em definir um padrão tático...
  14. Minha opinião é que, apesar do péssimo trabalho do Cuca, o elenco montado pra 17 não encaixou. Não sei se a medida imediata correta seria a demissão do Cuca. Cuca é muito bom pra montar elenco. Talvez deixar ele justamente pra um planejamento adequado de 2018 é uma boa. Em contrapartida, deixá-lo com esse péssimo trabalho, pode colocar em risco a classificação pra Libertadores do ano que vem...