Jump to content

GuntherF

Falando de Palmeiras - Proibido off topic

Recommended Posts

Agora, Neto palestra disse:

e fica mais complicado não poder jogar no seu campo, perde a vantagem de mandante, logo no início.

Outro ponto fundamental ontem. Jogamos com mando de campo, mas sem a pressão da torcida e o conhecimento de gramado de nossa verdadeira casa. Certamente esse fator facilitou para o Inter. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Juninho.206 disse:

O Inter achou uma bola... na verdade, foi presenteado com uma bola.
Se estivéssemos num dia normal empataríamos no primeiro tempo, e mataríamos o jogo em 3 a 1 no segundo. 

não foi só uma bola, teve o pênalti e outras situações de perigo, no primeiro tempo eles dominaram até com facilidade, no segundo tentaram controlar o jogo e o Palmeiras teve chances de empatar. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Friamente, após o nervosismo. Em SP somos Reis, sem discussão. Agora acabou o Paulista. Realidade: antigos pilares de 2020 a 2022 estão em decadência desde 2023, que foi salvo pela genialidade do Endrick.

G.Gomes: sempre contestado na Seleção Paraguaia, dizem que só no Palmeiras jogava bem. Desde 2022, é nosso pior zagueiro. Luan, Murilo e Naves são melhores (sem dúvida).

Veiga: primeiro, vou tirar da análise o jogo contra o Liverpool, onde ninguém o marcou. Teve total liberdade para pensar e enfiar as assistências. Isso sempre foi seu forte, fez seu nome assim. Esse jogo foi exceção. Desde 2023 não joga absolutamente nada. O incrível é ter sido convocado pelo esquisito Diniz. Há preguiça da imprensa e do Diniz em analisar de verdade jogadores. Se fixam nos melhores momentos, não se atentam para o resto da partida.Veiga está com evidente problema. Físico ? Achei que fosse, mas parece que não. Preparo físico ? Sem dúvida. Só anda em campo, fazendo número. Ofensivamente, só mesmo as raras assistências. Faltas e escanteios mal batidos. Quando Romulo estiver mais forte e Filipe Anderson chegar, tem de ir para a reserva. Eu o tiraria já, e pensaria em Aníbal, ZR e Rios no meio, com mais liberdade para o Ríos.

Piquerez: até 2023 foi formidável. Neste ano, horrível, com um jogo ou dois de exceção. Más línguas falam de desgaste fora do campo. Não me importa. O que importa é o que ele não tem entregue. Vanderlan está melhor.

MR: chega, né ? Essa dobra de laterais não funciona. Mayke é um excelente lateral direito, e um fraco ponta direita. (Ah, Abel, Abel, …)

Rony: teve um ano iluminado, que talvez nunca se repita. De ia ser negociado urgente.

O pior é a sensação de que Abel não domina o vestiário. Os nomes acima são os chefes, os donos do time, jogam sempre, mesmo em péssima fase, e com reservas melhores. Ontem, Veiga só saiu porque pediu. Os idólatras do Deus Abel vão se horrorizar, mas Abel devia tirar “férias” por um mês, mas com obrigação de assistir às partidas em casa, sem o frisson dos estádios. Quando se está no meio de um furacão, não se percebe o que se passa. De fora, a visão é muito mais clara do que agachado, de cócoras, à beira do campo. Quem sabe perceba o que escrevi acima.

Não sou dono da verdade, não ganho mais de R$ 3 milhões por mês, mas não aceito rótulo de corneta (a não ser como brincadeira, rs). Torço desde 1972, tomei muita chuva no Palestra Itália, Pacaembu e Morumbi. Vi times fantásticos, e times horríveis, nunca abandonando o time, mesmo nas filas de 77a 93, 2001 a 2008. Vi 3 técnicos excelentes: Osvaldo Brandão (o melhor), Luxemburgo (no início) e Felipão (no início). Abel estaria em 4o, para mim, não importando o número de títulos, porque dividiu os méritos com grandes jogadores no melhor de suas fases.

Leila disse, empolgada como nós após o título Paulista, que o elenco estava fechado. Mas merece aplausos por não perder a oportunidade de mercado no ótimo Filipe Anderson, que certamente será um upgrade. Dizem que já há um zagueiro sendo contratado, também oportunidade de mercado. Palmas, se vier. E também se diz que haverá uma reformulação do elenco. Coisa impensável antes, posto que o nosso forte é o conjunto, a manutenção do time, entrosamento etc. Porém, em tudo há ciclos, que se iniciam e encerram. Abel pegou jogadores no início do auge de seus ciclos, inclusive Rony. Hoje, receio que alguns já tenham dado seu melhor e seria bom reformular. 
 

A exceção, talvez, seja Weverton, com péssimo 2023 e início de 2024. A partir do frango contra os gambás no frustrante 2x2passaram a enxergar o que eu já via desde 2023: um decréscimo enorme. MAS, surpreendentemente para mim, depois da chuva de críticas, coisa rara em sua carreira, Weverton acordou e parece ter voltado à boa fase. Críticas, para quem tem personalidade, às vezes são benéficas. Ao invés de se abater, o Homem de valor reage e diz a si mesmo: “vou mostrar a todos que não estou acabado !”. Quem sabe se GG e Veiga, que já foram os melhores do time e hoje são os dois piores, passarem a ser criticados pela preguiçosa imprensa (que não trabalha direito, preferem manter o que se acostumaram), reajam e voltem a jogar bem. É difícil. GG parece afobado, estabanado, cometendo erros infantis. Veiga parece desanimado, alheio, ausente, talvez com a cabeça na Europa (para onde disse estar pronto). Dorival enxerga esse Veiga inoperante, não se apega ao passado, e o deixa fora da Seleção, com justiça. O pior é que Veiga parece não ter a mesma personalidade do Weverton. Ele mesmo já disse que na primeira passagem pelo Palmeiras lhefaltava confiança. Hoje parece aquele jogador. Não merece ser titular pelo que já fez. Futebol é presente. O passado já foi. Futebol não aceita desaforo: erros levam a derrotas.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Juninho.206 disse:

O Inter achou uma bola... na verdade, foi presenteado com uma bola.
Se estivéssemos num dia normal empataríamos no primeiro tempo, e mataríamos o jogo em 3 a 1 no segundo. 

Ao que parece você não assistiu o jogo.

Se o Inter tivesse um 9 decente sairia com 3x0 no primeiro tempo.

O tal do Borre perdeu pênalti e um gol feito.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Neto palestra disse:

e fica mais complicado não poder jogar no seu campo, perde a vantagem de mandante, logo no início.

A vdd é que independente de onde vem jogando, o time está bem abaixo das expectativas, tem mto trabalho pela frente...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Conde Verde disse:

Outro ponto fundamental ontem. Jogamos com mando de campo, mas sem a pressão da torcida e o conhecimento de gramado de nossa verdadeira casa. Certamente esse fator facilitou para o Inter. 

O confronto anterior contra o Internacional foi nesse mesmo estádio e o Palmeiras venceu por 3x0

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Fercas disse:

O confronto anterior contra o Internacional foi nesse mesmo estádio e o Palmeiras venceu por 3x0

Ontem deu tudo errado tática e tecnicamente e o estádio, que poderia ser fator de apoio, não foi. Faz parte. Nosso time joga espaçado naquele campo e a torcida não faz a mesma pressão. Por mim, consideraria levar esse tipo de mando para o interior ou até para outro estado. Estamos perdendo um fator importante de pressão e renda de bilheteria ao jogar em Barueri.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Fercas disse:

O confronto anterior contra o Internacional foi nesse mesmo estádio e o Palmeiras venceu por 3x0

apenas um detalhe, naquela ocasião o Inter não queria nada com nada, e uma vitória deles ajudaria o rival Grêmio que ainda estava na luta pelo título.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Conde Verde disse:

Concordo, sobretudo com a leitura errada do Abel nas substituições de ontem. Colocou o Menino, que é lento, cadenciador, chuta de média distância e cruza bem, e um atacante rápido e oportunista, mas que não consegue quebrar linhas para isso (somente Estevão conseguiu quando entrou e não foi a tempo). Ontem era jogo pro Estevão e o LG entrarem e promoverem um salseiro na zaga lenta do Inter e tentarmos manter a bola aérea, que perdemos no ataque com a saída do Lopez. Por isso a importância de termos outro CA finalizador/cabeceador. Enfim, o time titular não foi bem, o banco não ajudou a contento e as opções foram erradas/insuficientes. 

Partida para esquecer e tirar lição de que o Lázaro não pode estar a frente dos jovens LG e Estevão nunca.

Tudo isso está certo, e é evidente para torcedores atentos, que analisam friamente, sem paixão cega. Abel teve muito mérito nos títulos que conquistou, mas divide esses méritos com jogadores que tiveram seu auge nesse período. Em estatísticas, se diria que foi “o melhor técnico do Palmeiras”, mas não concordo. Ele é muito jovem para um técnico e não acredito que teria o mesmo sucesso em outro time. Ele não vê coisas como as que você mencionou acima, evidentes para quem vê de fora.

(Sei que quase ninguém concorda. Mas “toda unanimidade é burra”, como diria Nelson Rodrigues. O salmão sobrevive porque nada contra a correnteza.)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Neto palestra disse:

apenas um detalhe, naquela ocasião o Inter não queria nada com nada, e uma vitória deles ajudaria o rival Grêmio que ainda estava na luta pelo título.

Inter jogou com corpo mole naquele jogo, os gauchos tem uma rivalidade tão forte que lembro um ano que o inter entregou uns 10 jogos seguidos e saiu da disputa da libertadores só pra rebaixar o rival

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Neto palestra disse:

apenas um detalhe, naquela ocasião o Inter não queria nada com nada, e uma vitória deles ajudaria o rival Grêmio que ainda estava na luta pelo título.

exato..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tenho observado que tomamos muitos gols bestas por lances de dribles e passes no último terço de nossa defesa. O time tem que aprender a diminuir as linhas em lances de pressão e a bicar mesmo em caso de perigo como ontem. O drible do Piquerez, que é um baita jogador, foi totalmente imprudente e desnecessário. Espero que o Abel chame a atenção nesse sentido, ali não se pode perder a bola, pois provavelmente a cobertura não chegará, e foi batata.

É o básico. Chegou a pressão do adversário e se deu opção? Passe com segurança. Não deu? Bica pra frente ou pra lateral e tira o perigo do campo de defesa. Drible na proximidade da grande área é o trivial do errado, assim como cruzar bola na área defensiva ou recuar pra goleiro na fogueira.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Conde Verde disse:

Ontem deu tudo errado tática e tecnicamente e o estádio, que poderia ser fator de apoio, não foi. Faz parte. Nosso time joga espaçado naquele campo e a torcida não faz a mesma pressão. Por mim, consideraria levar esse tipo de mando para o interior ou até para outro estado. Estamos perdendo um fator importante de pressão e renda de bilheteria ao jogar em Barueri.

Acho que concordo. Com o avião da Leila, o desgaste não seria tão grande em ir para o interior. As rendas, certamente, seriam muito maiores, e a pressão da torcida também. Teria de se analisar muito o estado dos gramados.

(O problema é a Leila ter arrendado a Arena Barueri, certamente o maior erro de sua carreira. E por 30 anos ! Enquanto ela for presidente, estaremos presos a Barueri, por mais que Abel e os jogadores não gostem. Isso é péssimo.)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.