Jump to content

Vini.Palestra

Debate PTD
  • Content Count

    2,307
  • Joined

  • Last visited

About Vini.Palestra

  • Rank
    Profissional
  • Birthday 04/22/1992

Contact Methods

  • Website URL
    www.twitter.com/vinic_miranda
  • Facebook
    facebook.com/vinimiranda22

Profile Information

  • Gender
    Masculino
  • Location
    Juiz de Fora

Recent Profile Visitors

5,848 profile views
  1. Você mesmo, na metade do texto, diz que tem que pagar os juros... A questão de antecipar o pagamento é trabalhar para evitar juros de 10mi/ano e que só crescem, além de ser um valor que poderia ser investido no futebol. Eu não sei como é a sua percepção dessa situação, mas pra mim é um erro claro esperar vender os jogadores que não renderam o esperado. Por exemplo, olhemos para o Borja, que todos sabem que o clube não vai recuperar 100% do que foi investido. Portanto, não é necessário esperar uma possível venda (se houver, pq vai pro 4º ano aqui) e deixar juros rolando pra começar a pagar.
  2. não é mentira, Ela não recebe, mas os juros estão correndo todos os meses ali. E o ponto da questão nunca foi se os atletas darão lucro ou prejuízo e sim que o clube tem dívida crescente com esses atletas, não faz questão nenhuma de encurtar os juros, negociar esses atletas para abater a dívida ou mesmo colocar em prática rapidamente um plano de pagamento para ter juros menores - cerca de 10mi/ano, como foi com o ex-presidente. Logo, o que entra de patrocínio volta como um "empréstimo".
  3. Esse sem gastar um tostão é a maior mentira que existe. TODOS que foram "presentes" terão um custo ao final do contrato. Enquanto não são vendidos ou ficam sem contratos, a patrocinadora recebe 900 mil reais todos os meses apenas de juros. E vai aumentando enquanto os jogadores continuam por aqui. Isso dá o salário de quase 1 Dudu por mês.
  4. Roger insistiu bem com Borja e, caso tivesse seguido no comando e mantendo a média, o colombiano faria algo perto de 30 gols. Seu posicionamento e finalização como 9 é muito melhor que Deyverson, mas a maioria acredita que não compensa sacrificar um jogador como Dudu, por exemplo, pra ele render um pouco mais. A escolha pelo Deyverson é pela característica do time. Sempre banquei e continuo mantendo que é o que condiciona esse estilo de jogo. Borja não prende bola, tem dificuldade fora da área, não ganha disputa aérea e o pressing dele é ruim. Deyverson num dia bom faz essas coisas razoavelmente bem. Mas é péssimo finalizador. E quando você joga com FM - de pouquíssima mobilidade seja para ser opção de passe, para pressionar ou recompor, e Bruno Henrique - que ataca muito a área em vez de participar da parte final da criação da jogada, você precisa de um 9 que sustente isso, dê tempo pro time se mexer e a jogada sair. A mudança pro ano q que vem passa por isso. Vão abrir mão do FM e, talvez, até do BH pra ter um meio-campo mais intenso? Duvido muito.
  5. 1- Jogar bem e se impor ao adversário é o primeiro passo para a vitória. Foi um time que criou e poderia ter saído com a vitória facilmente. Se analisar que o time teve mais de 20 finalizações e que Borja e Deyverson tiveram juntos cerca de 4 chances claras, o grande problema NESSE jogo foi a falta do LA. Se pegar a média de cerca de 2 finalizações no gol para marcar, com metade do desempenho habitual teria feito ao menos um gol. 2- Em mercados paralelos não existe a lógica de que quanto mais dinheiro, melhores os jogadores que você contrata. Porque os melhores estarão sempre nas melhores ligas. Com mais dinheiro, o que existe é a chance de escolher primeiro aqueles jogadores que "sobram" e se destacam mas não muito a ponto de ir direto pras ligas top. Então, na realidade, o abismo técnico nunca é tão grande como é, por exemplo, entre o camisa 10 do Barcelona e do Sevilla (que costuma ficar na 4ª posição). E se você quer fazer a relação posição-investimento, estamos atrás do único time que gastou mais que a gente em 2019. Então, em tese, o elenco entrega o que foi montado. Gastamos 250mi nesse elenco, e Flamengo gastou 300. Em segundo lugar, entra a questão da expectativa. Em 5 anos de reconstrução teremos 3 títulos nacionais e 2 vices. Somos o único time no Brasil que vai bater a marca de 5 temporadas seguidas marcando acima dos 100 gols. E, caso o time não perca do Flamengo, tem tudo para completar dois Brasileiros seguidos invictos no Allianz Parque. Tem falhas? É óbvio, principalmente na forma como direcionou a preparação para os torneios eliminatórios. t3- Esse é o elenco que foi campeão ano passado. E tem tudo pra ser o elenco com as duas maiores pontuações do clube em pontos corridos. O elenco de 2015, por exemplo, foi muito mais mal montado do que esse. Em outubro já tinha largado mão do BR pra focar na Copa do Brasil porque não havia a menor condição de pontuar com frequência. O desse ano tem problemas - alguns evidentes - mas o 2º lugar em 19 não caiu do céu. 4- Bons jogadores: Weverton, GG, VH, Luan, Marcos Rocha, Mayke, FM, BH, Ramires, Matheus Fernandes, Dudu, Luiz Adriano. São ruins? Não são. Você pode discutir casos como do Marcos Rocha (temos uma comparação interessante com Rafinha aqui), que sempre foi muito ofensivo e joga num modelo mais defensivo e tem algumas dificuldades na recomposição (apesar de ir muito bem no 1x1 em vários momentos). Ou do Felipe Melo, que desde ano passado não tem intensidade pra manter o ritmo como volante. Mas são bons jogadores e mais do que meia dúzia. O dobro, na verdade.
  6. A - Ele precisava de um lugar no Brasil pra se recuperar e Palmeiras precisava dar uma reposta ao péssimo momento da dupla Borja e Deyverson. Sem grandes custos, não vai deixar saudade. B - Acho o grande absurdo da gestão do Mattos, mesmo sendo contra a saída dele. Achei desprezível a forma como mandou embora o maior treinador da SEP. Agora, em termos de futebol jogado, o resultado prático seria mais o menos o mesmo. Há diferenças no trabalho mas não sei se com Mano daremos o passo que precisamos.
  7. Assisti os dois jogos. E vi o clássico no Pacaembu. Não tem ilusão. E só o jogo contra o sccp tem muito argumento aí pra mostrar que o time não jogou mal. E não está tudo bem. Assim como não estava quando emplacamos 33 jogos invictos no BR. A ilusão está em você acreditar que o Palmeiras é uma instituição suprema acima do bem e do mal e apenas porque tem um dos maiores orçamentos vai atropelar todos os times. Não vai. Nem flamengo faz. Inclusive, tem uns 5 ou 6 jogos que têm jogado pro gasto. E em segundo lugar, infelizmente, não ganharemos todos os anos. Mas entre não ganhar título e o elenco/trabalho ser uma completa catástrofe tem um abismo aí. E realmente acredito que não seja difícil enxergar isso. A menos que a vontade seja apenas descontar a frustração diária no time. O grosso do time tá formado. Tem vários bons jogadores nesse elenco. E isso é bem claro. O que precisa é ajustarmos para conseguir dar um passo a frente novamente para voltarmos a ganhar títulos na próxima temporada.
  8. Qualquer coisa é melhor que aquele pasto que estávamos jogando no pós-show. Sempre disse que uma parte da má qualidade do futebol no Brasil são os gramados. A bola chega quicando, aí o jogador perde 1,2 segundos pra dominar, ajeitar o corpo e dar o passe. Nesse tempo a marcação já apertou, o adversário fechou os espaços e o jogo fica mais lento. Só reparar como há pouquíssimos passes de primeira por aqui... Espero que resolva!
  9. E mesmo com só um lateral reserva, dois volantes reservas e no ataque Dudu e um 9 bichado estamos em segundo lugar com folga pro terceiro. Melhor pontuação da história do clube nos pontos corridos. Que elenco terrível, meu deus! Imagina se a gente tivesse ao menos 11 jogadores pra entrar em campo... dava pra vencer as 38 rodadas.
  10. que Gabriel Silva. O ex-palmeiras? Sim, o melhor parece ser o Jorge. Mas não sei se seria tão incontestável assim. Na Europa não emplacou e mesmo no Santos ainda oscila. Ele deve custar perto de 8mi de euros. Dependendo da situação, pode ser mais interessante manter DB e usar essa grana num meiocampo...
  11. Vocês discutem a saída do DB. Até aí tudo bem. Particularmente acho um #*&! babaca e nunca jogou o que prometia no Cruzeiro. Contudo, a pergunta mais importante é: Quem viria pro lugar dele? No Brasil, hoje, temos Filipe Luís e mais nada! Mesmo com todos os problemas, ele tá no top3 de LE por aqui. Por mim jogaria o Esteves por ali. Mas também não posso ser hipócrita de cobrar a utilização de vários garotos enquanto peço um elenco com nomes incontestáveis pra 2020...
  12. ninguém tem elenco estrelado. E acho que essa campanha do flamengo tem feito muita gente subestimar esse elenco do palmeiras. quase 70j no ano e tem 8 derrotas. Ficou 33j invicto e seria líder em 14 das últimas 16 edições do BR. Tá longe de ser pouca coisa. Se fosse elenco mediano estaria na metade da tabela. Pra nível Brasil é bom. Tanto que, tirando o gol bizarro poderíamos ter ganhado até com facilidade do Vasco com vários reservas.
  13. Sim, eles foram cirúrgicos. Mas olhando o mercado, exceto Gerson e o zagueiro espanhol, as outras contratações foram aquelas óbvias né. Então a chance de errar foi minimizada porque as opções foram poucas. Eles tinham buracos nas laterais e casou com a saída de Rafinha e Filipe Luís de seus times. Gabigol era a única grande opção disponível dentro da realidade deles. O próprio Bruno Henrique foi contratado porque o Santos queria negociar ele pra fazer caixa, mas não queria vender para nós. E por esse motivo eu sou a favor do Palmeiras segurar o $$ pra investir no meio do ano. É quando a janela na europa esquenta e os times liberam mais facilmente bons jogadores que não estão nos planos deles. Tanto que, se analisar, nossas melhores contratações foram sempre nessas janelas. VH, Gomez, Luiz Adriano, Bruno Henrique, Felipe Melo. Todos vieram numa condição de saída da europa facilitada.
  14. O que o Flamengo investiu essa temporada não veremos outro ano nesse nível e volume tão cedo, provavelmente. Não tem como imitar se não tem o mesmo $$$. Pra efeito de comparação, faturaram até o 3º trimestre o mesmo que nós ano passado, nosso melhor ano. Além do orçamento gigantesco das cotas de tv, foram turbinados por 80mi de euros das vendas de Vinicius Jr e Paquetá. Com isso despejaram essa grana em contratações e salários, inclusive adiantando uma parte que gastariam na janela de janeiro de 2020. O Palmeiras nunca teve tanto dinheiro assim para compra e pgto de salários. A vantagem que teremos para 2020 é que já entramos o ano com cota da RGT e já temos um elenco formado, podendo investir mais em menos jogadores.
  15. O que separou flamengo de nós foi a capacidade de elevar o patamar de investimento de forma agressiva e muito acima da média do resto. Nós, até então líder nesse quesito, montamos o elenco investindo - em média - de 4 a 6mi de euros em jogadores com potencial e os maiores salários por volta dos 600, 700k. (Aqui não vale a pena entrar muito em detalhes, mas seguimos esse caminho pela falta de acordo com a rgt pelo PPV, filosofia de investimentos, necessidade de pagar dívidas e outros fatores) Eles destruíram completamente essa média. Gerson custou 12mi por 90%. Arrascaeta vai ficar de 15 a 20mi de euros se bater todas as metas. Gabigol era o maior salário do Brasil. Rafinha e Felipe Luís vieram com salários também muito maiores do que a média da posição ou mesmo pra defensores. E isso pesa - e muito. Porque apesar de, no futebol, o orçamento não ser "O" fator determinante na maioria das vezes, é evidente o salto que esse investimento levou ao time.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.