Gabriel Palestra

Membro
  • Total de itens

    627
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Gabriel Palestra

  • Rank
    Categoria Craque
  • Data de Nascimento 25-08-1992

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Profile Information

  • Gênero
    Male

Últimos Visitantes

1.511 visualizações
  1. Penso o mesmo. Ele, Dudu, etc, não são jogadores pensados pra enfrentar Mirassol, Linense e afins. São jogadores pra Liberta/BR/CdB, o elenco está muito bem servido nas posições de frente, os “reservas” tem totais condições de jogar esse campeonato fraco e ganhar sem dificuldades, até mesmo os clássicos. Desnecessário arriscar nossos melhores jogadores nesses jogos, por mim só jogariam um ou outro jogo do paulista por questão de ritmo de jogo mesmo.
  2. 500 páginas liberou o Goulart, na milésima libera quem? hahaha excelente reforço, que tenhamos calma para esperar ele ficar 100% fisicamente e nos trará muitas alegrias
  3. Se não me engano fechou com o Vasco do próprio Valentim hahaha
  4. Mas não precisa contratar necessariamente do mercado nacional. Alguém conhecia o Mina antes de vir pra cá? E o Gustavo Gomez, também não veio do mercado nacional. Lembro que antes de trazer o Gomez a gente pedia um zagueiro e muita gente rebatia que não havia opções, que o Gil e Miranda tinham sido tentados e não era culpa da diretoria a zaga fraca... aí veio o Gustavo Gomez e resolveu. Assim como acharam Mina e Gomez, podem (e devem, a meu ver) achar mais um zagueiro de alto nível para nosso elenco. Sei que não foi o intuito da sua pergunta, mas só reforçando o argumento para quem diz que não há opções no mercado.
  5. É o que penso... Guerra, Allione, Erik, Juninho, Fabiano... escolhe 3 desses e manda mais uns 3 ou 4 milhões de euros que tá muito bem pago hehe
  6. Um dos motivos que leva o Cruzeiro a dificultar a venda é que eles só tem 25% dos direitos econômicos, então o que levam na venda não é suficiente para repôr a perda... nosso time se apresentou com 38 jogadores ontem, número excessivo de atletas... mandem uns 3 jogadores e uma grana justa por esses 25% que sai negócio e todos ficam felizes, ainda atravessamos o cheirinho hahaha.
  7. Dudu, Arrascaeta e Everton Cebolinha são, pra mim, os 3 melhores jogadores do futebol brasileiro. Não necessariamente nessa ordem, acho que depende da fase de cada um, pode variar entre um e outro, mas são poucos dos jogadores decisivos que ainda podemos ver atuando no país, caras que sozinhos podem carregar um time. Sei que muitos vão discordar, mas tendo em conta a boa relação entre as diretorias de Palmeiras e Cruzeiro, que fizeram vários negócios nos últimos 4 anos, eu acho válido analisar uma maneira viável de atravessar o cheirinho. A diretoria do Cruzeiro está put4ç4 com a forma como o cheirinho conduziu as negociações, com razão, visto que acertaram salários com o cara e agora ele força a saída. A torcida do Cruzeiro, é claro, gosta demais do jogador, mas ele forçando a saída pode começar a ficar sem clima, talvez já aceitem negociá-lo... será que mandar uns 2 ou 3 jogadores pra lá + dinheiro não tornaria possível uma negociação? Jogador de apenas 24 anos, de seleção, e um dos poucos que substituiria o Dudu caso tenhamos que vendê-lo...
  8. A azul de 2009, uma das camisas mais caprichadas da Adidas na minha opinião, paguei R$ 59,90 em 2011 numa loja dentro de um Shopping também. Um achado, tenho até hoje em ótimo estado. Essa verde-limão eu também tenho, a qualidade é MUITO boa mesmo, não sei explicar direito mas o corte dela veste bem demais (que frase fresca, mas é real ). Os próprios detalhes em verde-escuro na gola e na manga, muito bem feita essa camisa. E é bem verdade que com o passar dos anos a qualidade das camisas da Adidas foi diminuindo e o preço ficando cada vez mais absurdo. Gosto da Adidas mas o ciclo terminou mesmo, até pelo crescimento que o Palmeiras teve nos últimos anos, já é hora de termos uma empresa com uma atenção maior na produção de nossos produtos.
  9. Hahaha mesma coisa aqui comigo. Na época de colégio e faculdade, sempre que perdia um clássico, por exemplo, eu fazia questão de ir com o manto. Quando tomou aqueles 6 do Coritiba na Copa do Brasil, lá estava eu no dia seguinte pegando ônibus e indo para a faculdade de camisa do Palmeiras. Já na rua era zoado, mas andava estufando o peito hahaha. Em 2009 também, depois da última rodada - onde não pegamos nem Libertadores após estar muito perto do título, no dia seguinte lembro que fui ao colégio com a camisa do Palmeiras e a galera vinha zoar. Hoje em dia está tão fácil usar a camisa que até diminuí, sendo que agora tenho mais camisetas que na época de colégio e faculdade... não tinha reparado nisso ainda.
  10. A verdade é que essa é uma posição muito difícil de se encontrar no mercado. Hoje os pontas têm mais destaque até que os atacantes e meias, são os jogadores mais disputados do mercado - ponta jovem e que se destacar no Brasil, rapidamente irá para a Europa. Se for um pouco mais velho, também desperta muita atenção, mas dos mercados alternativos devido à idade (Keno, por exemplo). Sendo assim, é uma posição que exige um certo garimpo e alto valor de investimento, não tem como fugir disso. Torcer para que consiga desempenhar um bom futebol por aqui, se for mesmo esse jogador rápido e driblador, e tiver boa finalização, vai ganhar os holofotes rapidamente e esse valor será triplicado numa venda.
  11. Hahahaha boa! Esse Mattos é péssimo, fica aí montando 2 times fortes, faz a gente ganhar o brasileiro jogando boa parte com o time reserva, onde já se viu isso? Negócio é parar de contratar e lançar a base a qualquer custo, coloquem os garotos, chega de jogador de alto nível, que seria titular em qualquer outro time, no nosso banco de reservas!!! Hehehehe Falando sério, não entendo essa tara em lançar a base. "Tem que lançar porque tem que lançar". A base tem que ser utilizada quando faltam recursos pra completar o elenco. Claramente não é o nosso caso, se temos as finanças totalmente em ordem, devemos continuar deixando o elenco no mais alto nível, contratando sim jogadores já mais experientes pra disputar vaga. Se estamos formando bons valores, o melhor mesmo é emprestá-los a equipes mais fracas, jogador só se desenvolve jogando, melhor lá jogando vários jogos do que aqui entrando 2 vezes por mês. Se conseguir destaque, volta na temporada seguinte e completa nosso elenco sem gastar 1 centavo, casos de Vítor Luís e agora do Veiga... eu sei, o Veiga não é de nossa base, mas foi emprestado, se destacou, e agora volta com mais experiência. Se ele fosse jogador do CAP, estaria sendo disputado a tapa pelos times brasileiros, semelhante a essa disputa feita pelo Pablo. Mas ele é nosso e voltará sem nenhum custo após ter feito ótima temporada. É assim que os gigantes da Europa fazem, esse modelo só mostra o quanto o Palmeiras está cada vez mais distante dos outros clubes aqui do Brasil em nível de organização.
  12. Acho estranho que ele mesmo já reconheceu em uma fala, que quer vir pro Brasil ainda durante seu "auge", pra ser um jogador importante mesmo, e não vir em final de carreira só para encerrá-la. Bom, se já está com 32 anos, a hora seria essa.
  13. Sobre Bruno Henrique: diziam a mesma coisa do Keno. Jogador de 30 anos, uma proposta dessa é irrecusável. Vendemos e, agora, apenas 6 meses depois, todo mundo pede a volta do cara. Nenhum jogador é insubstituível, mas alguns são muito difíceis de substituir. Vendemos o Keno, ficamos com a grana e com a lacuna no elenco. Pra mim é o mesmo caso do Bruno Henrique. Jogador consolidado no grupo, líder, capitão, marca e faz gols, o que adianta vender, gastar no mínimo metade da grana por um substituto e sem a menor certeza se conseguirá substituir à altura? Na situação atual financeira do clube, certos jogadores merecem um esforço para segurá-los, mesmo com boas propostas. Foi assim com o Dudu e nos rendeu um título. Gomez, Dudu e BH são os pilares do time, acrescento ainda o Mayke, jogadores que não podemos perder se quisermos taças.
  14. Verdade, vendo por esse lado, é um fator que eu realmente não tinha levado em conta.