Neto palestra

Membro
  • Total de itens

    64
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Neto palestra

  • Rank
    Categoria Junior
  1. Hj o presidente do Palmeiras já admitiu que o Valentim tem chances de ser efetivado e que fica até o final do campeonato.
  2. Infelizmente nós torcedores sabemos muito pouco do que acontece internamente, difícil opinar. Reparem, quando o Roger Guedes jogou bem o time fez boas partidas, tem duas características que fazem falta neste time, força e velocidade para criar as jogadas. este afastamento mostra que o problema do time não é só tático e técnico.
  3. estão especulando para 2018, mas, quem vai comandar estes dez últimos jogos? o Palmeiras não está garantido na libertadores do ano que vem, o campeonato tá complicado, jogos muito difíceis, tudo muito embolado. O Valentim aguenta esta pressão? Como técnico do Red Bull foi muito fraco, de 12 jogos só ganhou 3.
  4. Me parece que o Cuca diante de toda situação, pediu para sair, não foi demitido, entraram num acordo para que não houvesse pagamento de multa rescisória. Faltam mais dez rodadas, não está garantida a classificação para libertadores, o Valentim conhece o elenco, os jogadores gistam dele, mas a experiência como técnico do Red Bull foi muito fraca, quase foi rebaixado
  5. Primeiro não acho que tem opção melhor no mercado de técnicos. Agora, para manter o Cuca precisa ter um elenco com jogadores com as característica necessárias para o esquema de jogo que ele usa e não muda. Se não tiver força física e velocidade não se adapta ao esquema dele.
  6. até a desclassificação da libertadores não teve tempo para treinar, depois teve muito tempo e o time não evoluiu. Não consegue acertar o time, não deu liga, o meio de campo não tem qualquer criatividade, marca pouco. O Moisés ficou cinco meses parado contusão séria, não tem como exigir que jogue no mesmo nível do ano passado, o erro é colocar de titular absoluto, a volta teria que ser gradual, entrando aos poucos, o meio tempo que jogou contra o Barcelona iludiu parecendo que tava pronto, o tempo mostrou que não
  7. Desde que o Cuca assumiu não tem como avaliar o Borja, pois, não teve sequência de jogos, não adiantar iniciar um jogo, sabendo que vai sair, e ficar dez jogos fora, ou entrar faltando 5 minutos. Já que não tem nenhum craque na posição deixa jogar pelo menos 3 jogos seguidos. Agora, que está mais ambientado, há mais tempo no Brasil, acho que vale a pena tentar. Na boa, não tem como criticar o jogador com base nos comentários dos setoristas em treino de finalização.
  8. Na minha opinião, fica complicado individualizar quando o time não tem padrão de jogo, pouca criatividade, não tem jogada de bola parada, foram 42 cruzamentos e o goleiro deles não fez uma defesa sequer. Fica apenas na dependência das jogadas individuais, ontem no primeiro tempo parte do campo estava alagada o que complicou ainda mais. Outro questão, é a parte física, o time perdeu a maior virtude do ano passado que era a velocidade do contra-ataque, o meio de campo, com Jean e Moisés, nas atuais condições, fica muito lento. Que aproveite este tempo para tentar mais uma vez, ajeitar o time, o Mina voltando, melhora as bolas aéreas, o campeonato continua embolado, uma sequência de vitórias deixa tranquilo entre os quatro, que agora, é o que importa.
  9. O Cuca é um bom treinador, tem reconhecida competência na indicação de jogadores e montagem do elenco, agora, se começar realmente, colocar em dúvida sua permanência, é melhor que ele peça demissão, pague a multa rescisória, pois tem contrato até o final de 2018. Precisa na realidade focar nesta reta final, o campeonato tá muito embolado, se bobear fica fora do grupo dos quatro primeiros e atrapalha o calendário de 2018. No jogo de ontem ficou claro, o time não tem criatividade, não cria jogadas, foram 42 bolas alçadas na área, o goleiro deles não fez uma defesa, não conseguiu acertar o meio de campo, isso reflete no ataque e na proteção da defesa, não adianta individualizar.
  10. Maike muito bem na defesa, para apoiar tem enorme dificuldade para levantar a bola, não acerta um cruzamento. Juninho, Tche e o Dudu, acho que foram bem. Moisés tem muita qualidade técnica, mas é visível que tá com dificuldade de mobilidade, muito lento, prefiro jogando com segundo volante vindo de trás Deyverson joga com vontade, é bom no jogo aéreo, acho que não é suficiente para ser titular absoluto. .
  11. Na minha opinião errou ao iniciar com o Zé Roberto, era previsível que não conseguiria acompanhar o ritmo de jogo, queimou uma substituição e acertou o setor com a improvisação do Tche, também entendo que nas atuais condições físicas fica complicado o Moisés e Jean jogarem juntos no meio de campo, fica muito lento, sem pegada. De resto, no segundo tempo com as melhores condições do gramado o time poderia ter tentado uma variação de jogadas, mas ficou só na tentativa do balão para área, que os zagueiros deles cortaram todas.
  12. O campo pesado atrapalhou muito no primeiro tempo, no segundo tentou jogar no abafa,mas não tem jogadores para este tipo de jogo, fica inócuo, é um time com média de altura pequena (Dudu, Willian, Jean, Guerra, Tche) só o Dyverson, com suas limitações consegue "brigar no ataque".
  13. A partir da metade do segundo tempo,o Palmeiras perdeu totalmente o meio de campo, pela lentidão do Jean e do Moisés, pelo estado do gramado é jogo físico, precisa mexer no time, o Zé Roberto não tem velocidade tem que sair, o lado dele no segundo tempo tá sem poças, vão jogar em cima
  14. Nos últimos jogos contra o Santos eles sempre exploraram a lentidão do Zé Roberto, desta vez, não vai ser diferente revezam o Copete e o Bruno Henrique no setor. Pelo fato do Zé não estar jogando, acho que está mais descansado, pode dar conta, mas se jogar o Zé, tem que ter o Tiago Santos de volante, Jean e Zé Roberto fica muito lento;
  15. Valeu muito pela vitória. Na minha opinião jogaria com o Tiago Santos, Moisés, Tche e Guerra no meio de campo e dois atacantes