Jump to content

Silva

Falando de Palmeiras - Proibido Off-topic

Recommended Posts

13 minutos atrás, Biel_Beltrão disse:

Arthur tem limitações físicas evidentes. Precisa entrar em forma urgente. Para um jogador da idade dele, em sua primeira oportunidade em um time de primeiro escalão do futebol brasileiro, isso é inadmissível. 

É inadmissível também a contratação de um cara com limitações físicas evidentes...

Há algumas contratações muito estranhas...

E não, não estou criticando o Mattos, ele é o melhor do país com folga... apenas não entendo algumas contratações como Matheus Fernandes, Arthur Cabral e outras...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Espero que o Palmeiras nem pense em cogitar em vender o Gustavo Gomez ou qualquer outro jogador importante do elenco.

Caso o faça... esqueçam o ano!!!

Palmeiras não precisa de dinheiro e sim de títulos!!!

 

Abs!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Vini.Palestra disse:

Até onde foi veiculado não. A cláusula de compra é de 6. O que o Palmeiras pode fazer, se quiser, é comprar pelo estipulado e vender pelos 10.

proposta pelo AC nem da 3ª divisão, que dureza!

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 minutos atrás, palmeiras1999 disse:

Pessoal quem sabe como faz para aparecer o desconto avanti na Palmeiras Store? Qual é a magica, não entra desconto exclusivo nem a pau.

É pelo CPF, não adianta usar o cupom sem ser avanti.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, T-R3X disse:

É pelo CPF, não adianta usar o cupom sem ser avanti.

Sim, mas eu sou avanti mas não entra desconto nenhum. Queria aproveitar essa sale que chegou no email e nada, fiquei na vontade. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
32 minutos atrás, palmeiras1999 disse:

Pessoal quem sabe como faz para aparecer o desconto avanti na Palmeiras Store? Qual é a magica, não entra desconto exclusivo nem a pau.

Quanto desconto está dando pra Avanti? Essa acaba hoje?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Efeitos de se ter um time cheio de estrelas, que nem alguns aqui do fórum teimam em desejar para o Palmeiras.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/empresario-comenta-situacao-de-cuellar-no-flamengo-e-natural-que-nao-goste-de-ficar-fora.ghtml

Os caras não aceitam banco, não adianta.

Prefiro bem mais o clima do palmeiras com jogadores nota 7-8 regulares, do que o clima de bosta que vai ficar o Flamengo já já quando o português não souber fazer com os medalhões o que Felipão faz.

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, guz disse:

normal. Até ano passado, o grosso da grana (campeonato brasileiro aberto+fechada) entrava em doze parcelas mensais, mais premiação. Esse ano, esse valor só vai entrar no final do ano (colocação e audiência). Isso já era previsto.

 

Sobre o clube social, ele está equilibrado. Esse déficit é do futebol. Acho que por motivos contábeis, uma parte dos gastos com futebol (todo o gasto com a base mais alguns profissionais da comissão técnica) são lançados no clube social.

De onde vc tirou essa info de lançamento contábil? No próprio balancete esta descriminado a despesas mensais com Esportes amadores e o Futebol de base está junto com o profissional em despesas....qual beneficio Contábil  de lançar gastos do futebol no clube social? Você tem alguma info interna?

A novo fluxo de TV como eu tinha citado no post inicial e você reforçou......O Palmeiras nao deve ter recebido a parcela mais gorda da RGT que começa em maio pois nao houve aumento de faturamento expressivo...pois ainda estava fechando negocio e nao teve jogo na TV aberta e Fechada....Deve entrar em junho essa Parcelas Maiores

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Cota igualitária – 40% do bolo
É a maior fatia deste bolo, com R$ 440 milhões divididos entre os 20 clubes em parcelas idênticas – ao todo, R$ 22 milhões para cada um. No acordo, 75% da cota (R$ 16,5 mi) será paga entre janeiro e junho. Ou seja, repasses mensais de R$ 2,75 milhões. No segundo semestre, os 25% restantes (R$ 5,5 mi). Portanto, repasses mensais de R$ 916 mil.

Cota de audiência – 30% do bolo
O pagamento desta cota, com R$ 330 milhões ao todo, ocorrerá, entre maio e dezembro. Neste caso, o cálculo será feito a partir do número de jogos exibidos na televisão. A cada rodada, a Rede RGT transmite três partidas simultâneas, com foco nos mercados de São Paulo e Rio de Janeiro, com o terceiro jogo ocorrendo num revezamento entre outras praças de destaque, como Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife e Salvador. (Eu acho que a RGT vai derrubar o Palmeiras nessa cota depois de ter conseguido mais no PPV)

Cota de desempenho – 30% do bolo
A classificação final na Série A de 2019 será decisiva para a cota de tevê da Série A de… 2019. Não por acaso, este aporte será pago apenas em dezembro, de uma vez, após o encerramento do campeonato, do campeão ao 16º lugar – cerca de R$ 330 milhões para serem distribuídos (quem cair, zera). Na prática, esse valor deve influenciar o orçamento dos clubes visando 2020.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

https://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,nova-distribuicao-das-cotas-de-tv-desafia-os-clubes-do-futebol-brasileiro,70002602028

A nova distribuição das cotas de TV promete ser um desafio para os clubes brasileiros em 2019. A partir da próxima temporada, os valores do acordo com RGT e Turner, além de uma cota fixa, vão levar em consideração jogos transmitidos e desempenho em campo, com uma menor concentração de verba nos primeiros quatro meses. A fatia da bolada será maior em maio, quando começa o Campeonato Brasileiro.

Estudo da EY em parceria com a Grafietti, Cesar Finance & Mgmt Consulting, a que o Estado teve acesso, aponta que o impacto disso no fluxo de caixa dos clubes poderá causas problemas sérios no início do ano.

A RGT pagará 40% do montante do ano divididos igualitariamente (R$ 22 milhões por clube), com recebimento de 75% do valor entre janeiro e junho e 25% entre julho e dezembro, mensalmente.

A parcela de audiência (30%) será paga entre maio e dezembro. Por fim, os 30% referentes ao desempenho do time serão pagos em dezembro. A Turner usa fórmula parecida, com uma divisão de 50%, 25% e 25%.

residente do Bahia, Guilherme Bellintani, que ainda negocia acordo com a RGT, utiliza argumento similar. "Muitos clubes que não se planejaram vão aos bancos, ao mercado para antecipar receitas, pagar juros sobre isso e, naturalmente, vão receber menos no fim do ano."

Apesar do problema de fluxo de caixa nos primeiros meses do ano, quase todos os clubes receberão uma receita maior de TV do que em 2018. Neste aspecto, existe um detalhe importante: pela primeira vez foi firmado acordo à parte para os direitos internacionais e publicidade estática.

A CBF intermediou o contrato com a empresa BRFOOT Mídia S.A. no valor de R$ 550 milhões por quatro anos - R$ 440 milhões de placas e R$ 110 milhões em transmissões.

O contrato prevê o repasse de 50% aos times ainda em 2018 e o restante nas próximas temporadas. A divisão será feita de forma igualitária. Corinthians, Flamengo e Atlético-PR optaram por acordos individuais de publicidade estática. A CBF não quis comentar o acordo.

33ze0di.png

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 minutos atrás, Luciano Borgognoni disse:

De onde vc tirou essa info de lançamento contábil? No próprio balancete esta descriminado a despesas mensais com Esportes amadores e o Futebol de base está junto com o profissional em despesas....qual beneficio Contábil  de lançar gastos do futebol no clube social? Você tem alguma info interna?

 

 

Eu me lembrava que tinha visto isso por aqui pelo fórum mesmo, dei uma pesquisada e vi que foi você mesmo que trouxe essa info, só não conheço esse tal de Santile. Ele responde sobre o clube social no item 5. (vou colocar como spoiler pra não poluir muito).

Spoiler
Em 24/05/2019 em 09:37, Luciano Borgognoni disse:

achei por um a caso que o Santile respondeu alguma dessas perguntas feita aqui em outra página

http://folhanobre.com.br/2019/05/14/leandro-santile-esclarece-duvidas-sobre-o-balanco-do-palmeiras-palmeiras/254797

2) Essa gestão tem falado muito de pagamento de dívidas trabalhistas.  Tem algum dado que indique o montante ou número de casos resolvidos, e as pendências que ainda tem?

R: Não há no balanço algo específico, porém encontramos em provisão para contingências algo que demonstra esses gastos.

Entendendo: Enquanto o processo não está transitado e julgado, entende-se que ainda não é uma dívida, ela pode vir acontecer, como pode haver vitória do Palmeiras, portanto até o encerramento jurídico ela é uma contingência.

O Palmeiras em 31/12/2018 possui um montante de R$220.063 sendo executados em processos, em 31/12/2017 era de R$ 502.971 (extraído da nota explicativa 12), porém o clube entende que desse valor R$ 38.746 provavelmente irá perder então ele informa esse montante em Provisão para Contingências.

Se analisarmos 2017 o saldo era de R$ 41.303 passando em 2018 para R$ 38.746, ou seja, uma redução das contingências que ocorrem por pagamentos ou vitória nas ações.

Considerando apenas a esfera trabalhista, houve depósitos judiciais de R$ 8.148 que estão evidenciados nas notas explicativas 12.

3) E sobre o caso Wesley, alguém sabe se andou alguma coisa depois do Galiotte ir até Criciúma?

R: A ida a Criciúma foi em 2019, portanto essa dívida não irá aparecer no balanço de 2018.

4) Como está a questão dos repasses da WTorre? Vale lembrar que em 2019 haverá um aumento das participações do Palmeiras já que fará 5 anos a inauguração do Allianz. Essa receita será cada vez mais significativa com o passar do tempo.

R: Não há no balanço uma conta específica que demonstre o retorno que o Allianz Parque tem dado com relação a shows, naming rights nos dá mensalmente.

Existe uma menção na Nota explicativa nº 12 sobre os processos de arbitragem que estão acontecendo, a primeira, já resolvida, com relação às cadeiras, a segunda ainda em fase pericial, portanto ainda temos que aguardar para saber o desfecho da mesma, como tem cláusula de confidencialidade não está exposto no balanço.

Falta definir essa pendência para que seja feito um encontro de contas entre a WTorre e o Palmeiras para que possa começar a receber esse montante, lembrando que temos que arcar com as despesas dos jogos no Allianz, e portanto é necessário esse ajuste de valores.

5) Essa questão do déficit do clube social, me parece que o @JApparec deu opinião de que contabilmente ele fica parecendo maior do que realmente é. Sabe explicar algo nesse sentido?

R: Segundo informações existem funcionários do futebol que estão alocados como sendo do clube social e por isso acaba gerando o déficit tão grande. Quando começarem a ser repassados os valores da arena isso será compensado.

6) Os juros são 100% do CDI, é isso?! Se for, há algum investimento seguro que renda mais do que isso? Se não, acho que não deveria deixar esses juros acumular.

R: Segundo a nota explicativa número 8, o encargo financeiro aplicado sobre a dívida é o CDI, hoje em torno de 6,40% ao ano, ou 0,52% ao mês.

Parte da nota explicativa  8: Com isso foi reconhecido nesta rubrica o saldo da obrigação a pagar acrescido de encargos financeiros (CDI) devidos até a data do balanço.

Particularmente eu criaria um fundo onde parte da receita fosse reservada para pagamento dos juros + principal, da mesma forma que foi feito com o ex-presidente o que facilitaria a quitação do empréstimo.

7) Pelo que tenho visto em entrevistas da Leila Pereira, ela não diz claramente e nem pode, mas essa dívida é apenas contábil, e o contrato foi mudado para atender um capricho e a volúpia arrecadatória da receita federal que está transformando os cidadãos e empresas brasileiras em matéria-prima para fabricação de impostos, tarifas e taxas. Na prática, entre as partes, valerá o que diz o contrato original.

R: Concordo com a parte da volúpia arrecadadora da receita federal, realmente está acabando com nossas empresas, porém a dívida é real, o Palmeiras terá que arcar com todo o recurso que foi aportado, afinal o que manda é o que está escrito, é lá deixa bem claro que deverá ser pago.

8) Caramba a dívida está alta. Você acha que erraram em quitar, às pressas, a dívida que tinham com o Nobre ao invés de outras com juros maiores? Ou não faria tanta diferença?

R: As taxas de juros dos contratos são bem parecidas, administrativamente não vejo diferença entre uma e outra. Em minha opinião não houve erro em pagar a dívida, porém eu também começaria pagar a atual, usaria o mesmo critério para reduzir o possível da mesma forma.

9) No balanço está descrito a arbitragem com a Real Arenas sobre valores devidos sobre shows e eventos no valor de alguns milhões de reais. Como isso entra no balanço?

R: Infelizmente não entra no balanço nesse momento, pois, além da cláusula de confidencialidade os assessores jurídicos informaram aos auditores que não é possível estimar o desfecho e os possíveis efeitos deste processo, portanto há de se esperar o final da arbitragem para os valores serem inclusos no balanço. Ainda segundo as notas explicativas não é possível estimar os valores envolvidos, prazos e desfechos se serão favoráveis ou desfavoráveis ao clube.

10) O Palmeiras consegue pagar essa dívida altíssima?

R: Sim, se mantiver as receitas nos níveis atuais, tem total condição de liquidar esses empréstimos da forma que está estipulado nos contratos, porém se as receitas caírem teremos problemas.

11)  O balanço mostra alguns valores como “antecipações de receitas”. É possível identificar do que se trata e se comprometeria as receitas dos próximos anos?

R: Temos antecipação de contratos tanto em curto prazo, quanto em longo prazo, e o que chama atenção é que ambos foram reduzidos, no curto prazo a redução foi de R$ 20.894 e em longo prazo R$ 34.973.

Esses valores são correspondentes às luvas recebidas pelos contratos, além de recursos de cessão dos direitos de captação, fixação, exibição e transmissão dos sons e imagens, licenciamentos, royalties e franquias, além de patrocínio.

Como estamos observando a redução dos mesmos, entende-se que não foram registrados novos contratos, portanto não ouve o recebimento de luvas, e também não existe antecipação de contratos vigentes, pois haveria um aumento nesse montante.

Na questão de comprometer receitas futuras, não vejo grandes problemas, são valores dentro da normalidade.

12) O Palmeiras tem dívidas com o Governo Federal? Do que se tratam? Estão equacionadas através da Timemania?

R: Sim o Palmeiras tem dívidas não somente com o governo federal, mas também com a prefeitura de São Paulo. Os débitos são basicamente tributos atrasados, como: INSS, PIS, IPTU e ISS.

Nesse momento a dívida gira na casa de R$ 65.596, enquanto em 2017 era de R$ 72.066. Esses valores estão parcelados conforme explica à nota 10 do balanço, os parcelamentos vão desde o acordo da Timemania, quanto a programas de parcelamentos incentivados, (Refis da Copa e parcelamentos junto a prefeitura).

Existe um aumento das obrigações tributárias no balanço na casa de R$2.548, que pode até ser considerada normal, mas é algo para analisarmos os próximos balanços e verificar, pois mesmo com esse aumento o saldo final é de redução do débito tributário na ordem de R$ 3.922.

13) Em 2018 foi noticiado que a Prefeitura emitiu um boleto de mais de R$ 60 milhões para o Palmeiras pagar de “IPTU atrasado”. Essa cobrança, suspensa pela Justiça, consta no balanço como dívida? É algo que o Palmeiras deve se preocupar?

R: Não há menção desses valores no balanço. Esse valor fica incluso nas contingências, conforme falado na questão “2” deste post. Somente integrará o balanço quando o Palmeiras entender que possivelmente irá perder a ação. Por enquanto não acreditam que essa ação será perdida, mas isso irá depender da Justiça, o que claro é um risco.

Como não foi apenas o Palmeiras notificado com relação a esse débito, acredito que esteja “sob controle”, mas impossível dizer o que o judiciário irá decidir, eu colocaria entre o sinal verde e o amarelo.

14) O balanço informa que arrecadamos R$ 116 milhões com jogos em 2018. Do que se trata esse valor, visto que notícias inclusive aqui do PTD dão conta que a arrecadação com bilheteria foi de R$ 79 milhões?

R: Essa questão é muito importante, pois existem alguns jornalistas, não sei se mal intencionados ou apenas para ter seu minuto de fama, falando inclusive em fraude.

O PTD fez um ótimo trabalho nesse quesito e o Eduardo conseguiu a explicação clara do fato e que corroboro aqui.

Dentro dessa rubrica contábil, Arrecadação de jogos, não está contabilizado apenas o valor arrecadado com bilheteria, nessa conta, ingressa todas as receitas advindas do jogo em si. Como por exemplo: cotas e receitas eventuais em jogos, que são valores referentes às cotas que a confederação paga ao Palmeiras por ter passado de fase nas competições (copa do Brasil e Libertadores). Também são contabilizados ali os valores pagos pela WTorre quando jogamos fora do Allianz Parque, portanto não é só bilheteria, inclui-se ali toda a receita advinda do evento em questão.

– Mas por que não são demonstradas item a item essas receitas?

A publicação do balanço não exige que você abra as contas contábeis de forma analítica, a obrigação é que publique o balanço sintético (resumido), mesmo porque se forem abrir todas as contas contábeis a demonstração fica enorme e muito mais difícil de visualizar o que realmente é importante.

Espero que tenha conseguido explicar melhor e que as dúvidas tenham sido esclarecidas. Um grande abraço a todos.

Leandro Santile

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutos atrás, Bernardo Pires disse:

 

puts

duvido ele aceitar, Recusou jogar no Porto esse maluco!!!!!!!!!!!

Edited by LouvaDeus

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, Marcos 12 Palmeiras disse:

o Mattos não quis vender no meio do ano de 2018 e só renovou com ele pq os bambis o queriam no começo de 2018 pq ele veio da Ponte por emprestimo

Mattos tava bem louco, hein?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.