Jump to content

Tulio_SEP

User
  • Content Count

    2,943
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    82

Tulio_SEP last won the day on July 10

Tulio_SEP had the most liked content!

About Tulio_SEP

  • Rank
    Profissional
  • Birthday 10/22/1984

Profile Information

  • Gender
    Masculino
  • Location
    Pará
  • Interests
    Tudo que diga respeito a futebol nacional/internacional, NBA e NFL.

Recent Profile Visitors

1,271 profile views
  1. Como San Lorenzo tá "com o pires na mão", acredito que venha e com valor parcelado nos anos de contrato.
  2. Podem falar o que for, mas eu acredito nesse garoto... Nada como um tempo maior no profissional.
  3. Esse é o cara que sempre leio as análises sobre os jogadores, por exemplo, tudo que ele falou sobre o Viña você vê em campo. E a torcida do Meigo que acompanha o Joza já dava como certa a contratação do Herrera, se for um cara de personalidade e autoconfiança o Palmeiras acerta, pois precisamos de atletas assim.
  4. Foram contratados agora, os dois acima já treinam com o profissional pra adquirirem condicionamento e aquela cancha.
  5. Concordo, mas se ele conseguir fazer uma fumaça abrindo espaço pro resto do ataque, já valerá a pena.
  6. Olha, esses dias fui pesquisar sobre esses jovens chegando ao Palmeiras, esse rapaz Hugo Quintana do Olímpia, pode agregar muito ao meio-campo do sub-20, ele já é profissional no Paraguai então... Garoto tem inteligência, jogar no sub-20 não deve ser problema pra ele, creio que o Palmeiras achou mais um garoto especial, vamos acompanhar a evolução. Moleque com 17 já foi capitão do time profissional do Olímpia. Outro é o Hinestroza, que lembra o estilo do Robinho em 2002. Mais um driblador nato ou um ciscador, só o futuro dirá, mas que foi uma aposta bem pensada, foi.
  7. Reportagens dizem que Framengu e Palmeiras sondavam ele a algum tempo e rolaria uma disputa, vai saber se é verdade. Eu não sabia da existência do Viña até sua sondagem aparecer na mídia, e ele se mostra um ótimo jogador, depois pesquisando com quem acompanha futebol sul-americano eu soube que Viña era uma das grandes esperanças do futebol na América do Sul, portanto não posso dizer nada sobre o Herrera, temos profissionais bem pagos dedicar seus dias monitorando de perto, se realmente contratarem e não for mera falação de twitteiro, é torcer pra dar certo. A base mesmo pegou 2 jogadores que parecem interessantíssimos vendo alguns lances e características fisicas dos moleques. Ramiro João Paulo, angolano, contratado pro sub-20 é um jogador do estilo que Luxa gosta, vai pra cima no drible, é incrivelmente rápido e isso jogando contra outros africanos que têm o atleticismo como principal característica, já jogou na LaU, é da seleção de base do país, joga de lateral, mas pode até ser aproveitado como ponta pelo Luxa, vejo ele com essa polivalência, atuaria nas 2, veremos como desenvolve no profissional. Juan Carlos Quiñónez é como um clone do Pogba, rsrs... o jeito de correr, driblar lembra muito o francês, ele era ponta e a comissão do Luxa quer ele como 2° volante, acho que imaginam ele como o Luxa fez com Rincón nos gambás, forte, alto, com técnica pra comandar a saída de bola e ser um apoiador do ataque também. Esses são lances do Quiñonez com 16 anos jogando contra o sub-23 do Benfica: Esses moleques se mostrarem personalidade podem subir rápido pro Pro, mesmo sem que nós tenhamos percebido a existência deles antes. Ainda tem Erick Pluas, Valdenilson do Moto Clube, Hinestroza e Hugo Quintana que já foi capitão do profissional do Olímpia com 17 anos.
  8. O problema todo foi o coletivo. A obviedade do jogo ser 11x11 impediu um título de Libertadores pro Dudu, atuou em times mal geridos pra essa competição, nunca vi os times de 2015 a 2019 com chance alguma de vencer a Libertadores, torcemos por paixão, mas olhando racionalmente, como fã do esporte futebol, acostumado também a jogar o esporte, não via chances; os campeões desses anos estavam um abismo de distância da SEP coletivamente e mentalmente. O jogo desses campeões fluia com leveza, os jogos do Palmeiras eram batalhas, time desarrumado, jogadores que confundiam garra com histeria, a pressão de ter dinheiro, de ser protagonista na mídia, da diretoria e sua campanha "obssessão", parte da torcida que só via um time com dinheiro tendo obrigação de ganhar a Libertadores, não demorou muito pros jogadores confundirem vontade de ganhar com desespero por ganhar, foram vários jogos de Libertadores entre 15 a 19 que eu via o time descontrolado emocionalmente no campo, mudando inclusive o jeito habitual que jogavam, era de um jeito sólido no brasileirão e uma orgia louca na Libertadores, por isso o time sempre se saiu melhor em pontos corridos. Também havemos de considerar que em algumas edições o time era muito mal treinado, tinha técnicos incompetentes pra função, enquanto times menos abastados tinham treinadores arrojados e um trabalho de aprimoramento da base muito além do nosso, como River e Grêmio, revelam direto, vendem por milhões e remontam o time com veteranos e base, além de conseguirem manter seu modelo de jogo em qualquer competição, modelo que só ficava mais sólido dentro da competição que mais ansiavam ganhar, River e Grêmio continuam aí, times que despencavam na tabela do nacional e ficavam mais fortes e focados na Libertadores, os jogadores conseguiam melhorar seu jogo e não ficarem desesperados, como se desaprendessem tudo que foi treinado. O fator mental é muito bem trabalhado nesses clubes, pois conseguem manter foco no seu modelo de jogo mesmo em situação adversa, como quando os gremistas vieram aqui e eliminaram o Palmeiras ano passado. Não sei como o Galiotte fará a base ser o substituto do Dudu, isso já deveria estar acontecendo, eles não sabiam como fazer a transição, será que sabem agora? Esperar também que nosso treinamento evolua, é mais fácil assimilar uma derrota no Brasileirão pensando em uma sequência de jogos que podem te recuperar aquela derrota feia, mas ser derrotado em mata-mata sabendo que só tem 90 minutos pra recuperar é o que abala a atuação coletiva, o time precisa de treinamento pra que jogue sempre com da mesma forma em qualquer tipo de competição, sinto que dentro do clube transformaram a Libertadores em um monstro que assombra todo jogador desde a assinatura do contrato até o último dia do mesmo.
  9. Se pudesse gastar isso no Yan Couto lateral do coxa da mesma idade do Verón, sem vendê-lo, claro, até que valeria a pena. Mas o City chegou com 6kk € e levou, o que pra nós é fortuna, lá é 6 milhões, dinheiro de um cafezinho.
  10. Ainda mais irmã do Luan Santana, não se fazem mais meias como antigamente.
  11. "Lá demora, é assim mesmo..." Tonynho altamente acostumado a negociar com os shakes de Dubai, esse entende como funciona negócios por lá, sempre demorados.
  12. Imagina se ele não fosse "quadjuvante." Acho q só fez esses números em jogos pequenos. (futebol é 11 x 11)
  13. O da foto acima está fazendo o correto, tem mais é que caprichar essa loira mesmo, precisa tomar vergonha em campo, fora dele, tá certíssimo. O da foto abaixo tá errado, pintou o cabelinho junto com o parça Neymar, age igual o amigo, indolente com o clube que o paga, se jogasse 1/3 do futebol do outro já seria de grande ajuda.
  14. Sempre achei que, nesse Palmeiras de jogadas coletivas limitadas, um meia que encaixaria seria o do tipo driblador, um sujeito que tirasse 1 ou 2 pra "dançar" e abrisse espaço pro centroavante; já que sobraria espaço pro CA ou para os 2 pontas, teríamos mais chances criadas dessa forma, porém a busca sempre foi por um passador, lançador, chutador. Ainda acho q pra vencer o meio campo do Fra, um dos nossos meio-campistas tem que se aventurar a umas jogadas individuais e passar pelo volante bagunçando o sistema defensivo, continuando um time onde os meias só servem pra esticar bola pro ataque continuaremos previsíveis. Isso pegando como exemplo o time top 1, devemos sempre almejar dominá-los, conseguindo isso os demais se tornam ainda mais acessíveis. Não temos toque de bola preciso e nem marcação alta funcionando, essas duas qualidades já minimizariam muita coisa, sem Dudu é crucial o treinamento evoluir. Porque teremos Rony e Verón nas pontas e nenhum deles jogava em times que vivem do lançamento, a jogada "bola no Dudu" não dará certo com eles, Verón vem de uma base que não joga igual ao profissional, jogava com toques rápidos, a seleção em que Verón foi bola de ouro era agradável de assistir, pois cuidavam muito bem da bola pra abrir espaços, tinha quem driblasse pelo meio e laterais. Rony então, veio do Athlético que não dependia só dele pra atacar bem. Se o Maurício Copertino não der jeito de instalar o pressing na saída de bola adversária que ele falou (em live) que pretendem "evoluir", esse time sem personalidade vai padecer, vai chegar o momento em que Gabriel Menino, Verón e Wesley irão forçar no individual, e fica naquela, ou dá muito certo ou muito errado, num time sem muito repertório é difícil, vamos torcer pra que o auxiliar do Luxa faça acontecer e o Pofexô deixe os atletas no 220v, sempre com a p*** apontada pro xéu.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.