Palestra-Italia

Membro
  • Total de itens

    1.439
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Palestra-Italia

  • Rank
    Categoria Estrela

Profile Information

  • Gênero
    Male
  1. Depois dos dois atacantes furarem uma bola sozinhos na pequena área, ficou previsível que o time iria acabar tomando um gol bobo. Duas coisas chamaram atenção: 1- Existe treino de bola parada ? Porque não é possível errar todos cruzamento daquele jeito. Final do jogo, falta próxima da área, e me vem o Deyverson para cobrar. 2- Não ganhamos uma bola aérea ofensiva, nem mesmo aquelas cabeçadas mascadas conseguimos.
  2. Horas antes do jogo já era previsto que o campo não estaria em condições ideais, principalmente no primeiro tempo. Agora, você começar com Jean e Willian nesse tipo de jogo é acreditar no impossível, era jogo pra Thiago Santos, Bruno Henrique e Borja sair trombando com todo mundo, não existe técnica naquela condição. Resumindo, as substituições foram invertidas.
  3. Concordo. Impressionante como o Deyverson ganhou todas pelo alto fazendo a casquinha. Outro lance que pode passar despercebido é o passe que deu para o Willian na jogada do gol.
  4. Pênalti claro não marcado no Dudu. Falta próxima da área não marcada no Deyverson. Leo Pelé bateu uma barbaridade e saiu sem nenhum cartão.
  5. Juninho: Ótima partida. Tem boa impulsão nas bolas áreas, é veloz e de boa recuperação, com isso consegue fazer a cobertura nas subidas do Egídio e nos contra-ataque do Coritiba fez o desarme até pelo lado direito da defesa. Características essas muito semelhantes ao do Vitor Hugo. Com a sequência e ganhando confiança tem tudo pra se firmar como titular. Deyverson: Fez sua melhor partida com a camisa do Palmeiras. Ganhou a maioria das bolas esticadas, sabe o momento de prender a bola e esperar a aproximação e o momento de acelerar, teve boa movimentação e etc. É um jogador inteligente taticamente (Ter feito toda sua carreira na Europa contribui muito pra isso) apesar de as vezes ter certa dificuldade técnica. Roger Guedes: Novamente o banco fez bem à ele. Sempre deu sequência na jogada quando recebeu a bola, seja em um passe rápido ou na jogada individual, algo por exemplo que o Keno deve dificuldades em fazer no primeiro tempo e que o próprio Guedes vinha pecando nas ultimas atuações.
  6. Imaginei que o Deyverson perderia o pênalti pelo seu posicionamento estranho pra um canhoto. Mudou tanto a direção na corrida e o ângulo do corpo que chegou pra bola já desequilibrado e sem força para o chute.
  7. até

    Qual a função do Bruno Henrique no jogo ? O cara é nulo.
  8. Tratando-se de Felipe Melo é resolver um problema e esperar outro acontecer. Se não for com o Cuca, vai ser com o próximo técnico, jogador, comissão... O cara foi assim a vida inteira e não é agora em final de carreira que vai mudar o comportamento.
  9. Parabéns, ficou excelente.
  10. Apoiado.
  11. Exato. As entrevistas do Cuca durante a semana falando que gosta de montar times, indicar jogadores, que ano que vem com um time montado por ele dará melhores resultados e bláblá. Cuca tem que lembrar que é apenas o técnico, ele tem que se adaptar ao clube, as características dos jogadores e, não o contrario. Palmeiras não pode trocar meio time a cada temporada fazendo a vontade do treinador, nessa o Palmeiras trouxe um centroavante por 20 milhões porque o outro disponível não marcava os zagueiros, um volante de 15 milhões porque encaixa melhor no modelo de jogo do treinador, e se o Cuca decide sair no final de ano, como fica ? Vai continuar saindo jogador que sequer foi testado ?
  12. Difícil vencer quando o time toma gol em todos os jogos. Até contra um adversário que estava há três jogos sem marcar.
  13. Vamos ser sinceros, o Cuca está totalmente perdido.
  14. Sim. No 4-4-2 o Guerra não ficará sobrecarregado na armação e o Guedes deve ter maior liberdade de movimentação. Espero que se confirme na prática.
  15. Keno é peladeiro demais pra esse tipo de jogo.