Jump to content

Exagerado

User
  • Content Count

    789
  • Joined

  • Last visited

About Exagerado

  • Rank
    Sub-17

Profile Information

  • Gender
    Masculino

Recent Profile Visitors

1,283 profile views
  1. Estamos elogiando as medidas contra a gripe espanhola. É isso né? Covid-19 é outro assunto.
  2. Todos com medo, o Presidente, os jogadores e nos torcedores por causa dos primeiros. kkkk E pensar que cada vez que esse elenco descansa volta uma draga. Dudu mesmo, se para três dias já volta uma bolinha.
  3. Quem falar estar tranquilo para o próximo jogo mentiu! Essa incerteza que não pode continuar. Nem contra os gambas, estando um lástima, a sensação é que novamente vamos dar sobrevida para os caras. Não fosse as costumeiras escorregadas desse elenco e os falidos estariam em crise seríssima há muito tempo.
  4. O mundo não acabou por um empate. Paulistinha, né minha gente? Vontade? Pedimos e tá rolando. Questiono apenas os dois recém contratados serem com sobras os mais consistentes. O fato é que perdemos a liga com certos jogadores. Sabíamos que era preciso renovar. Paciência. Não sou eu que vou jogar contra durante 2020 inteiro. Vamos com o que tem. Na Libertadores veio a vitória. Isso que importa. Não vou lamentar empate contra time covarde, num campeonato para televisão ganhar dinheiro. Nem deveria ter mais esse formato. Esqueçam o treinador. Precisamos de caras novas em campo. Contando os segundos para a vinda de um LD, não é Sr. Marcos Rocha?
  5. Eu sei que o Palmeiras foi Campeão Mundial em 51, levando em consideração os critérios daquele tempo. É importante. Porém não perco um segundo para defender isso. Algumas piadas acho até engraçadas. Do nada, nuns assuntos muito aleatórios, a pessoa levanta a polêmica. Que seja assim. Isso mostra força, não fraqueza. Deixem falar. Na época que estávamos em baixa poucos falavam do Palmeiras e já tive que aguentar gambá dizendo ter pena do Palmeiras. E não era sacanagem. O sentimento era real de não ter o rival para disputar. Então é isso. História tem o peso que dever ter. O que eu quero mesmo é saber do agora. Vamos ou não ganhar mais um?
  6. No meu modo de ver pagaremos a conta das cagadas anteriores. Pensando na dinâmica 2019/2020, me parece que o Palmeiras abriu o mercado e colocou preço em todos os jogadores desse elenco. Porém a época é de baixa e as propostas não vieram. Ficaram os mesmos jogadores, lentos, caros e que se seguram no que já foram capazes de fazer. Não estou dizendo que nosso time é ruim. Temos sim um bom elenco. Porém, nem por um segundo traz tranquilidade. Toda partida que eles entram em campo é uma incógnita. Sabemos que podemos vencer, mas não surpreendeu ninguém a derrota para o RB, tampouco está excluída um massacre no meio do caminho. O Palmeiras atual é um bom time, tanto que vencerá muito mais do que perderá em 2020. No entanto, basta estarem em campo, contra qualquer time, que as chances de perder são reais. Por isso que viveremos altos e baixos na identificação com esses jogadores pelo caminho. No final, eles fazem essas partidas frias que nos acostumamos a ver e ficamos aqui, brigando uns com os outros atrás da emoção que o campo não oferece.
  7. Kardec e Barcos. E olha que nessa época nem de perto tínhamos a capacidade financeira de agora.
  8. Depois da novela Rony, finalmente o Dudu seria desonerado. Em tese, teríamos dois pontas quebradores de linha. Abre a marcação adversária no meio campo para a chegada com maior profundidade. Porém estão dizendo que o Dudu foi deslocado para jogar de meia. Tudo pela bagunça que foi o jogo contra o Santos? É isso? Em que momento me perdi na lógica? Se o Luxemburgo ficou desencantado com os meias, recua o LA e centraliza o Willian. Mantém os quebradores de linha na função deles, pois seriam as melhores alternativas ofensivas. Enfim, vai saber o que treinaram... o jeito é esperar. Ramires e BH vão fazer o time voar em campo... sqn
  9. UOL/Folha? Respeito ou credibilidade na mesma frase? Nem sei o que dizer. Leva mal, preciso tomar um ar. Vou até ali. Chega de fórum hoje.
  10. Não vejo essa preocupação com o risco de exploração do preço. O próprio mercado corrige isso. Se a possibilidade de compra e revenda for por partida, você estará certo, legalizam os cambistas. Porém, se for por campeonato inteiro a compra e revenda por partida, não há problema algum. Exemplo: um torcedor pode comprar o campeonato inteiro e vender clássicos e partidas eliminatórias para economizar o investimento. Em outras palavras, compra o campeonato com ticket médio por R$ 150,00. Supondo que terá acesso a 40 partidas. Custo: R$ 6 mil. No ano ele vende final do paulista e jogos da libertadores por R$ 400,00. Digamos, 8 partidas. R$ 2.400,00. No fim, ele assistirá todas as demais partidas com o custo de R$ 87,50. Outro cenário: o Palmeiras na emplaca essas jogos de forte procura, tendo um ano atípico. O torcedor pode negociar os últimos 15 ingressos por R$ 50,00 ou oferecer por leilão partindo de R$ 15. Reduz o investimento inicial, ao mesmo tempo que coloca no estádio o torcedor raiz, que não perderá a experiência de estar no estádio para ficar vaiando o time. Ao contrário, veríamos a torcida empurrar o time. Perguntas: 1) Muda alguma coisa para o Palmeiras? 2) Qual o problema de vender um produto para que deseje livremente pagar R$ 400,00? Acredito que todos saem ganhando. A proposta é muito boa, no meu modo de ver. O ajuste é que mesmo o comprador da revenda deveria estar ao menos no plano básico do Avanti.
  11. A ideia é muito boa. Eu também já tinha formulado algo parecido. Aliás, poderiam ampliar para todo o estádio. A venda poderia ser para além de torcedores, empresas interessadas em parcerias e promoções. Por exemplo, se o Sondas (supermercado forte na região) desejasse, poderia comprar 100 cadeiras e distribuir para torcedores que fizessem compras semanais acima de R$ 200, utilizando cartão de crédito Sondas/Palmeiras/Crefisa. Modelo infinito para ser pensado e replicado. Outro exemplo: Lojas esportivas poderiam fornecer ingressos para clientes que gastassem os maiores valores com produtos do Palmeiras. Uma empresa pequena não poderia, nem por sonho, competir com a Crefisa. Porém, poderia se vincular ao Palmeiras mediante a compra de algumas cadeiras patrocinadas. Na cadeira estaria o logo pequenino com a marca. Uma padaria da região investiria em duas cadeiras e semanalmente ofertaria aos clientes segundo critérios próprios. Além dos próprios torcedores. Garantem o ano inteiro de acesso ao estádio, mas se resguardam de reduzir perdas se não puderem ou não quiserem comparecer. Palmeiras teria a renda toda de estádio já no mês de janeiro e fevereiro, podendo receber adicionais dessas transações paralelas. Porém, a WTorres teria que planejar melhor os shows para não micar e prejudicar essas promoções.
  12. Correto. Avanti tem que retomar o caminho positivo. Se o torcedor quiser saborear o prato principal ( Libertadores, Finais, clássicos) tem que traçar estratégia para preencher presença em jogos pequenos. Começo de ano, campeonato paulista, deveria ter setores promocionais. Se aproveitar a promoção, não soma rating. Aposto que muita gente tem vontade de conhecer o Allianz, mas para algumas famílias o preço é proibitivo. Novamente. Começo de ano é complicado. O sujeito vem das festas de natal e ano novo, já parte para encarar a lista de material escolar (do filho ou do neto), matrícula, IPVA e o que sobrar vai para cerveja no carnaval. Pagar caro em jogo que está na TV ou no bar da esquina é complicado. Palmeiras terminou 2019 em baixa e não houve contratação de impacto para puxar a torcida. Se melhorar os resultados e a forma de jogar, retoma a empolgação. Parece que está acontecendo, já jogamos melhor. Partida contra o Guarani choveu o dia todo e foi no meio da semana! Tanta coisa para prejudicar, algumas por equívocos administrativos, outras por fatores externos, que só mostra a idiotice da matéria. Quem lotou estádio no campeonato paulista até aqui? A verdade é que a precificação do ingresso é altamente complexa. Não existe certo ou errado, pois o que define o alvo é a reação dos consumidores. O clube sabe apenas depois do jogo se atingiu o preço máximo para garantir o maior lucro possível. Por fim, venho alertando, as vezes é melhor para o Palmeiras arrecadar R$ 1 MI com ocupação de 50%, do que os mesmo R$ 1 MI para 100%. No último caso a logística da partida será muito mais cara. No primeiro cenário o lucro é maior. Acho que a prioridade do clube tem que ser sempre a torcida, mesmo que a renda seja menor, seguindo o raciocínio anterior. No entanto, não tem como ser competitivo rasgando dinheiro. Muito difícil a decisão. É notório que as facilidades do mundo moderno reduzem a ocupação dos estádios. O futuro dos clubes é sobreviver com a renda de streaming. Vai ganhar quem tiver mais pessoas assistindo longe do estádio. Enquanto o futuro não acontece, tem que administrar o que será um elefante branco daqui uns anos. Por ora, a viabilidade do estádio desafia a retomada positiva do Avanti.
  13. Que merda, estragou meu dia só de pensar. Nem sei o que dizer. Acho mais provável que o Cadu mantenha o "não" futebol que o alçou a posição de dispensável número 1, do que esperar a coerência por parte da torcida.
  14. Exatamente como penso. Se veio torcerei para ele arrebentar. Dane-se se fui contra a contração. Agora sou a favor do Palmeiras. Ele arrebentando, ganhamos todos.
  15. Quando se pensa que não pode piorar. Nem sei o que dizer sobre isso. Como faz para escolher entre: Descompromissado em Grau Hard X Aposentado, Bichado e Descompromissado? Eu escolho nenhum dos dois. Leva o DB e paga se um dia puder.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.