Jump to content

Alesbier

Debate PTD
  • Content Count

    466
  • Joined

  • Last visited

About Alesbier

  • Rank
    Sub-14
  • Birthday 01/19/1987

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Profile Information

  • Gender
    Masculino
  • Location
    Florianópolis

Recent Profile Visitors

2,255 profile views
  1. Pior não. Ta igual! Time do Felipão depois da copa américa era inofensivo também.
  2. Faria sentido se o Dudu rendesse jogando centralizado. Dudu tem drible, passe e condução de bola, mas também não rende quando joga centralizado. Veja que desde que começamos a jogar no 4231/433 já passaram nessa posição: Cleiton Xavier, Moises, Lucas Lima, Scarpa, Guerra, Allione, Zé Rafael, Goulart, Hyoran, Rafael Veiga. O único que rendeu foi o Cleiton Xavier na campanha em que fomos campeões em 2016. E na minha análise, o Cuca escolheu armar o time dessa forma porque ele sabia que não tinha um meio de campo driblador, mas sim um cara de poucos toques na bola mas com passe preciso. Não tinha outra opção para o Cuca colocar ali no meio, só o Cleiton. Fez então um esquema que não exige muito do meio campista, que era o que o Cleiton precisava pois já estava com 33 anos. Então, a forma como estamos jogando hoje é exatamente igual a 2016, mas as peças tem características diferentes e por isso não rendem. O problema não são os nossos jogadores, mas sim esse esquema que praticamente anula as qualidades do meio campista. É quase como se o jogador fosse situacional, sendo exigido somente em momento específicos na partida. Hoje cobramos muito para que Lucas Lima e Scarpa apareçam mais pro jogo. Mas como que o cara vai fazer isso se o esquema quase suprime o cara do jogo?
  3. Tu ta dizendo então que gostava do estilo de jogo do Felipão com lateral na área e ligação direta pro Deyverson? Ou pior, que deveria voltar a jogar assim? O estilo de jogo do Felipão tinha prazo de validade. Quando os times aprenderam a jogar contra o Palmeiras, que não é la muito difícil, despencamos. É só marcar o Dudu e ficar cuidando das sobras nas casquinhas do Deyverson. Só restava a bola parada. Time de Felipão cruzava a bola na área torcendo pra alguém meter a perna na frente pra ganhar um escanteio. Dudu, MR e DB mirava na perna do adversário pra forçar ganhar um escanteio.
  4. Com a subida mais frequente do BH pra tentar finalizar ao gol, quem fica sozinho la atrás protegendo a zaga? Felipe Melo! Que inclusive já percebeu que vai ter que correr mais, e agora não sei se propositalmente ou devido a esse fator, seu rendimento caiu. Jogo contra o Santos, o time perdia a bola la na frente e ele trotando pra voltar pra marcar. Pra mim, ta claramente tocando o foda-se. Te externalizando durante a partida que desse novo jeito de jogar, ele não vai correr atrás de atacante. O resultado já vimos e ele tem um lado bom e um lado ruim. O lado bom é que o BH voltou a participar mais do jogo e finalizar ao gol. O lado ruim é que agora temos um vazio no meio de campo, maior do que aquele que já tínhamos. Tem solução? Claro que tem. Mas começa por sacar o FM que vinha jogando muito bem e repentinamente não esta jogando nada. Tira DB e coloca VL pra dar uma proteção maior defensiva. O DB quando sobe não tem feito que preste. Chama o MR no canto e fala que se ele continuar indo seco pra desarmar, vai ser sacado do time. Ele tinha melhorado muito nesse quesito, mas parece que quando muda técnico, os caras voltam a mostrar os vícios antigos. Chama o Dudu e fala que ele tem que pensar mais o jogo. Parar de tentar cavar faltinha que arma contra-ataque pro adversário e saber a hora de tocar e de chutar. Esse time não consegue fazer bem as duas coisas, defender e atacar. Ou ataca bem e deixa a zaga desprotegida. Ou defende bem e não consegue criar jogada de gol. O que mais me irrita é que todo mundo sabe que pra mudar isso tem que mexer no esquema. Mas parece que se parar de usar o 4231 o apocalipse vem. Se colocar 2 meias pra jogar junto, o sol vai cair.
  5. Me desculpe, mas pedir desculpas pro felipao e criticar o trabalho do mano é contraditório. O mano faz a mesma coisa que o felipao fazia. Só que com mais posse de bola. Mano está cometendo os mesmos erros, de manter DB na lateral, de não tirar o BH do time, de manter esse engessado 4231. Enquanto não mudar esse esquema e encontrar outras formas de jogar, não seremos competitivos contra times maiores. Os menores não tem recursos humanos suficientes pra parar nosso estilo de jogo. Mas os times que tem, o fazem com uma certa facilidade. O. Erro está em achar que do jeito que está ta bom. E tanto felipao quanto mano cometem esse erro.
  6. Esse é o texto do livro de regras da CBF: Tocar a bola com a mão Praticará a infração o jogador que: • tocar a bola com a mão/braço de forma voluntária, sobretudo quando houver movimento da mão/braço em direção à bola; • ganhar a posse/controle da bola após esta tocar em sua mão/braço e quando: ----• marcar um gol na equipe adversária; ----• criar uma clara oportunidade de gol. ----• marcar um gol na equipe adversária, após a bola tocar em sua mão/braço, ainda que acidentalmente, inclusive o goleiro. O toque de mão não gerou uma clara oportunidade de gol. A bola sobrou para outro jogador do Palmeiras sem oportunidade de gol clara. O passe que ele deu depois, daí sim teve chance clara de gol, mas não por causa do toque de mão, mas por causa do toque que ele deu que colocou o BH na cada do gol.
  7. Na verdade a descrição da regra é para lance em que após pegar na mão, resulte em gol imediato. Como o Jô fez anos atras, ou o Henry que eliminou a Holanda na eliminatório, ou o gol do Maradona na copa. No caso do lance do William, vale a regra que se bateu na mão do atacante, mesmo que involuntário, é falta. O que acontece, é que antes de bater na mão dele, teve a falta e um toque de mão do jogador do Inter. Ou seja, para marcar o que ele marcou, tem que ignorar 2 ações do adversário antes de acontecer o toque na mão do bigode.
  8. Teve toque de mão do William sim e duas vezes ainda. Só que a primeira vez, toca primeira na mão do jogador do Inter que tava com o braço bem esticado. A bola bate primeiro nele e depois toca no braço do William. Depois quando o William cai, a bola bate no queixo e espirra na mão dele. Ou seja. Sofreu a falta e depois o jogador do Inter toca primeiro na bola. Arbitro deu vantagem no lance porque entendeu que era falta. Depois voltou atrás e desconsiderou a falta e também o toque de mão do jogador do Inter.
  9. Weverton não foi bem não. Fez 1 boa defesa e só. No lance anterior ao do gol, pulou na bola e recolheu os braços. Sorte que bateu na trave. Mas RECOLHER O BRAÇO? Que porra de goleiro é esse que vai na bola pra não pegar ela? Jogo passado teve um lance que ele tirou a mão da bola também. No lance do gol, acho que poderia ter pego. A cabeçada do VH foi um lance mais difícil e o Lomba pegou. Weverton é o típico mão de alface e mão de pau. Bola que bate na mão sempre passa. Bola que vem pra agarrar, sempre espalma. Hyoran é pra entrar no segundo tempo. Tem velocidade e drible, mas só consegue ter sucesso quando o outro time ta cansado. FM tava jogando de costas. Volante lento que recebe a bola de frente pra zaga, ou entrega de novo pro zagueiro ou tenta girar. Só que pra girar, precisa ser rápido. E nem FM nem BH são volantes rápidos. MR, temos que levar em consideração que quem cobre a lateral junto com ele pra marcar é o Dudu. E o Dudu não marca nada. MR tem que se virar sozinho ali naquele lado. E tem feito um bom papel defensivo. Tanto é que é o lider de desarmes do campeonato. Além disso, ainda apoia bem e quando não da certo, tem que voltar correndo porque o Dudu não volta pra cobrir o avanço dele. DB é o tipo do cara que eu odiaria jogar com ele numa pelada. Só reclama do que os outros fazem, mas na hora de mostrar serviço fica devendo. Mas acho que é o líder isolado em passar correndo na lateral e não receber a bola.
  10. Dos jogadores que o Mattos contratou sem influência de treinador, somente discordo do Weverton. Esse não deveria ter trazido. Os outros, todos são bons jogadores que de alguma forma agregam, ou que era unanimidade entre a torcida e que depois viu-se que não era bem assim. Coincidência ou não, os jogadores mais contestados hoje, são fruto de pedidos dos treinadores.
  11. Dudu não consegue jogar com outro protagonista. Não esqueçam das muitas vezes que o DB passa voando livre na lateral e o Dudu puxa pra perna direita pra cruzar na área. Ou das vezes que o Lucas Lima fazia a aproximação pra tentar uma triangulação e não recebia a bola. O Guerra sempre chamava a bola e também nunca recebia dele. Ou então o Scarpa. Dudu é nosso melhor jogador. Mas ele simplesmente faz várias escolhas erradas durante o jogo. Chuta quando tem que cruzar. Cruza quando tem que chutar. Cruza em cima do zagueiro pra ganhar escanteio quando tem gente entrando livre no segundo pau. Tenta cavar faltas quando ta o time inteiro no ataque e arma contra-ataques pro adversário. Bate escanteio rasteiro no primeiro pau. Dudu quando toma as decisões certas faz um estrago! O problema é que geralmente toma as decisões erradas. A crítica com o Felipão era que ele fazia substituições 6 por meia duzia. Ou então que não dava oportunidade para quem tava entrando melhor do que quem tava de titular. Aí passam 4 jogos e essas mesmas coisas estão se repetindo com o Mano. Ou seja, é mais do mesmo, só que com uma pessoa diferente. Escrevi em outro tópico. O Mano não vai mexer no time a não ser que comece a perder. Só que se começar a perder, paramos de brigar pelo título. Então vai ser isso aí até o final do campeonato. A continuidade da base do estilo de jogo do Felipão, só que com mais posse de bola e um pouco menos de chutão.
  12. Pouquissima diferença do tipo de jogo que derrubou Felipão, pra esse estilo de jogo do Mano. A diferença é que a zaga ta mais consistente e o time fica mais tempo com a bola. Pra fazer a mesma coisa que o Felipão tava fazendo, só que com sangue novo, não precisava ser um técnico medalhão. E eu achando que teríamos variação no esquema. Substituições diferentes. Mérito pra quem vem jogando melhor. Sinuca de bico pra nós torcedores. Só vai mexer no time se começar a perder. Se começar a perder, para de brigar pelo título. Ou seja. Vamos com mais do mesmo até o final do campeonato!
  13. Weverton fez uma defesa o jogo todo. Só me preocupa ter espalmado a pola pra dentro da área. Isso simplesmente não pode acontecer e ele tem essa deficiência e parece que não arruma nunca. Continuo achando ele o mais fraco dos nossos goleiro. Scarpa o pessoal chama de sonolento igual falavam do Alex. Ele é o único da nossa equipa com talento suficiente pra decidir um jogo sozinho. Deixa o cara jogar. Sonolento ou não, não atrapalha. No pior das hipóteses vai tentar um chute de fora da área com direção. William não esta em condição de começar jogo. Segundo tempo entra bem. Hoje não fez nada o jogo todo. Bruno Henrique ainda devagar, mas deixando de perder a bola por ali na zaga já ta bom.
  14. Felipão cavou a própria demissão. Uma coisa é tentar corrigir, outra é fazer sempre a mesma coisa esperando um resultado diferente. E esse foi o retrato desse pós-copa do Felipão. Enquanto todos os times se prepararam para derrotar o Palmeiras, o Palmeiras não se preparou para deixar de ser previsível. Pelas últimas coletivas, era evidente que nem ele sabia mais o que fazer. "A gente tem que trabalhar, corrigir uma coisa ou outra". A culpa estava sempre no time e nunca nas próprias convicções e na escalação. Aí chega no dia do jogo e repete os mesmos erros. Teve uma série invicta, mas era castelo de areia. Os problemas do time eram óbvios e nunca foram corrigidos. Podem se apoiar nesse fato para tentar justificar que a demissão foi injusta, mas a verdade é que apesar dos "camarões" e de ter sua lista de jogadores atendida, preferia botar pra jogar a panelinha dele. Seguimos o ciclo do Palmeiras. O próximo técnico vai chegar, corrigir os erros crassos que o treinador antigo não via ou não queria corrigir e o time voltará a melhorar e brigar pelo título.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.