Bronson

User
  • Content count

    950
  • Joined

  • Last visited

About Bronson

  • Rank
    Sub-17

Recent Profile Visitors

3,217 profile views
  1. Dificilmente eu comento em um tópico pós-jogo (mesmo em vitórias) e eu juro que tentei mas o Moisés não dá mais para ser jogador de time grande. Fico triste por ter sido traído por duas lesões mas o clube não pode manter um atleta desse tipo no elenco. Lento, sem mobilidade, pesado.
  2. Para nos divertirmos! (Se a moderação julgar necessário, por favor transferir para arquibancada).
  3. Isso sem contar com eventuais premiações e vendas de atletas? Se for, impressionante hein.
  4. Mina é um monstro, mas dava umas loucuras nele, que deixava tudo pra trás e ia pro ataque. E não tinha a liderança do Goméz. Estou muito satisfeito com o paraguaio. (Já que sonhar não custa nada, imagina os dois jogando juntos)
  5. Obrigado a quem está postando aqui, pois não consigo entrar no outro tópico do julgamento pois o trampo trava o "b0sta". hehehe
  6. Diogo Barbosa realmente tá muito bem esse ano. Ano passado, se não me engano, ele tava jogando com dores.
  7. Chorei. ------------------------------------- Boa Palmeiras! Espero que ele tenha lenha pra queimar ainda. Pra dizer a verdade não lembro muito do seu futebol.
  8. Certeza que é o Cristiano Ronaldo, que usará a nove pois a sete é do baixnho. :)
  9. Acho o Moisés importante para o elenco, não gostaria que saísse.
  10. Fonte: Arial 12. hehehehe
  11. Merecido. E lembrando sobre o episódio da expulsão da Libertadores: Aos 35 anos de idade, o experiente Felipe Melo revelou uma das expulsões mais dolorosas de sua longa carreira. O meio-campista do Palmeiras contou ainda que, ao falar sobre o episódio com o técnico Luiz Felipe Scolari, ambos chegaram a chorar abraçados. Nas oitavas de final da Copa Libertadores 2018, Felipe Melo foi expulso por entrada violenta logo no começo da partida contra o Cerro Porteño, no Allianz Parque. O Palmeiras perdeu por 1 a 0 do time paraguaio e avançou apenas pelo triunfo por 2 a 0 alcançado como visitante. “Foi muito doloroso para mim esse cartão. Fiquei de joelho quase o jogo todo, chorava no vestiário. Estavam minha esposa, meus filhos, meus melhores amigos, todos no estádio. Foi talvez o cartão vermelho mais doloroso da minha carreira”, disse ao STV Felipe Melo, satisfeito com a reação dos companheiros na ocasião. “Foi de uma importância muito grande no vestiário o Edu Dracena e o Bruno Henrique falarem: ‘Vamos correr por esse cara’. Houve outros, mas esses dois, pelo que fizeram, pensei: ‘Caramba, sou querido pelo grupo’”, contou o meio-campista palmeirense. Dois dias após a expulsão precoce por entrada violenta em uma partida decisiva pela Copa Libertadores, o atleta foi chamado para uma conversa particular com Felipão. Ele seguiu ao encontro receoso, mas acabou se emocionando ao lado do exigente comandante. “O Felipão me chamou na sala dele e, naquela sala, chorei abraçado com ele. Ele puxou minha orelha, mas também chorou comigo naquele momento. Falei: ‘Pô, não posso fazer um cara desses ficar triste mais, não’. Está puxando minha orelha, mas, ao mesmo tempo, dando um abraço”, contou Felipe Melo.
  12. Os caras estão merecendo esse descanso. Se o time tivesse mal nos campeonatos eu ficaria puto, mas os jogadores estão fazendo por merecer.
  13. Eu tenho a impressão que vai anular este jogo, mas o Palmeiras vai meter uma goleada sem dó.
  14. E olha que eu achei o primeiro tempo do Palmeiras melhor.