Jump to content

Sign in to follow this  
PALMEIRENSE VERDADEIRO

Campeonato Paulista 2023

Recommended Posts

Poderia acabar. Teve seu auge? Sim. Títulos foram importantes? Sim. Assim como os troféus Robertão, Rio x SP e vários outros e nem por isso desvalorizamos ou menosprezamos os campeonatos extintos. Para valorizar o nosso futebol, deveria ser eliminado do calendário abrindo espaços para internacionalização da marca e mais descanso. Ainda assim, enquanto existir, jogando com a base ou não, vou querer que ganhe sempre, apesar da fórmula modorrenta e jogos chatos contra times menores que lesionam nossos jogadores.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Yusuke disse:

Simples assim

Não é tão simples. Pra nós e pra outros gigantes nacionais, seria maravilhoso diminuir os estaduais ou até acabar com eles. Pra estrutura futebolística do país, pensando em todos os níveis, é bastante complexo.
O problema maior nem é que estejam mantendo os estaduais, e sim, a falta de interesse em entender que existe um problema e que este precisa ser discutido.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Alan. said:

Não é tão simples. Pra nós e pra outros gigantes nacionais, seria maravilhoso diminuir os estaduais ou até acabar com eles. Pra estrutura futebolística do país, pensando em todos os níveis, é bastante complexo.
O problema maior nem é que estejam mantendo os estaduais, e sim, a falta de interesse em entender que existe um problema e que este precisa ser discutido.

Ter menos jogos é simples sim a meu ver.

Por exemplo, no Paulista daria para fazer no seguinte molde:

PRIMEIRA FASE:
- 2 grupos de 8 times (16 times)
- Todos jogam entre si dentro do grupo (7 jogos)
-  Os 7 jogos são realizados em 5 semanas.

SEGUNDA FASE:
- Os 4 melhores de cada time entram na semi e vão até as finais em jogo único (3 jogos).
- Os três jogos são realizados em 2 semanas.

Total: 10 jogos.
Você finaliza o campeonato em menos de 2 meses.
Reduz o campeonato em 1 mês e com um calendário bem tranquilo (praticamente um jogo por semana na primeira fase).

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Gerson SEP disse:

Ter menos jogos é simples sim a meu ver.

Por exemplo, no Paulista daria para fazer no seguinte molde:

PRIMEIRA FASE:
- 2 grupos de 8 times (16 times)
- Todos jogam entre si dentro do grupo (7 jogos)
-  Os 7 jogos são realizados em 5 semanas.

SEGUNDA FASE:
- Os 4 melhores de cada time entram na semi e vão até as finais em jogo único (3 jogos).
- Os três jogos são realizados em 2 semanas.

Total: 10 jogos.
Você finaliza o campeonato em menos de 2 meses.
Reduz o campeonato em 1 mês e com um calendário bem tranquilo (praticamente um jogo por semana na primeira fase).

E assim você faz 228 jogadores de futebol profissional assinarem contrato para jogar apenas 7 jogos. Como eu disse, se for pra pensar apenas no Palmeiras, a redução de datas ou mesmo descontinuação dos estaduais é bem simples, mas a discussão seria o que é melhor pro futebol, não especificamente para nós.
A estrutura do futebol brasileiro é única e, aí entra uma parte que não passa de uma opinião pessoal minha, edifica a nossa formação e, principalmente, a possibilidade de emergência de um número de atletas substancialmente superior a qualquer outro país.
Vou dar um exemplo bastante simples e único, mas que diz respeito à história de uma infinidade de jogadores brasileiros: O Tchetchê foi descoberto num campeonato de supermercado, fez base no Audax, foi emprestado pra Ponte e nem jogou, voltou pro Audax e foi destaque naquele Paulistão de 2016, se não me engano. Então, por mérito próprio, foi contratado pelo Palmeiras, teve muito destaque no título brasileiro, depois caiu um pouco de rendimento, mas até hoje tem espaço no futebol nacional.
Se seguíssemos esses moldes de europeização dos sistemas de competições brasileiras que tanto pregam hoje em dia, o jogador Tchetchê simplesmente não existiria. Imagina o déficit de material humano que teríamos com o passar do tempo.

E olha que nem estou entrando no mérito sobre a sustentabilidade dos times menores do país.

Em tempo, em momento algum estou defendendo que continue da maneira que está. Apenas pontuando que as coisas são bem mais complexas do que se diz da boca pra fora.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sou contra o campeonato Paulista. Mas devia ser mais enxuto. De preferência os times que jogam na série A deviam entrar só na segunda fase . Aí poderá ter um dois grupos de 6 que que jogam entre si e dois melhores de cada grupo avançam para a semi final. 

Assim os grandes teriam mais tempo para pré temporada e poderiam marcar amistosos internacionais enquanto os pequenos jogavam a primeira fase. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Animal disse:

Não sou contra o campeonato Paulista. Mas devia ser mais enxuto. De preferência os times que jogam na série A deviam entrar só na segunda fase . Aí poderá ter um dois grupos de 6 que que jogam entre si e dois melhores de cada grupo avançam para a semi final. 

Assim os grandes teriam mais tempo para pré temporada e poderiam marcar amistosos internacionais enquanto os pequenos jogavam a primeira fase. 

Vai jogar amistoso internacional em fevereiro contra quem? No começo da nossa temporada os europeus fazem um bico danado pra jogar um Mundial organizado pela FIFA, imagina jogo amistoso contra nós.
Não que eu ache que funcione adequar o nosso calendário ao europeu, mas, talvez, criar um sistema de duas temporadas em um ano, como é na maioria dos países latinoamericanos funcione.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Campeonato importantíssimo pra dizer que ganhamos algo, caso não conquistamos nenhum título no ano (toc toc toc). 

Weverton (Vinícius)

Garcia (Mayke) - Luan (Bejan Kuc) - Michel (Naves) - Vanderlan (Esteves)

Atuesta (Pedro Lima) - Fabinho (Menino)

Tabata (Luis Guilherme) 

Giovani (Vitinho) - Endrick (Estevão) - Merentiel (Lopez)

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 12/26/2022 at 5:45 AM, Alan. said:

E assim você faz 228 jogadores de futebol profissional assinarem contrato para jogar apenas 7 jogos. Como eu disse, se for pra pensar apenas no Palmeiras, a redução de datas ou mesmo descontinuação dos estaduais é bem simples, mas a discussão seria o que é melhor pro futebol, não especificamente para nós.
A estrutura do futebol brasileiro é única e, aí entra uma parte que não passa de uma opinião pessoal minha, edifica a nossa formação e, principalmente, a possibilidade de emergência de um número de atletas substancialmente superior a qualquer outro país.
Vou dar um exemplo bastante simples e único, mas que diz respeito à história de uma infinidade de jogadores brasileiros: O Tchetchê foi descoberto num campeonato de supermercado, fez base no Audax, foi emprestado pra Ponte e nem jogou, voltou pro Audax e foi destaque naquele Paulistão de 2016, se não me engano. Então, por mérito próprio, foi contratado pelo Palmeiras, teve muito destaque no título brasileiro, depois caiu um pouco de rendimento, mas até hoje tem espaço no futebol nacional.
Se seguíssemos esses moldes de europeização dos sistemas de competições brasileiras que tanto pregam hoje em dia, o jogador Tchetchê simplesmente não existiria. Imagina o déficit de material humano que teríamos com o passar do tempo.

E olha que nem estou entrando no mérito sobre a sustentabilidade dos times menores do país.

Em tempo, em momento algum estou defendendo que continue da maneira que está. Apenas pontuando que as coisas são bem mais complexas do que se diz da boca pra fora.

Cara, eles já assinam por 12 jogos.

Infelizmente o mundo não é justo, algum deles deixaria de assinar?

Se o "Tchê Tchê" do futuro não brilhar em 07 jogos, não vai brilhar em 12.

O mundo muda o tempo todo. Tem é cada vez mais imediato do que nunca. É assim pra você, pra mim e pra todo mundo.

E o futebol brasileiro tem mudado nós últimos anos. Cada vez mais os clubes olham para suas bases. Ou base de times menores. É o caminho pra esses clubes. Uma boa sugestão é no Brasil time formador ter percentual maior. E uma integração maior entre os campeonatos de base com os profissionais. Seguir o modelo americano onde os campeonatos escolares são bem assistidos (só me refiro à audiência, não o formato).

Esses casos são iguais ao do Tchê Tchê são cada vez mais raros. Hora de mudar.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O grande atrativo do campeonato Paulista são os clássicos e a fase final.

Assim, tirando os 3 clássicos da 1ª fase são mais 9 rodadas, longas e modorrentas, com jogos contra Água Santa, São Bento, Ituano...

Enfim, acho que há um consenso aqui, salvo raras exceções, de que esse campeonato deveria ser encurtado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, Alan. disse:

Vai jogar amistoso internacional em fevereiro contra quem? No começo da nossa temporada os europeus fazem um bico danado pra jogar um Mundial organizado pela FIFA, imagina jogo amistoso contra nós.
Não que eu ache que funcione adequar o nosso calendário ao europeu, mas, talvez, criar um sistema de duas temporadas em um ano, como é na maioria dos países latinoamericanos funcione.

Ah sim, já que estamos no campo das ideas para mim o ideal é uma temporada que começasse no segundo semestre. Sendo que as férias dos jogadores poderia ser parcelada em 20 dias no meio do ano e 10 dias no final do ano.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.