Jump to content

Sign in to follow this  
Eduardo Luiz

Palmeiras x River Plate - Atuação do técnico

Recommended Posts

Just now, Bruno_Palestra said:

A impressão que fiquei, é que o Abel meio que manteve o que deu certo na Argentina, mas o Gallardo se preparou para jogar em cima do que deu certo lá.

Nisso o Abel ficou perdido.

Sem contar o fato que os jogadores sentiram demais.

Exato, como o pessoal já falou no fórum. O Gallardo devolveu o nó tático com a escalação de 3 zagueiros. Anulou completamente o nosso time. O Abel ficou sem saber o que fazer. Ou como já mencionaram também não tinha peças para mexer.

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 minutos atrás, Bruno_Palestra disse:

A impressão que fiquei, é que o Abel meio que manteve o que deu certo na Argentina, mas o Gallardo se preparou para jogar em cima do que deu certo lá.

Nisso o Abel ficou perdido.

Sem contar o fato que os jogadores sentiram demais.

 

 

Gallardo espelhou o jogo !!!!!!!!!! e os jogadores sentiram mesmo, na final tem que jogar como no primeiro jogo na Argentina !!!!!!!!!!!!!!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, GreenSicKvyral disse:

Exato, como o pessoal já falou no fórum. O Gallardo devolveu o nó tático com a escalação de 3 zagueiros. Anulou completamente o nosso time. O Abel ficou sem saber o que fazer. Ou como já mencionaram também não tinha peças para mexer.

 

 

 

O veron e o Patrick de Paula fizeram muita falta !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
52 minutes ago, Bruno_Palestra said:

A impressão que fiquei, é que o Abel meio que manteve o que deu certo na Argentina, mas o Gallardo se preparou para jogar em cima do que deu certo lá.

Nisso o Abel ficou perdido.

Sem contar o fato que os jogadores sentiram demais.

Exato.. O Abel quis manter os 5 atrás, sendo que claramente não estava dando certo.. Só mais para o fim que ele tirou o GM da "zaga". O time jogou boa parte do jogo em um 5 2 3

Edited by luisforque

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acho que o maior erro do Abel Ferreira no jogo, foi não ter colocado o Emerson Santos no intervalo. Ele demorou de mais pra realizar essa alteração já que o problema era muito grave no meio de campo.

Mas como eu acho o Abel é um cara muito inteligente, espero que ele tenha envelhecido uns 10 anos de ontem para hoje 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Além de manter o que deu certo lá e não contar com a reação do Gallardo, perdeu também PK, o jogador que talvez conseguisse segurar a bola e dar dinamismo ao meio, Zé Rafael ainda não conseguiu voltar a apresentar o que vinha fazendo antes da lesão. Outro ponto foi que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, Empereur e Marcos Rocha não conseguiram chegar perto do que apresentaram na Argentina.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Palmeiras normalmente tem mais dificuldades contra equipes que exploram bem os flancos e que trocam passes com velocidade. Vejo o time do Santos mais parecido com o River e o Palmeiras mais parecido com o Boca.

Por questões de encaixe, acho que seria melhor o Boca do que o Santos na final. O Boca é um pouco mais defensivo, prefere o contra ataque, enquanto o Santos gosta mais de acelerar e explorar a velocidade e habilidade do Soteldo e do Marinho na ponta. Na nossa última experiência contra eles, o Viña ficou procurando o Marinho mais umas 2h depois do jogo ter acabado. Isso pode ser vital na final.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nao gostei do Abel ontem pq ele entrou ontem com o mesmo time e esquema tatico que usou em Buenos Aires. Com linha de 5 atras e 4 no meio... esse esquema deu certo na Argentina pq o River jogou no esquema dele tradicional (442 ou 4132... e suas variacoes,). Ja ontem no Brasil, esse esquema se mostrou ineficiente e nao levou em consideracao as mudancas feitas pelo Gallardo. 

Ontem, como foi amplamente antecipado pela imprensa argentina o Gallardo entrou no 352 por causa de ter perdido o Carrascal expulso.... Optou por 3 zagueiros e fez com que o River fosse ainda mais ofensivo do que foi na Argentina. Ao escalar 3 zagueiros isso fez com que os 2 laterais jogassem de ala e aumentou a presenca de jogadores no meio campo e ataque. Na maioria das vezes sobrava sempre um jogador solto do River para tabelar e ter maioria numerica nas laterais para as triangulacoes, cruzamentos e ultrapassagem.

Acho que no jogo de ontem o Abel deveria ter entrado com o esquema e time que vinha atulizando (o 442  ou 4132), dando uma reforcada no meio campo e tentando trocar mais passes. Abdicamos de jogar e davamos de graca a bola toda hora p o RIver e isso se mostrou fatal. Ao entrar com o 541 nao tinhamos como apertar a saida de bola do River e a nossa segunda linha estava sempre em desvantagem numerica, obrigando um zagueiro sempre a sair da posicao para fazer cobertura,  e abrindo assim espacos no zaga.

Some a isso a nossa passividade na marcacao inicial  + rifamento instantaneo da bola foi ataque contra defesa os 100 minutos do jogo. Que esse jogo sirva para todos criarem casca, inclusive nosso tecnico que e' muito estudioso e muito bom taticamente porem ainda sem a casca que esses jogos gigantes criam.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.