Silva

Moderador
  • Total de itens

    10.054
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Silva

  • Rank
    Família, Liberdade, e Paz

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Profile Information

  • Gênero
    Masculino
  • Localização
    #UseAvatar

Últimos Visitantes

17.348 visualizações
  1. O que aconteceu? Parece que Dudu perdeu o pênalti da classificação na última quinta-feira...
  2. Foi por isso mesmo que perguntei, já que estou sem tempo para consultar em sites de veículos de comunicação e tal, mas ao menos no site do Palmeiras até o momento não há nada oficializado. Então para facilitar o fluxo da Página Principal, o tópico será trancado até que a informação seja oficializada, até lá, por favor discutam a negociação de Zé Rafael no tópico Falando de Palmeiras.
  3. Sinceramente Vini... A seleção brasileira é que precisa do Palmeiras, ela nunca foi campeão sem convocar atletas do clube. E não é à toa que os clubes e principalmente suas comissões técnicas que tiveram atletas convocados e se importam com objetivos esportivos na temporada, estão reclamando pra caramba da inconveniência de tais convocações num momento decisivo da temporada. Nenhum de nós dois temos uma métrica para definir o impacto que a seleção tem marca Palmeiras, mas se podemos especular, e é isso que estamos fazendo aqui, eu diria que o impacto é mínimo ou nulo. Sobre o Mercado, para o Palmeiras, se quiser manter times fortes por mais tempo, sem a concorrência dos clubes europeus principalmente, é até melhor que haja pouca exposição dos nossos atletas na seleção, claro, estou falando sob o prisma dos interesses do clube e não dos atletas e seus empresários. Sabemos também que o maior atrativo para uma marca se associar a um clube é o poder de engajamento de sua torcida, pois é isso que dar efetividade às ações de ativação realizadas pelos departamentos de marketing da empresa e do clube para promover a parceria publicitariamente. Como todo respeito ao clube paraense, qual clube seria mais atrativo para uma marca associasse num hipotético presente, o Remo com 3 atletas convocados, ou o Palmeiras com uma base de 17 milhões de consumidores? E por último, os fatores preponderantes para que o clube se torne interessante aos melhores atletas e seus empresários é salário, confiabilidade no mercado, estrutura e a capacidade para montar equipes que disputem títulos e os primeiros lugares nas tabelas de classificação, pois é isso que faz o atleta se destacar para as grandes transferências para mercados estrangeiros. Na dúvida, olhe para o Palmeiras, que mesmo com poucos atletas convocados para a seleção no período recente, conseguiu atrair os melhores jogadores, vencer disputas por contratações com outros grandes clubes brasileiros, firmar grandes parcerias de publicidade... e realizar grandes transferências para o mercado externo. Os olheiros dos melhores clubes do mundo não acompanham atletas pela tv em amistosos da seleção, eles vão aos jogos do clube. E as grandes empresas, analisam entre outras coisas a capacidade de mobilização de consumidores que aquele clube possui, a exposição nas mídias por competitividade etc. A seleção, se for mesmo um critério, deve ser de desempate. Mas de qualquer forma, o tópico é mesmo para discutir o Palmeiras, podemos estender essa discussão sobre o impacto positivo e negativo das convocações da seleção nos clubes, mas num tópico específico. Sinta-se a vontade para criá-lo na Arquibancada e expor de maneira mais extensiva suas posições e opiniões a respeito.
  4. Esqueçam Tite e a seleção. O tópico é para discutir o Palmeiras, e é ótimo que nenhum atleta do clube tenha sido convocado, iremos inteiros para as decisões que disputaremos. Não há vantagem nenhuma para o clube tais convocações, então vamos seguir em frente, e focar no objeto de discussão do tópico, que é a Sociedade Esportiva Palmeiras e seus interesses.
  5. E aí, já é oficial? Já tá tudo selado?
  6. Não é estranho, na verdade é bem típico. http://hojeemdia.com.br/esportes/palmeiras-pode-atingir-na-quinta-feira-marca-de-6-jogos-sem-sofrer-gols-1.647541
  7. Ainda bem, alguém que conhece a verdade. hahaha Musashi era um grande f%p, sem honra, trapaceiro. Ainda bem que o japa aí é Sasaki mesmo. rs
  8. Mas Neymar não era estrangeiro, falo em relação aos emigrantes. Brasileiros podem assinar seu primeiro contrato profissional com clubes brasileiros aos 16 anos de idade. Sobre a questão da bolsa de estudos, eu não realmente não tenho conhecimento profissional sobre quais procedimentos legais podem ser utilizados para contornar tais limitações impostas pela Fifa, pensei que bolsa de estudos fosse um desses procedimentos, mas como você diz que não é, acredito em você. Mas a questão dos empregos para os pais continuam sendo verdadeira, e ainda poder haver outras que não saibamos. E como você citou a Europa, com a base do Arsenal podendo contar com portugueses por causa da comunidade europeia, é um caminho que também podemos seguir por aqui, utilizando as leis especificas do Mercosul, e outros acordos bilaterais (extra)comunitários, como os que existem hoje entre Brasil e Portugal.
  9. Como disse, o que a Fifa proíbe é que ofereça contratos a menores de 18 anos estrangeiros, mas todos os clubes da Europa utilizam recursos legais para contar com jovens estrangeiros menores de 18 anos. Seja bolsa de estudos, seja empregos aos pais do jovem, etc. Então simplesmente o que é vetado é que o jovem estrangeiro seja remunerado pela atividade de praticar futebol antes dos 18 anos.
  10. Rodrigo, olhando agora seu post, não lembro dos gambás terem assinado um contrato de empréstimo e adquirido 30% dos direitos econômicos de um atleta japonês do clube Vissel Kobe, para integrá-lo às categorias de base do Palmeiras, monitorar sua adaptação e evolução para executar uma transição planejada para a equipe principal. Mas enfim, opiniões divergentes à parte, como grandes palmeirenses que somos, agora resta-nos torcer para que tudo caminhe da melhor maneira possível.
  11. Mas há muitos países africanos onde o português também é a língua oficial. Portugal inclusive sabe se relacionar muito bem com tais países, não apenas no futebol, mas também nos negócios. Entendo que o Brasil é prejudicado pela distância dos mesmos, mas acredito que é possível integração maior, e como aqui estamos falando de futebol, nos restringiremos a tal. E outro detalhe, é que nem mesmo o idioma pode ser uma barreira no mundo profissional do futebol, há muitas possibilidades de adaptar o jogador estrangeiro com maior agilidade atualmente, um tempo atrás me lembro que o Palmeiras havia assinado uma parceria com uma escola de idiomas, por exemplo. Países onde o português é a língua oficial País População (est. 2014)[1] Mais informações Brasil 207 660 929 Português do Brasil Moçambique 24.692.144 Português de Moçambique Angola 24.300.000 Português de Angola Portugal 10.813.834 Português europeu Guiné-Bissau 1.693.398 Português da Guiné-Bissau Timor-Leste 1.201.542 Português de Timor-Leste Guiné Equatorial 722.254 Português da Guiné Equatorial Macau 587.914 Português de Macau Cabo Verde 538.535 Português cabo-verdiano São Tomé e Príncipe 190.428 Português de São Tomé e Príncipe Total 267.396.837
  12. Não acho que seja a Fifa que proíba, mas sim algumas federações nacionais. E há bastante casos de africanos e outros asiáticos integrando as categorias de base dos clubes europeus, sei que há tramites legais que permitem isso. O que é vetado pela FIFA é assinatura de contrato profissional antes dos 16 anos. E por falar nisso, que fim levou aquela contratação nada transparente de um jovem chileno de 18 anos em 2015 para as categorias de base? http://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/2015/04/palmeiras-acerta-documentacao-e-fecha-contrato-com-jovem-chileno.html
  13. Só pra lembrar, já havia um contrato de preferência com o Bahia para aquisição de Zé Rafael desde a ida de Allione para lá por empréstimo. Eis a notícia de janeiro de 2018: https://globoesporte.globo.com/futebol/noticia/palmeiras-acerta-com-bahia-a-preferencia-para-comprar-direitos-de-ze-rafael.ghtml P.s.: Não lembro se na época foi criado um tópico específico para discutirmos a notícia, mas lembro que comemoramos bastante a medida da diretoria em fazer tal contrato de preferência com o jovem que havia feito um 2017 brilhante pelo seu clube.
  14. Um dos efeitos poderia ser o de que o clube passaria a gastar menos contratando estrangeiros profissionais. E mesmo o regulamento atual não proíbe mais de 5 estrangeiros por elenco, proíbe apenas que mais de 5 estrangeiros sejam relacionados para uma partida.
  15. É pouco considerado ao futebol europeu, mas quando se discute o futebol brasileiro e o Palmeiras, é muito. Não ter nada agora, e passar a ter um pouco, é muito. E sobre a questão dos 3 jogadores estrangeiros por categoria de base, sejamos sinceros, quantos jogadores de todas as categorias efetivamente vingam no time principal do Palmeiras? Acho que isso não seria um impeditivo, é dificil pensar que 3 de 3 jogadores em cada categoria seriam efetivados e se tornariam uma realidade na equipe principal. O que não dá é para fazermos sempre as mesmas coisas, e esperarmos resultados diferentes.