Prutton

Membro
  • Total de itens

    2.000
  • Registro em

  • Última visita

Últimos Visitantes

5.995 visualizações
  1. Eu vinha defendendo Antonio Carlos porque as vaciladas dele geralmente não resultavam em gol, mas ontem foi sem condições. É para deixar um tempo na geladeira.
  2. Ainda assim, tem gente para cornetar a zaga (principalmente o Antônio Carlos).
  3. Recebemos o preço de um Borja (que veio como melhor jogador da América) ou Arrascaeta (contratação mais cara dessa janela) por um lateral da base, além de ficar com 15% de negociação futura. Acho ridículo ter gente reclamando.
  4. Público no Brasileirão em 2018, Flamengo com 49% de ocupação média, Palmeiras com 70% (líder absoluto). https://www.gazetadopovo.com.br/blogs/blog-do-brasileirao/2018/08/02/media-de-publico-brasileirao-2018/ Público nos estádios em 2019, Palmeiras líder de ocupação, mesmo com maior preço dos ingressos (o dobro do preço dos mulambos). Palmeiras com 64% de ocupação, Mulambos com 50%. http://app.globoesporte.globo.com/futebol/publico-no-brasil/index.html Seus argumentos não são justificados por números.
  5. Eu nem escuto quando estão pedindo a saída dos jogadores. Pela maioria dos corneteiros, Dudu teria saído no mesmo ano que chegou, quando perdeu aquele pênalty na final do campeonato paulista. Ainda me lembro de muita gente falando que ele não tinha espírito para jogar no nosso time e errava tudo que tentava, que foi um mal investimento.
  6. Você está realmente comparando o Palmeiras, líder em ocupação, renda e lucro líquido, com os mulambos, que tem prejuízo na metade dos jogos e vendem seus ingressos a 30 reais? Você prefere ter casa cheia e receber 30 milhões a menos por ano? É um patrocínio master inteiro de diferença.
  7. Mesmo em clássicos dá isso, aí tem as vendas de última hora que levam a 35-40 mil. Vamos esperar antes de cornetar.
  8. O jogo já começou?
  9. Me corrija se eu estiver errado, mas temos a melhor taxa de ocupação do país, correto? Quer dizer que nossa precificação está melhor que a dos rivais.
  10. Só porque você não gosta dos preços, não quer dizer que não há um profissional tentando otimizá-lo.
  11. Mas os direitos são da Fox ou da empresa que é dona da Fox? Por que o EI acabou e os direitos continuaram com a Turner, por exemplo.
  12. Existem dois problemas em subir os moleques da base agora: 1. A maioria dos promissores ainda tem entre 16 e 18 anos. Eles ainda tem muito para amadurecer na base. Quando você sobe para o profissional, o estilo de treinamento muda técnica e ganho de força para treinamentos táticos. Basicamente você estaria interrompendo o desenvolvimento deles por acreditar que já estão prontos, quando provavelmente ainda não estão. 2. Existe uma diferença grande em jogar campeonatos de base e jogar a Série A ou primeira divisão de outro país. Arthur, por exemplo, já se provou bom jogador pelo Ceará no ano passado, estando um degrau acima de Papagaio, por exemplo.
  13. Sim, mas também tem que garantir que os jogadores que vão atuar durante a temporada, ditos titulares, estejam em boa forma e entrosados até os campeonatos que importam. No nosso caso, que temos dois times, fica mais difícil colocar a molecada para jogar.
  14. Muita gente no fórum não entende que jovens são apostas e quem aposta está se colocando em risco. Um time rico não precisa assumir riscos, pode simplesmente transferir o risco para os outros.