Jump to content

Silva

Falando de Palmeiras - Proibido off topic

Recommended Posts

Bom dia.

Acompanho o Palmeiras ha' incriveis quase 5 decadas (!!!) e, desde a adolescencia, parei de me apegar a jogadores ou tecnicos especificos quando entendi a eferemeridade do meio esportivo. Com os anos e tendo vivido as filas, confesso que sou muito mais resultadista que qualquer outra coisa. Adicionalmente, tento focar a minha energia e interesse muito mais no que acontece em campo do que fora dele, dado que o esporte e' lazer/entretenimento...

Pois bem, aqui vai minha leitura dos dois ultimos jogos:

- O objetivo de sabado era obter 3 pontos da forma mais rapida, simples e segura possivel. Isso aconteceu essencialmente aos 30 minutos do primeiro tempo. Portanto, no segundo, o Abel se viu com a rara oportunidade de fazer experiencias e/ou demonstrar ao publico coisas que ele observa durante os treinos e convivio com os jogadores. Se o time se mostrou apatico ou desinteressado, isso ao meu ver cabe muito mais aos jogadores individualmente em campo do que ao tecnico. Se um jogador jogou poucos minutos em 2-3 anos, tambem deve haver algum motivo etc etc.

- Sobre ontem: logo antes do jogo, quando um dos setoristas twitou a provavel escalacao com FM e ZR na volancia e Rony e LA no ataque, eu postei que me parecia que o Palmeiras iria chegar pouco ao gol do CAM. E obviamente foi exatamente isto que aconteceu. Pra mim, o Abel considera essa semi um jogo de 180 (ou 210) minutos, no qual ele nao queria perder o primeiro tempo (ou estar em desvantantagem no placar em casa ou em qualquer momento) ou sequer tomar gol. Acho tambem que ele entende que o Palmeiras nao tem certas pecas especificas que vao "empatar" a intensidade de certas pecas do CAM e, nese contexto, preferiu (a) um meio campo um pouco mais pesado, com o FM defendendo como zagueiro, e (b) obviamente uma postura de retranca para contra-atacar. Ate' ai, entendivel. Mas o que eu acho ser a parte mais discutivel e' que o ataque ser formado somente por um jogador de fato rapido (Rony), faz o time perder a bola rapidamente quando tenta contra-atacar, e repetidamente entao coloca a defesa sob pressao quase constante. Confesso que so' assisti o primeiro tempo e talvez o segundo possa ter sido um pouco diferente, mas acho que para poder "preocupar" pelo menos um pouco o CAM, nao da pra jogar com o Rony e LA, tem que ser Rony e Wesley por exemplo....(ou os tres)

Enfim, por mais que seja duro ver um time hipercampeao jogando na retranca e pelo resultado, essa e' a ideia do Abel para esses jogos, veremos.

 

AVANTI 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Vitor_Palestra disse:

Podemos dizer que não tivemos reforços suficientes, mas nenhum reforço simplesmente não é verdade. Dudu, Piquerez, Jorge, Mateus Fernandes e Deyverson chegaram no meio do ano.

Piquerez veio para substituir Vinã, tecnicamente inferior.
Jorge veio com lesão até voltar ritmo de jogo demora
Dudu, volta de empréstimo, a diretoria queria sua venda para fazer caixa, mas não rolou negociação. 
MF quantas partidas fez esse ano? Acho que nenhum antes de voltar para o Palmeiras.
Deyverson me recuso a comentar.

Dos reforços citados somente Dudu tecnicamente é o melhor. E que ontem estava em uma noite pouco inspirada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, SérgioFM disse:

Dudu não é, nunca foi nem nunca será meia. Mas o Abel pardal quer dar uma de gênio. Esse meio para frente que vc sugere é mais ou menos o que penso. A dúvida é a última vaga, a mais difícil de preencher. Hoje eu iria de Wesley ou Willian, mas podia ser até o LA mesmo. 

Pensamos igual... Apesar que o Dudu sabe sim, dar o "último passe" além de chegar na area adversária com qualidade!!!

Sobre a última vaga, eu tb acho difícil por isso coloquei todos que lembrei!! !hauhauhauahuahua

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, GreenForce disse:

O Palmeiras perdeu seu DNA quando abdicou dos meias de qualidade , nao dá importância pra isso, não vai ser esse presidente ou a possível continuação dele ano que vem que vai mudar isso não..

Mata mata é estratégia pura, são 2 jogos , pra jogar bonito e ganhar título tem que ter qualidade , principalmente no meio campo, a maneira que o Palmeiras tem de chegar mais longe é jogar desse modo reativo, se tentasse jogar bonito e ofensivamente já estaria fora da libertadores faz tempo, , tem que jogar de acordo com o que  tem na mão , é o que tem pra hoje. 

Luxa falou a mesma coisa ano passado, "Tem que saber se tenho equipe para jogar bonito",  mas foi execrado... Com o pardel não ocorre isso

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, Piauzera disse:

Luxa falou a mesma coisa ano passado, "Tem que saber se tenho equipe para jogar bonito",  mas foi execrado... Com o pardel não ocorre isso

Tirando o jogo de ontem que realmente teve pouca criação, mas analisando num contexto geral.

A diferença é que o time do Luxemburgo passava 90 minutos sem criar nada ou próximo a isso enquanto o time do Abel cria algumas chances de gol por jogo, às vezes termina com um gol de diferença, as vezes 3 ou mais, ai depende muito da pontaria do nosso time.

Eu acho que o pessoal tá esquecendo ou comparando apenas pelo jogo de ontem o quão dolorido era aguentar assistir os 90 minutos dos jogos do Palmeiras do Luxemburgo....

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Bauer disse:

Kkkkkkkkkkkkkk, como se colocar os jovens fosse sinônimo de vitória.

Se o Abel quiser colocar o faxineiro, o zé da esquina, quem quer seja em campo, mas ganhar... é o que importa no final.

Julguem os resultados, julguem o desempenho. Ficar julgando o técnico porque ele não coloca A ou B é uma discussão completamente inútil, porque o que importa no final é o resultado.

Na verdade não. É uma questão de sobrevivência a longo prazo do clube.

Hoje, um cara como Felipe Melo, como Ramirez, como Hulk, como Marcos Rocha, como Diego Costa, são caras que não vão trazer retorno a longo prazo para o clube. Isso não quer dizer que não tem que ter pessoas experientes, mas tem que haver uma mescla. O Palmeiras nunca vai conseguir vender esses caras quando eles não renderem mais, e a curva de desenvolvimento deles é decrescente, ou seja, Felipe Melo hoje é apenas um gasto para o Palmeiras, a mesma coisa o Marcos Rocha, LA, etc etc etc. 

Um jovem como Danilo, Menino, PP, Veron, Wesley, não só não chegaram ao auge técnico, como são ativos valiosos para o clube ter saúde financeira. 

Quando você tem um técnico que prioriza colocar um monte de caras de idade e dar pouquíssimas oportunidades para novas revelações, ele está impedindo esses jogadores de se desenvolver, está fazendo com que a base do Palmeiras se torne menos atrativa, porque o cara não chega ao profissional e nunca tem chances. Aí o Abel ganha um título agora, outro título ali, mas desgasta toda uma estrutura montada para o time ser sustentável e competitivo. 

"ahh, mas o Abel sempre coloca um garoto ou outro", mas todos os garotos que estão jogando agora com ele, foram integrados pelo Luxemburgo. Abel teve ótimas opções no Paulista (Giovani, Fabinho, Pedro, teve um zagueiro que não me recordo o nome que entrou e arrebentou com o jogo) e eles nunca mais jogaram, nem no banco ficam. Abel prefere ficar com o Deyverson do que tentar desenvolver o Gabriel Silva, que sobra no sub 20, mas ainda tem alguma dificuldade no profissional. Prefere Zé e FM do que os garotos que logo serão seleção, ou vão para europa. Prefere o péssimo e caro Rony do que o Wesley. Quando o Empereur estava aqui, era ele no lugar do Renan. 

E ele já mostrou que seria assim quando a molecada levou a gente a final do paulista e na final ele me bota só os medalhões para passarem vergonha contra o São Paulo.

Não é só a postura defensiva do Abel (que eu acho vergonhosa), mas o quanto ele não tem visão de aproveitar alguns jogadores. O quanto ele, muitas vezes, é besta de chamar a atenção da molecada em entrevista coletiva e enaltecer um jogador velho de 38 anos que não vai nem renovar com o clube. 

Se ano que vem será um ano de maior gasto e de reconstrução nas mãos da Leila (como está claro pela postura de contenção de gastos do Galiote), não acho que um treinador com o perfil do Abel é adequado para essa reformulação. Esse ano quando ele falou "agora vocês vão ver o DNA Abel Ferreira, meu estilo de jogo", o time piorou INFINITAMENTE, do ano passado, foram os três zagueiros com volante lento, foi dois zagueiros e um volante lento, foi bunda na parede e quando toma gol 5 atacantes e 0 meias. Várias atitudes de amador inacreditáveis, tempo pra treinar e 0 evolução. 

Se o Abel montar o elenco de 22, vamos ficar vários anos (com contratos de 4 ou 5 anos) com jogadores do perfil dele, jogadores lentos, jogadores defensivos, que é o que ele costuma colocar em campo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 horas atrás, HADZ123 disse:

É, o ponto que vou começar a fazer quando a Libertadores se definir é que um clube não pode se adequar a um técnico. Ou o técnico está alinhado, ou não é o técnico certo. Eu não tenho nenhuma reclamação do Abel técnico, acho ele muito competente, mas quando ele vem para o Palmeiras, uma boa parte do atrativo era ele ser aberto a trabalhar com a base. Ele não faz isso da forma esperada (tem deixado a desejar na minha opinião). Para mim, ter a integração com a base é uma parte fundamental do projeto que eu acredito que faz sentido para o Palmeiras - custo médio com salários, venda de jogadores, possibilidade de formar elencos com jogadores mais caros (pois você não tem que pulverizar o investimento na formação de elenco, como fazíamos com o Mattos), tem um monte de coisa que depende de se usar efetivamente jogador da base.

Se pro técnico existe um limite de jogador da base - entre dois e três por jogo - é uma opção legítima, mas então o nosso elenco não é apenas inferior ao do Atlético e Flamengo, é muito inferior. Aí, ele está até certo de fazer retranca, pq ZR, Veiga, Rony, FM não vão fazer frente ao elenco do Atlético em hipótese alguma (nenhum desrespeito, gosto deles, só não estão no mesmo nível). Se esse bloqueio existir, as coisas não vão andar. Aliás, eu não trouxe aqui pra não aumentar críticas ao Abel, mas o cara que é ex scout da Atalanta aqui no Brasil comentou que a Fiorentina o procurou para saber a opinião sobre o Abel, e ele disse que o Abel ainda não estava maduro pra ir competir nesse nível. Eu acho o Abel completamente fora da curva para o Brasil, adoro ter ele como técnico, mas se Wesley e Veron não têm capacidade de substituir o Rony, se o Patrick, o Danilo e o Gabriel M não têm capacidade de substituir o Zé Rafael, o Abel então fracassou no projeto de integração das categorias de base, pq o desnível técnico entre esses jogadores e o Zé/Rony é gigante.

Eu não vou fazer campanha de fora Abel, qualquer coisa do gênero, para mim, ele deveria ficar até o fim do ano, e acho ele competentíssimo, não tenho uma crítica tática a fazer a ele, gosto dele e das entrevistas. Mas acho que ele está desalinhado, não tem o mesmo pensamento que eu tenho sobre o que é necessário para o Palmeiras ter um projeto de longo prazo. Adoro o Abel, acho que ele está pra sempre na história do Palmeiras, mas eu esperava uma coisa do Abel (desenvolver os meninos da base), e ele consistentemente não está entregando.

Discutível isso de trabalhar com a base, pois paulista se tornou o laboratório que tanto pedimos e ele vem escapando por competência o elenco, ou vc acha que Gabriel Menino merece alguma vaga nesse time seja em qual for e sem contar que a safra q de jovens com maior destaque e talento estão em formação ainda, não vejo ng na base para subir esse ano

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Berg disse:

Não caiam na pilha da imprensa. "Palmeiras jogou mal", "time com futebol horroroso", "medo de ganhar" etc etc etc.

Libertadores tem que saber jogar com o regulamento a favor - e foi isso que o time fez. Sair do primeiro jogo, em casa, sem tomar gol é sair com uma vantagem muito interessante. Ainda mais se considerarmos que nos últimos 14 jogos, o Atlético fez gol em todas as partidas. Tem um ataque MUITO bom, que a mesma imprensa que critica o Palmeiras, se derrete pelos jogadores do time mineiro. E é totalmente inconsistente levantar a bola do ataque do Atlético e ao mesmo tempo falar que o Palmeiras fez um jogo ruim. 
 

Concordo com muitos em relação às substituições do Abel, que foram péssimas. Mas no contexto do jogo, pressupondo que o objetivo não era tomar gol, funcionou. 
 

Agora, resta a pergunta: qual Palmeiras veremos na terça-feira que vem? Aquele mesmo que também empatou em casa, na final do Paulista, mas jogou com uma postura extremamente covarde no jogo da volta, ou aquele mesmo time que cojseguiu um empate na primeira partida das quartas da Liberta e depois fez um dos melhores jogos do ano?

Mas cara, isso não é pilha da imprensa, basta ter visto o jogo de ontem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno.

O futebol não é e nem nunca será 8 ou 80. Nem porko loko e nem bunda na parede. Tenho certeza absoluta que ninguém está cobrando que o Palmeiras jogue bonito, até porque essa é uma discussão tão batida que nem vale a pena retomar. A questão é saber dosar um sistema defensivo forte com algumas espetadas que assustem o adversário. A maneira como o time joga deixa sempre a outra equipe acomodada, porque sabe que nosso time vai se fechar na defesa e não oferecerá nenhum risco no ataque.

Ontem eu me senti de volta em 2018, naquele fatídico Boca x Palmeiras, com o Felipão a beira do gramado. A grande diferença é que a sorte deu um sorrisinho pra nós ontem e fez aquele pênalti bater na trave, do contrário seria exatamente o mesmo filme.

Share this post


Link to post
Share on other sites
49 minutos atrás, Cascavel disse:

A estratégia será jogar por uma bola. Apostaremos em conseguir um gol no contra-ataque ou na bola parada.

Jogaremos fechados igual ontem.

Não adianta imaginar que será algo diferente disso.

Fizemos isso na final do Paulista, não deu muito certo contra o "poderoso" São Paulo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minute ago, vitorpalestrino said:

Mas cara, isso não é pilha da imprensa, basta ter visto o jogo de ontem.

Respondi exatamente a parte que você destacou... na parte que você não destacou 😂😂

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Victor Cardoso Florencio disse:

O problema é o seguinte: Como um time que não chutou uma bola a gol dentro de casa vai chegar ao gol na casa deles?

 

Temos uma semana para Abel chegar a uma solução sobre isso... pois sabemos que pênaltis não é especialidade desse elenco.

Não chutou no segundo tempo no primeiro chutou, sendo que 3 bizarros chutes do Rony

Share this post


Link to post
Share on other sites

1) Gostemos ou não, o elenco do Palmeiras é bem inferior ao elenco do Atlético MG. Dos onze de linha, apenas Wewerton, Gomes e Dudu seriam titulares por lá.

2) O Abel reconheceu as limitações do elenco e fez o que achava que dava para fazer para ganhar a classificação em 180 minutos. Poderia ser melhor? Sim. E muito. Poderia ser pior? Sim. E muito.

3) O Palmeiras de 99 perdeu jogos para Olímpia, Corinthians (duas vezes, diga-se), River Plate e Deportivo Cali. Mas foi campeão e por isso é (justamente) festejado até hoje. Duvido que a "revolta" pela atuação de ontem seja lembrada no final de novembro, caso o Palmeiras consiga novamente o título.

4) Eu manteria o Abel independentemente do que aconteça na Libertadores e no Brasileiro. É mais fácil ele aprender com uma eventual temporada frustrada do que a diretoria acertar a contratação do seu substituto (basta lembrar que o Abel só veio após a negativa do glorioso "Miguel Ramirez").

Share this post


Link to post
Share on other sites
36 minutos atrás, GreenForce disse:

O Palmeiras perdeu seu DNA quando abdicou dos meias de qualidade , nao dá importância pra isso, não vai ser esse presidente ou a possível continuação dele ano que vem que vai mudar isso não..

Mata mata é estratégia pura, são 2 jogos , pra jogar bonito e ganhar título tem que ter qualidade , principalmente no meio campo, a maneira que o Palmeiras tem de chegar mais longe é jogar desse modo reativo, se tentasse jogar bonito e ofensivamente já estaria fora da libertadores faz tempo, , tem que jogar de acordo com o que  tem na mão , é o que tem pra hoje. 

Mas não dar um chute a gol, não acertar um cruzamento nem em bolas paradas. O Abel vai ser crucificado se não passar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.