Jump to content

rafa_1994

User
  • Content Count

    1,304
  • Joined

  • Last visited

About rafa_1994

  • Rank
    Profissional

Profile Information

  • Gender
    Masculino

Contact Methods

  • Facebook
    Rafael Zanella

Recent Profile Visitors

1,737 profile views
  1. Sim, eu entendi nesse sentido também. Não dá para precisar também, temos só a percepção do Abel nisso (pior ainda nesse caso eu sendo um terceiro a falar sobre ela HAHAHA). Mas foi uma você acabou "de subir", conquiste seu espaço antes, me prove que mereça estar aqui antes de projetar como que você irá jogar.
  2. https://www.lance.com.br/galerias/barcelona-sinaliza-proposta-por-endrick-confira-a-duracao-dos-contratos-dos-jogadores-do-palmeiras-na-copinha/#foto=7 Goleiros: Zé Henrique - contrato até 12/9/2024 Natan - contrato até 31/12/2025 Kaique - contrato até 30/6/2026 Mateus - contrato até 31/10/2023 Zagueiros: Michel - contrato até 30/7/2026 Ruan Santos - contrato até 30/9/2023 Talisca - contrato até 31/7/2022 Lucas Freitas - contrato até 31/12/2022 Naves - contrato até 30/6/2022 Laterais: Ian - contrato até 15/9/2023 Lucas Sena - contrato até 31/1/2022 Vanderlan - contrato até 31/12/2024 Gustavo Garcia - contrato até 31/7/2024 Meio Campo: Bruno Menezes - contrato até 23/9/2023 Luis Guilherme - contrato até 4/4/2024 (contratação de formação, ainda não é profissional) Pedro Lima - contrato até 30/9/2023 Jhonatan - contrato até 31/12/2026 Pedro Bicalho - contrato até 31/12/2022 Fabinho - contrato até 31/12/2024 Atacantes: João Pedro - contrato até 30/9/2022 Daniel - contrato até 31/7/2024 Vitinho - contrato até 9/9/2023 Kevin - contrato até 10/6/2026 Gabriel Silva - contrato até 30/6/2025 Endrick - contrato até 21/11/2024 (contratação de formação, ainda não é profissional) Giovani - contrato até 30/5/2024 Desconheço posição: Jhow - contrato até 21/12/2023 Miguel - contrato até 31/12/2022 Denzel - contrato até 31/12/2024 Kauan - contrato até 23/5/2024 Alguns bons jogadores que vimos na Copinha precisam de definição ainda como: Lucas Freitas, Naves, Bicalho e João Pedro. Desses o único que não vi muito coisa foi o João Pedro (parece ser um jogador de área, mas fez um boa copinha também, me parece que estava nesse elenco mais para te ruma opção e característica de jogo distinta). PS1: Não sei quais são os que estão estourando idade. PS2: Parece que com o Post do Freitas ele deve renovar e subir.
  3. Lembro de ter visto uma relação no lance. Poucos acabavam o contrato no final do ano. Ele era um, lembro do Pirulão João Pedro também. Único que estava acabando o contrato agora em janeiro mesmo era o Lucas Sena que veio do SP e sempre entrava nas partidas. Não sei se ele vai ficar e se está estourando também.
  4. Concordo que começa a faltar espaço. Não sei como vai solucionar isso. Hoje, o Murilo é incerto e como acabamos de comprar vai ser avaliado no agora. Quem começa a ser o Patinho feio da situação é o Selecionável Kuscevic (a meu ver né). Talvez uma maior constância com esquema de 3 zagueiros eles encontrem mais espaço? Não sei precisar. Só acho que temos que estar atentos a todos eles para que não os percamos e de alguma forma ter um planejamento para que sejam aproveitados.
  5. Eu escutei a entrevista e isso saiu da própria boca do Abel mesmo. Falando que o Giovani perguntou como ele seria usado ou o que ele pensava em como usar ele. Ai o Abel cortou o menino e disse que primeiro ele teria é que se esforçar para estar no profissional. Foi em uma das infinitas entrevistas que ele deu enquanto estava lá em Portugal. Creio que seja uma para o globo Esporte, mas não consigo precisar já que só lembro do fundo de onde que o Abel estava e ele era idêntico em todas as entrevistas.
  6. Depende quando que vai fechar a janela, não? Se for antes dos jogos teremos uma definição. Alguém sabe quando que fecha?
  7. Não esquecer o Michel que só mão jogou a Copinha por conta de lesão. Naves, Michel e Freitas do que eu vi foram bem demais.
  8. Tem alguma relação com os que estouram a idade? Temos que ter a viabilidade a essa transição para esses meninos se desenvolverem. Numa dessas, alguma perspectiva de Fortaleza e América MG podendo até jogar Libertadores seria incrível se conseguirmos. Em partes, o Bahia serviu como esse clube, mas, hoje, na série B dificulta esse processo. Falei prioritariamente dos dois por estarem na Libertadores, mas tem outros times médios que não devem necessariamente lutar para cair que esses meninos possam jogar. Sério, primeiro time nosso que eu não vi um jogador que tinha muitas deficiências ao ponto de podermos abrir mão.
  9. Vi um cara falando no Twitter uns dias atrás que o palmeiras estava em atraso com o FGTS desde novembro 21. Usou um print de algum portal de transparência. Mas, não vi link nem nada para conseguir consultar. Apontava que apenas 4 clubes estavam com ele em dia e um deles era o cheiroso.
  10. Sim, talvez a gente não tenha passado ao nível de vendas do Flamengo justamente por não termos tido tanto destaque na Copinha, como você bem disse, eu também destaquei, a valorização é a maior possível nesse torneio. Principalmente com a repercussão lá fora. Sempre dão muito destaque a esse torneio e aquele da seleção de Toulon. Se começarmos a trabalhar bem também na Copinha subiremos esse sarrafo no ganho econômico. Todos esses aspectos como torneio ser de tiro curto, com poucos jogos, com intervalos curtos que podem de fato trazer riscos de lesões só fizeram ela perder competitividade, mas ainda possui o hype master da visibilidade. Talvez estamos logrando maior Êxito com a transição já que valorizamos em muitos casos essas demais competições e em alguma das últimas copinhas tivemos sérios desfalques por convocações, depois uma subida massiva de jogadores e a última nem teve edição (só para analisar o recorte das últimas 3, sem ser essa que vencemos). Espero que a transição continue sendo assertiva e que a gente saiba explorar esse hype da competição também. Confio no Sampaio e cada vez mais ele está com "armas novas" para termos Êxito em todos os aspectos no quesito formação. Não sei, mas aquela máquinas que piscam luzes e o jogador tem que chutar em frações de segundo no local que pisca talvez fosse uma boa a ser implementada nesse novo hotel. Quanto mais estrutura, profissionais, departamento científico, captação e métodos para se desenvolver os meninos tivermos melhor vai ser. Mas, deixe para ele tomar as decisões já que isso melhora gradualmente e de forma sustentável. Quanto a crítica, depois veio o Arnaldo Ribeiro falando um punhado de groselha. Dizendo que nosso departamento prioriza muito o físico? O que? a gente tinha um dos times mais leves da competição. Dizendo que era estranho esse tabu nosso já que a competição por diversos fatores privilegia os times da capital. Oxi, o cara é jornalista e nunca sabe que nunca tivemos investimentos em categorias de base? Que o trabalho começou em 2013 e estamos colhendo os frutos dele ao longo desses anos? Nisso eu concordo, apesar de muitos aspectos que eles levaram em conta, apresentando o torneio como menos relevante, ele continua sendo o de maior visibilidade para fora do país.
  11. Meu sonho é que esse dia chegue. E como estamos trabalhando vejo ele bem factível de acontecer. Não é fechar os olhos para qualquer aposta também, mas 90% dos "compor elenco" (teremos três níveis em transição: médio podendo chegar ao bom; bom podendo chegar ao diferenciado; diferenciado podendo chegar ao talvez extraclasse) seja de jogadores formados pelo clube. Concordo que essa temporada teremos que fazer essas vendas e subir mais meninos que foram destaques para continuar o ciclo. Espero que venham propostas vantajosas nesse sentido para nós (por mais que seja duro se desfazer de bons jogadores). A duas temporadas também não conhecíamos o real potencial de nenhum desses que já são realidade. E quanto a avaliação de quando vender, tem que encontrar um SweetSpot nisso, são muitos fatores que tem que ser pesados: vontade do jogador em sair, maximizar o lucro e reposição técnica já encaminhada. Faz sentido as vendas que tu elencou com as subidas correspondentes. Penso se forma parecida, só tentaria segurar o Danilo para ser liberado ao término da temporada. Quero MUITO que o Jhonatan suba, eu cobrava um reserva para dar rodagem ao esquema com Scarpa e Veiga, mas a Copinha que esse menino fez, sem tanta mídia (apesar de jogar muito), seria minha aposta para a função e ele renovou recentemente por 5 anos conosco.
  12. Uma das modalidades que mais gosto de acompanhar é a rinha de Vices. HAHAHAHA
  13. Te falar, Copinha não é o mais importante do calendário faz tempo. Nisso eu concordo, mas de longe esse foi o título mais saboroso que acompanhamos na base. Era o que faltava, tendência é vencermos mais vezes ele daqui para frente e todo mundo vai dimensionar os próximos na sua proporção. O que esse campeonato valorizou nossos meninos, mesmo menos relevante, foi mais que talvez os demais títulos e conquistas no resto da base. Temos sim que valorizar essa campanha por ser uma tirada de peso. Vencemos todos os demais títulos possíveis em todos os Sub's 11, 13, 15, 17 e 20 também (a se destacar Copa do Brasil, Brasileiro, Copa RS). Na teoria falta a Supercopa Sub-20 para disputar a Libertadores Sub-20. Mas, com o tempo isso vem também. ESTAMOS REVELANDO que é o mais importante. Das três métricas almejáveis vencer títulos, revelar jogadores e fazer dinheiro eu vejo como prioritárias a seguinte ordem: 1º Revelar Jogadores (maior chance de potencial técnico e redução de custos com contratações); 2º Fazer Dinheiro (vendas com superavit do que se gastou para sanear o clube e reforçar os investimentos no que couber); 3º Vencer títulos das categorias (sempre bom e fazer isso costume aos jogadores que já chegam sendo vencedores). Nesse balanço geral creio que somos os melhores em aproveitar tecnicamente os jogadores. Temos um dos maiores potenciais de vendas (Mingau conseguiu executar isso melhor que nós até então). E quanto ao vencer títulos estamos entre os melhores também. Cabe destacar que NUNCA tivemos base e o trabalho é magnifico nesses 9 anos de reestruturação com o Damiani (2013-2015) e o Sampaio (2015-atual). Me deixa muito feliz ver que temos só perspectivas de melhoras com mais investimentos para colhermos mais desse sucesso (é o começo que não nos percamos no meio do caminho). Na base, diferente do profissional, o vencer títulos é o menos relevante como objetivo. PS: Somos o único clube com Supercopinha (1995) e Copinha (2022). Uns celebram 10 títulos de Copinha (a gente faz isso com Brasileiro rs) tendo aproveitado tecnicamente o Dentinho e a gente com a primeira temos uma base, perdão pelo pleonasmo, que foi base dos títulos recentes como Paulista, Copa do Brasil e 2 Libertadores.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.