ricardo_sep

Debate PTD
  • Total de itens

    7.639
  • Registro em

  • Última visita

Sobre ricardo_sep

  • Rank
    Categoria Master

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Últimos Visitantes

13.178 visualizações
  1. Pra mim, o gol de cobertura do Dudu contra o SPFW em 2017. Não só foi da intermediária como foi quase na lateral, em um ângulo complicadíssimo de acertar. Praticamente um lançamento pra dentro do gol. Humilha elas, baixola!
  2. Valor de compra fixado no final do empréstimo e neguinho dizendo que era absurdo ter contratado um jogador desse nível por empréstimo, que iríamos tomar chapéu de algum outro clube e ficar sem zagueiro. Fobia? Ansiedade? Motivação política? Hoje, no PTD Repórter... Enfim, excelente notícia.
  3. Por sinal, a porrada está correndo solta em vários jogos desse Paulista, não apenas nos nossos. Não sei se é fruto de alguma recomendação da FPF às equipes de arbitragem, mas no geral, a juizada está bastante contida no aspecto disciplinar até aqui, relevando vários lances que outrora seriam motivos de falta etc.
  4. É incrível (ou não) o quanto o futebol do Moisés sobe de nível quando ele atua mais recuado. Espero que continue na função pelo restante da temporada, no setor em que atuou hoje ainda oferece leitura de jogo privilegiada ao time e facilita a vida de qualquer meia central que jogar mais adiantado. Scarpa muito bem, também. Movimentação constante, acelerando em direção ao gol com qualidade e voltando a distribuir mais passes importantes já no setor de ataque, variando mais o repertório em relação aos primeiros jogos por aqui, quando apostava muito mais em carregar a bola pra tentar a definição da jogada. No geral, avaliação positiva pra todos. Faço apenas uma ressalva ao Borja, que tomou uma surra da bola.
  5. Temporada acabou de começar, falar em apadrinhamento do Felipão com o L. Lima é bem precipitado. Além disso, dentre os citados como possíveis substitutos, só o R. Veiga atuou com alguma frequência pelo centro do campo em 2018 - Scarpa e Zé Rafael vêm rendendo mais atuando abertos na linha de meio/ataque há tempos. No mais, chuto fortemente que o L. Lima deve perder vaga no time titular assim que o Goulart tiver condições de jogo. Não vejo o Bigode utilizando o último fora do setor em que rende mais (justamente centralizado do meio pra frente, atrás do centroavante), muito menos deslocando o primeiro pro lado do campo.
  6. Time entrou em campo do mesmo jeito que tem entrado desde o começo do ano, com vários jogadores "se testando" individualmente e pouco competitivo coletivamente. Diferença é que, dessa vez, enfrentou rival pressionado e voltando esforços dignos de final de campeonato pra ganhar o jogo. Sempre ruim perder pra essa raça imunda, mas longe de ser esse fim de mundo todo. Não estávamos em alto nivel por estarmos invictos até hoje no campeonato, assim como não estamos no caminho errado por perder hoje. Ainda temos muito pouco material pra tirar quaisquer conclusões maiores sobre o time em 2019.
  7. Boa atuação do F. Pires mesmo, participativo e bem mais solto que anteriormente. Que vá ganhando confiança. Digo o mesmo do R. Veiga.
  8. Pouquíssimo a declarar, vai mantendo o rodízio, procurando condicionar todo mundo fisicamente e tentando motivar o elenco a mostrar um mínimo de competitividade em um campeonato de várzea. Pro quarto jogo da temporada, dá pro gasto. Ponto positivo pelo teste com o R. Veiga.
  9. Não pode ter sido apenas fruto de incompetência e mau preparo. Só consigo interpretar a atuação da equipe de arbitragem de hoje como mal intencionada.
  10. Pouco a avaliar, time completamente modificado em relação ao primeiro jogo, muita gente longe do ideal no aspecto físico e não dá pra exigir competitividade digna de final de campeonato na segunda rodada do Paulistinha. Início de temporada no Brasil serve pra ganhar ritmo gradualmente, testar contratações/jogadores de rotação de elenco e aplaudir um ou outro lampejo técnico, não diz absolutamente nada sobre o restante do ano. Sobre os estreantes: C. Eduardo ainda um pouco travado, receoso em fazer jogada individual e fazendo muito mais esforço pra conhecer a maneira de jogar do time que qualquer coisa, procurando descobrir futuros parceiros pra trabalhar jogada (completamente normal). Quando partiu pra cima, no entanto, mostrou que dá canseira quando fica no 1x1, deixou o zagueiro do Botafogo falando sozinho no lance do penalti. Zé Rafael também fez a famosa "partida de reconhecimento", muito menos agressivo do que era no Bahia e cadenciando um pouco mais o jogo pra observar a movimentação de costume do pessoal. Chuto que ambos devem se soltar nas próximas chances.
  11. Eu sugiro a contratação do zagueirão do Colo-Colo, Matias Zaldivia. Acabaria ao mesmo tempo com as reclamações do pessoal que pede zagueiro e com as do pessoal que quer um certo chileno de volta, todo mundo fica feliz.
  12. Olha, Botafogo X São Bento hoje estava dando até agonia. Ribeirão Preto é uma das cidades mais quentes que já conheci na vida, nego não marca nem pelada em quadra coberta por lá nesse horário. Falta de noção e de respeito à integridade do atleta da parte da nossa querida federação.
  13. Pra mim, não tem sentido nenhum em comparar Moisés ao L. Lima, são jogadores completamente diferentes. Um é distribuidor de bola, pensa o jogo na origem do lance e procura clarear a transição pro ataque, buscando o lado menos congestionado da jogada, companheiros que estejam se projetando pra atacar etc, além de oferecer maior participação defensiva; o outro é puramente um jogador de criação e passe decisivo, já muito mais participativo na fase final do ataque, pra trocar passe em espaço curto, tabelar, dar passe final etc. A discussão só existe por dois motivos: primeiro, porque o Profeta foi forçado a atuar como esse jogador de criação após voltar de lesão em 2017, em uma tentativa desesperada do Cuca de dar um pouco de lucidez ao meio de campo acéfalo da época, e acabou sendo utilizado da mesma maneira pelos seus sucessores; e em segundo lugar, porque assumiu a 10 em 2017 e boa parte da torcida associa esse número de camisa ao cara que dá show, "pifa" os atacantes, coloca jogador na cara do gol etc. As características dos dois, pra mim, não têm rigorosamente nada a ver.
  14. Eu jurava que o contrato do L. Almeida era de 5 anos, não 4. Já tinha até me conformado com a ideia de ele ficar rodando emprestado até os 80 anos. Deus é pai! Quanto ao Artur, muito bom vê-lo estreando assim. Nada me tira da cabeça que teria ganhado mais oportunidades aqui se não tivesse enfrentado tantas lesões e, pra mim, tem potencial de sobra pra fazer caminho parecido com o do V. Luis: voltar de empréstimo e encaixar definitivamente no elenco.
  15. Se estiver em boa condição física, Felipão vai ter os mesmos orgasmos. Bicho é um tanque pra disputar bola na área, pode cruzar na entrada da área de qualquer jeito (aéreo, rasteiro etc) que o cara chega na bola.