RafaRangel

Membro
  • Total de itens

    826
  • Registro em

  • Última visita

Sobre RafaRangel

  • Rank
    Categoria Craque

Últimos Visitantes

2.002 visualizações
  1. Não sei o que é pior, a matéria sensacionalista, o vídeo de 15 segundos e que não mostra praticamente nada ou se é o torcedor entrando em polêmica por causa de um treino, chegando ao cúmulo de criticar o Borja e o Felipe Mello por um exagero da ESPN. Nada demais. Segue o jogo, ou melhor, segue o treino.
  2. Bruxo! Estou torcendo para vc errar e ele fazer 4 gols.
  3. até

    Borja é moda, deyverson é foda
  4. até

    Borja é moda, deyverson é foda.
  5. Só não concordo que ele tem deficiência na finalização. Ele está com problemas na hora de definir e acho que é uma fase, mas para atacante de lado de campo ele tem uma ótima média de gols, o que significa que a finalização não é uma deficiência definitiva
  6. Jogar bonito e jogar como time europeu? Tipo Premier ligue? Então seus olhos vão sangrar e eu vou dar risada. Maior frescura isso aí. Jogamos com nosso time reserva, com a estreia de um zagueiro sem ritmo de jogo e ainda assim não tomamos sustos. Criamos algumas oportunidades, o que antes era raro. Jogamos bem no geral. A galera que está criticando, na minha opinião, somente está pavimentando o caminho para tornar esse fórum um inferno quando acontecer alguma derrota, pois se na vitória do time reserva foi assim, imagina quando perdermos.
  7. Fez o pivô, teve raça e determinação, tá jogando mto. Guerreiro? Nem de graça
  8. Não ouço as cornetas soarem... 4 volante no final do jogo... Isso é vida!
  9. até

    O Palmeiras será punido com a não punição do FM
  10. Mais vale ceder ao lixo do sistema do que brigar pelo certo? Desculpa, mas não concordo, não concordo em hipótese nenhuma.
  11. Eu entendo e até jogaria assim. Mas o grande problema é treinar, foram pouquissimos dias de treino para mudar radicalmente o esquema tático. A Diretoria foi muito marcolina em esperar para demitir o Roger após a parada da Copa do Mundo.
  12. Entendo a preocupação. Mas qual é o ilícito que poderia prejudicar o Eduardo? Se for ela mesmo, entendo que poderia ser suscitado a suspeição da magistrada: Art. 145. Há suspeição do juiz: I - amigo íntimo ou inimigo de qualquer das partes ou de seus advogados; II - que receber presentes de pessoas que tiverem interesse na causa antes ou depois de iniciado o processo, que aconselhar alguma das partes acerca do objeto da causa ou que subministrar meios para atender às despesas do litígio; III - quando qualquer das partes for sua credora ou devedora, de seu cônjuge ou companheiro ou de parentes destes, em linha reta até o terceiro grau, inclusive; IV - interessado no julgamento do processo em favor de qualquer das partes.
  13. Vai ter que jogar alguém. O problema é que a lista de inscritos é muito restrita e o banco de reservas também. O regulamento não ajuda em nada.
  14. Pq? Quem apresentou o recurso foram os advogados do Scarpa e não do Palmeiras. Suscitar a decisão no TST foi uma estratégia dos advogados do Scarpa para "cortar caminho", mas, como era de se esperar, o TST entendeu, acertadamente, que houve supressão de instância. Logo, essa decisão do TST não afasta a possibilidade da apresentação de recurso ao TRT-Rj e depois novamente ao TST. Tudo normal. Não tem que fazer acordo nenhum, tem que ir até as últimas consequência e tocar o terror
  15. É o risco do processo, não existe processo ganho, há somente probabilidade de êxito. No caso do Scarpa, no qual o Palmeiras não é parte, em uma análise fria do direito envolvido, a classificação do êxito do jogador na demanda é seguramente provável (na escala decrescente de provável, possível e remoto), contudo, o imponderável as vezes acontece, como uma juíza que não entende, por algum motivo, como a jurisprudência majoritária. Mas isso acontece e está no script, temos o devido processo legal e duplo grau de jurisdição, justamente para tentar evitar tais situações ou reforma-las caso aconteça. Ademais, por óbvio, o prognóstico dos "entendedores" do fórum é com base em informações e alguns achismos e nunca com base nos documentos do processo que corre em segredo de justiça. Eu, com toda a sinceridade, arriscaria no negócio. O risco deve ser calculado.