Jump to content

Recommended Posts

Pra mim é ídolo porque com seu talento venceu a resistência de um técnico teimoso. Poderia ter nos dado a Libertadores de 2023, se Abel tivesse deixado. Nos deu o Brasileiro de 2023 quando ninguém mais acreditava. Aquela imagem dele contra o Botafogo, pegando a bola dentro do gol, saindo com ela debaixo do braço, e batendo no peito pedindo pra passarem a bola pra ele é icônica. Mesmo com o pouco tempo como titular, pra mim já está na Galeria dos Ídolos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

No futebol tem tudo pra ser idolo da garotada.

Do palmeiras não vai ter tempo suficiente pra chegar nesse Posto, mas de qualquer forma, será lembrado por muito tempo aqui.

Edited by Patrick s.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para mim não chega a tanto, embora seja um garoto de ouro. 

Espero que mantenha sempre essa cabeça no lugar, como aparenta, principalmente com novos companheiros na Europa, e que sempre mantenha os pés no chão, que vai muito longe. 

E que um dia, quem sabe, retorne à sua casa, daí então podendo completar uma história de maior tempo na SEP

Share this post


Link to post
Share on other sites

Neste time atual, só tenho Endrick e Dudu na Galeria dos Ídolos. A geração Parmalat, que não pegou os 17 anos de fila, não sabe o que já passamos e porque os antigos somos cornetas. Já vivemos muito, vimos de tudo. Quem viu um Leão e um Marcos, nunca pode ter um Weverton como ídolo. Quem viu um Leivinha, um Jorge Mendonça, um Djalminha, Rivaldo (até um Valdívia, que nos tirou da incômoda fila de 8 anos em 2008), nunca pode ter um Veiga como ídolo. 
O time atual é muito coeso, joga junto há trocentos anos e por isso é muito entrosado, aguerrido, resiliente, e graças a isso vem colecionando taças. Mas ídolos mesmo, só esses dois.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra ser ídolo, na minha opinião, não basta jogar o arroz com feijão durante dez anos, como uns do elenco. Ídolo é aquele cara que realizou um feito histórico, como fez Endrick na conquista de um importantíssimo Brasileiro que todos já davam por perdido. É aquela cena de filme, do fodão que entra e acaba com a porra toda. Um Rocky ou um Rambo, por exemplo. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
36 minutos atrás, Il Palestrino disse:

Pra você ver como a classificação ídolo é frágil enquanto a “histórico” é mais razoável: a história foi feita, o moleque foi um fenômeno na base e fundamental em títulos como o Paulista, 2 Brasileiros, 1 Supercopa... Isso está registrado.

Porém, se ele vai para a Europa e algo dá errado, retornando anos depois para o nojento clube carioca de maior investimento, toda a questão de idolatria é diluída da noite para o dia.

Exatamente cara. Por isso, pra mim, apesar de Endrick ter marcado seu nome na história do clube, não pode ser considerado ídolo... pelo menos ainda.

Tem que separar o aspecto subjetivo do aspecto objetivo. O aspecto objetivo está ligado aos títulos e consequentemente à história. Já o aspecto subjetivo está ligado à personalidade, às atitudes e demonstrações de afeto dentro e fora de campo, à ligação emocional com o clube.

Eu considero ambos os aspectos para considerar um jogador como ídolo, mas considerando que muitos jogadores que preencheram o aspecto objetivo acabaram se tornando desafetos ou acabaram em rivais ou ainda falando besteiras sobre o clube, eu prefiro dar mais peso ao aspecto subjetivo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
58 minutos atrás, Londrinense disse:

Único ídolo mesmo desse elenco, desde o Fernando prass, pra mim, é o Dudu.

Ídolo pra mim é mais do que ser protagonista na conquista de títulos (títulos e não título) ou ter sido criado pelo clube.

Ídolo pra mim é o jogador preferir jogar no Palmeiras do que em outros clubes, ser um torcedor declarado do clube e demonstrar isso em coletivas, em sua vida profissional e pessoal, é recusar jogar por qualquer outro clube do país, é se emocionar com jogos, com títulos, é recusar receber mais em um clube de fora para ficar no Palmeiras, é tatuar no coração o amor pelo clube. Tudo de forma cumulativa ou não. 

Então ninguém mais terá ídolos. Vale lembrar que Dudu quis sair do Palmeiras por dinheiro e só não saiu do Palmeiras por que os árabes não pagaram o restante do valor combinado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
31 minutos atrás, WAGA disse:

Pra mim é ídolo porque com seu talento venceu a resistência de um técnico teimoso. Poderia ter nos dado a Libertadores de 2023, se Abel tivesse deixado. Nos deu o Brasileiro de 2023 quando ninguém mais acreditava. Aquela imagem dele contra o Botafogo, pegando a bola dentro do gol, saindo com ela debaixo do braço, e batendo no peito pedindo pra passarem a bola pra ele é icônica. Mesmo com o pouco tempo como titular, pra mim já está na Galeria dos Ídolos.

Vale  lembrar que ele perdeu um gol cara a cara com o goleiro no jogo contra o boca heim. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.