Gerson SEP

Administrador
  • Total de itens

    3.019
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Gerson SEP

  • Rank
    Categoria Estrela
  • Data de Nascimento 13-02-1987

Profile Information

  • Gênero
    Masculino
  • Localização
    São Paulo

Últimos Visitantes

5.660 visualizações
  1. É difícil para nós Palmeirenses, depois de 2016, acreditar nisso, mas o Cuca 2017 foi mal demais. Não estou falando de títulos, conquistas, etc (estes com muito mais culpados envolvidos). Me refiro à sua obrigação como treinador: formação tática, variação, avaliar perfil dos jogadores e encontrar posições onde podem render mais etc.
  2. Dudu fica em 2018? Será que esse desanimo é uma fase?
  3. Concordo em tudo. Será que o Dudu está assim por não termos mais chances de nada além da libertadores? Ele sempre foi jogador que gostou de decisões ou de estar em condições de ganhar. Se for isso alguém tem que lembra-lo que ficar entre os 4 esse ano é garantia de um ano de 2018 competitivo.
  4. É, parece num primeiro momento que o Cuca de 2017 não deixará saudades...
  5. Sério isso?
  6. O dia em que algum técnico brasileiro tiver o nível de um técnico europeu, eles podem reclamar da estabilidade dos clubes da europa (que nem é tão grande assim, na maioria). Agora, os técnicos daqui são, como os jogadores, na sua maioria reativos. E mesmo os que conseguem resultados sequentes, não são bons, vide MO. Qual seria o técnico que teria mais estabilidade que outros? E por quê? A resposta demonstra minha tese.
  7. Pessoal, vamos manter o respeito.
  8. Pessoal, vamos manter esse bom nível de discussão e evitar troca de ofensas.
  9. Pessoal, vamos manter o respeito e a ordem, por favor.
  10. Resumo do Palmeiras 2017.
  11. Sua principal dificuldade, porém, foi nas disputas em velocidade. No primeiro gol do Desportivo Brasil, em contra-ataque, ele não acompanhou a subida do adversário, que invadiu a área livre e vazou Jailson. Fonte: RGT
  12. Vocês estão malucos. Ele tomou maior calor no jogo treino na sexta. Imagine em um jogo oficial na quinta. Ele não tem mais pique pra isso não.
  13. Avaliar um um atacante somente pelos gols, não abrange tudo, mas realmente e com certeza é o principal indicador à ser medido. Todo mundo que trabalha com indicadores (business intelligence) sabe que todo indicador deve ser analisado sobre o contexto que está inserido. Mas resumidamente, se um atacante não faz gols (sua principal função) algo não está certo. Deyverson com poucos gols significa que é ruim? Pode ser que não. Mas ao se analisar o contexto, vemos sim claras deficiências, como lances em que são necessários mais habilidades ou mais pontaria, por exemplo. Fica mais fácil ainda quando vemos que o William, no mesmo time, é muito mais eficiente. Agora, não considerar um erro gastar 51 milhões em nossos atuais atacantes, é ser um pouco míope. Só receber bola mastigada, redonda e fácil para marcar gol é o sonho de todo atacante, mas a realidade de poucos (bem poucos) no Brasil.
  14. Olha como as coisas mudam. Ano passado ninguém lembrava do Arouca. Agora ele pode se tornar uma opção, caso volte bem. E nosso meio de campo não perdeu jogador...