MagooBH

Membro
  • Total de itens

    50
  • Registro em

  • Última visita

Sobre MagooBH

  • Rank
    Categoria Junior
  • Data de Nascimento 28-04-1983

Profile Information

  • Gênero
    Masculino
  • Localização
    Belo Horizonte - MG

Últimos Visitantes

427 visualizações
  1. Não, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, já diria o sábio. hehehe A TV fechada (canais por assinatura) está completamente composta e tem times com contrato com a RGT e times com contrato com a Turner (dona da TNT e Space). Para a TV fechada, grandes chances das empresas entrarem em acordo e apresentarem jogos entre contratados de uma e de outra. O que está sendo negociado é TV Aberta (Canal RGT) e Pay-Per-View (Premiere). Neste caso, todos os times da série A fecharam com a RGT menos Palmeiras e Athlético. Se continuar desta forma, e a lei não for alterada para concentrar o direito de imagem apenas para o mandante, ou não teremos nenhum jogo transmitido em TV aberta ou venderemos o direito de imagem de cada jogo isoladamente para a RGT (que já detém os direitos dos outros clubes). Situação interessante seria justamente no jogo entre Palmeiras e Athlético. Poderia ser vendido esse jogo especificamente para qualquer canal de TV aberta, via de regra. Não sei se streaming (Facebook, DAZN, EI Plus, etc) entram na jogada.
  2. Não esqueçam que tem mais gente querendo derrubar o monopólio da RGT e querendo beliscar nesse bolo aí. A Turner já beliscou um pedaço da TV fechada. a DAZN tá vindo também pra incomodar, fizeram acordo com a REDE TV para a Sulamericana e Italiano na TV aberta. De clubes, realmente só tem o Athlético metendo as caras com a gente mas fora os clubes, tem mais gente querendo entrar na briga. Acho que pode render coisa boa. Pelo menos mudar a lei que privilegia a RGT.
  3. Devido à tantas dúvidas sobre os direitos de transmissão dos jogos do Palestra e quem detém, achei válido fazer esse guia por tópicos bem resumido abaixo: Paulista: Direito de transmissão é da FPF vendido à RGT tanto TV aberta, fechada (canais por assinatura) e PPV. A divisão é feita aos clubes pela FPF. Copa do Brasil: Idem ao Paulista mas pela CBF. Brasileiro: Negociado por cada clube individualmente. O Palmeiras tem acerto para a TV fechada (canais por assinatura) com o grupo Turner (Esporte Interativo) até 2021. Com a extinção dos canais Esporte Interativo, os jogos serão transmitidos nos outros canais genéricos do grupo (TNT e Space). Para TV aberta e PPV ainda não tem definição e está negociando em pacote com a RGT. Nesse caso, a RGT também inclui utilização da imagem no Cartola. Libertadores: Negociado pela Conmebol. Atualmente com a Fox Sports que revende às outras emissoras o direito de transmitir alguns jogos. Em resumo, o que está em aberto e sendo negociado é a transmissão em TV Aberta, Pay-per-view e uso da imagem em plataformas online (como Cartola). Se cometi algum equívoco, me avisem que corrijo.
  4. Sem esquecer do Cartola. Por mais que o impacto seja menor que o PPV, ele existe.
  5. Vejo a dimensão do tamanho do Dudu quando pergunto para meus filhos de 4 e 2 (sim, 2 anos!) quais os jogadores do Palmeiras. Advinha qual é o primeiro nome (e por vezes o único) que lembram? Quando ficam batendo bola e fazem gol, advinha de quem é o gol sempre? O cara é marcante demais. Já fez muito com a camisa do Palmeiras e espero que nos leve a uma Liberta ano que vem.
  6. Tenho uma visão um pouco diferente desses criticados: Antônio Carlos e Moisés. Creio que estão tentando colocar em jogos "mais fáceis" para mostrar qualidade, que são importantes para o elenco, para negociar ao fim da temporada. Lembre que hoje dificilmente jogador sai pela porta dos fundos do Palmeiras. É desmerecer um ativo e jogar dinheiro fora. Aparentemente, estão adotando o mesmo tipo de estratégia dos times europeus que mantém o cara já preparando para uma oferta sem queimar o afastar. Espero estar certo. Sobre o Dracena, creio que aposenta, no máximo fica na comissão para ajudar a passar experiência aos zagueiros mais novos.
  7. Essa semifinal com o Boca tá me lembrando tanto uma final de Copa do Brasil lá nos idos de 2015....
  8. Não posso obviamente falar por todos mas posso falar pelo que eu escrevi. Veja apenas como uma piada puxando apenas o fato de que faça chuva, faça sol, tanto Jean quanto Massaraújo estão lá na escalação. Falando especificamente do jogador que está no elenco, não há que se comparar com o eterno gente boa tratando-se de talento e capacidade. Minha visão é que o Felipão enxerga que ele pode entregar algo, mas não agora. Como ele voltou de um bom tempo parado, está colocando ele insistentemente para pegar ritmo e adaptar a nova função. De qualquer forma, não é possível deixar de lado que as atuações dele tem sido sofríveis. Errando quase tudo que tem tentado. Porém já vimos ele jogar MUITO mais bola que isso, não apenas no Palmeiras. Bom também diferenciar a corneta pela corneta e a crítica embasada. E ainda estas duas de apoio ao time.
  9. Jean is the new Massaraújo.
  10. Bora mudar esse discurso de "time titular" e "time reserva". Titulares são os que vão pro jogo. Nós podemos nos dar ao luxo de praticamente ter 1 time jogando Brasileiro e 1 time jogando as Copas e ambos terem nomes que seriam destaque em todos os outros times de todas as competições. Bem no estilo dos grandes times da Europa. Pra quem tem intenção de disputar até o final as 3 competições e tentar beliscar 1 ou 2, pelo menos, é imprescindível. Os jogadores que não jogaram hoje provavelmente jogarão domingo, da forma que foi feito contra o América-MG. Acredito até que deva estrear um dos zagueiros novos (Nico Freire ou Gustavo Gómez). Se tem uma coisa que o Felipão sabe fazer é utilizar o elenco. Os mais velhos vão lembrar das escalações alternadas lá na primeira passagem do bigode por aqui. Quem tiver interesse (e tempo), procurem as escalações de vários jogos seguidos com datas próximas naquela época. Digo isso dos termos "titular" e "reserva" pois o segundo é utilizado muito pejorativamente no nosso querido Brasil. Como se quem é "reserva" é ruim e não merece jogar.
  11. No caso do Mattos, ele faz toda a costura e negociação, mas quem assina pra liberar o dinheiro é o Galliote, certamente. Não é uma defesa do Mattos exclusivamente porque não dá para saber se ele tá ou não movimentando, mas deve ser avaliada a postura da dupla AM e MG. Eu acho que essa insistência do MG entregar o Palmeiras sem dívida ao fim do mandato tá causando isso, mas é apenas chute.
  12. Fique pasmo de ver o time sentando em cima de um 1x0 e tirar o pé! Tá se poupando para quê? Para aproveitar melhor os 10 dias de férias?
  13. O time não foi lá essas coisas e merece todo mundo um 5, na média. Exceção do Dudu e do Jaílson. Dudu -10000000 e Jaílson só 0 mesmo. Entendo e respeito quem ainda acredita no Dudu. Infelizmente eu sai deste grupo hoje. Espero que ele vá bem longe do Palmeiras.
  14. "Tem que manter isso aí, viu" (Temer, Michel) Falando sobre o Scarpa, não sou especialista em direito de nenhuma área. O mais perto que chego disso é que minha esposa é advogada. hehehe Maaaaaaaas lendo o que está sendo divulgado e algumas opiniões de especialistas ou não, me parece que a decisão não foi contra o pedido do mandado de segurança em si mas que não faz muito sentido expedir um mandado agora sendo que a decisão deve ser tomada em breve. Já botando uma pressão na juíza para agilizar a sentença. Creio que foi benéfico e não uma perda, na verdade. Dito isso da minha parca ignorância jurídica, obviamente.
  15. Faço das suas palavras, as minhas. E ainda acrescento alguns pontos: Nosso calendário insano não dá espaço para cursos, graduações, especializações, etc. Nem os clubes tem uma equipe que realmente podem contar para manter as coisas andando quando o treinador principal poderia fazer algo nessa linha. Usam técnico de escudo para muitas coisas Nossa cultura de imediatismo ocasiona a queima de etapas no desenvolvimento do profissional. Acho que um caso extremamente emblemático é o do Rogério Ceni. Queimou tudo que podia de etapas pra se meter em um clube de série A direto como técnico. Quase afundou uma possível carreira logo de cara. Além da cultura do imediatismo, brasileiro é extremamente resistente à mudanças. Aquela história do "eu sempre fiz assim e deu certo". Podia dar certo quando todas as variáveis estavam de um jeito porém o cenário muda e é preciso se readequar ao novo ambiente. Tomando mais um chavão como base: Dançar conforme a música.